Megadeth – 07-08-2016 – São Paulo (Espaço das Américas)

Megadeth - SP - ago-2016 - por Edi Fortini IITexto por Maria Clara Moura – Fotos por Edi Fortini – Edição por André Luiz

Um dos nomes mais importantes nomes da história do heavy metal mundial, o Megadeth desembarcou no Brasil pela 14ª vez no Brasil, desta vez com “Dystopia World Tour”. Aos 33 anos de carreira e com mais de 50 milhões de álbuns vendidos no mundo todo, o big boss Dave Mustaine e David Ellefson debutaram a nova line up no país com Kiko Loureiro (guitarra – ex-Angra) e Dirk Verbeuren (bateria – ex-Soilwork) com uma exibição memorável, destacando o aclamado novo álbum ‘Dystopia’ mas não deixando de lado diversos clássicos.

Megadeth - SP - ago-2016 - por Edi Fortini V

Em São Paulo, o local escolhido foi o Espaço das Américas, uma das maiores casas da cidade, e desta forma, mais de 8mil pessoas lotaram as dependências do recinto para apreciarem um verdadeiro espetáculo. O público murmurava devido ao atraso para início do show quando “Prince Of Darkness” pôde ser ouvida nos PA’s ao fundo e os músicos adentraram no palco do Espaço das Américas. Após a execução da primeira música, “Hangar 18”, os fãs esquecerem completamente os 40 minutos de atraso inicial – conforme horário previsto inicialmente – e a nostalgia dominou a casa.

Durante todo o período de espera para o início da apresentação, “Mustaine” e “Kiko” eram as únicas palavras que o público gritava – em meio aos múrmuros reprovando o atraso. “Nós estávamos esperando por vocês, Brasil, vocês também estavam nos esperando?”, foram as palavras do vocalista em seu primeiro contato com o público, na qual também houve promessa de uma “surpresa” para o decorrer da noite. Logo após a execução de “The Threat Is Real”, Dave dedicou a música seguinte, “Tornado Of Souls”, à Nick Menza, ex-baterista da banda que faleceu em maio de 2016, recebendo saudações do público em resposta a dedicatória.

Megadeth - SP - ago-2016 - por Edi Fortini VII

Em um de seus contatos com a plateia, Dave comentou que recebeu a notícia de que o último álbum de estúdio, ‘Dystopia’, era o mais vendido da banda no Brasil, o que causou grande ansiedade na banda em trazer a turnê para cá. Apesar de já terem tocado no país diversas vezes, a banda agradou e muito os mais de 8 mil fãs que lotavam a casa, demonstrando o porquê do Megadeth ser uma das mais aclamadas bandas de Thrash Metal do mundo, trazendo para a turnê sul-americana grande infra estrutura contendo telão com animações exibidas durante o show e decoração impecável no palco. Teve espaço até para presente – recebido por Dave de um fã –, uma camiseta a qual o norte-americano guardou carinhosamente.

Mustaine agradeceu aos fãs por terem ignorado as Olimpíadas naquela noite de domingo para prestigiar a banda. Em muitos momentos, Kiko roubou o lugar do vocalista no palco, recebendo muito barulho dos fãs como resposta, e entregando de volta muito carisma, confirmando o sucesso na escolha dos novos integrantes da banda, que também contratou o baterista Dirk Verbeuren, o qual defendeu muitíssimo bem seu novo cargo.

Megadeth - SP - ago-2016 - por Edi Fortini

Após a execução de “Peace Sells”, a banda retirou-se do palco, ganhando muitos pedidos de retorno do público. Os integrantes voltaram para o encore e os fãs foram questionados por Dave “vocês querem mesmo?”. Tendo muito barulho como resposta, Dave anunciou a “surpresa”: “Mechanix”, do primeiro álbum, ‘Killing Is My Business… And Business Is Good!’. Sem novas surpresas, “Holy Wars… The Punishment Due” anunciou o fim da apresentação em grande estilo. Agradecimentos à Corsário e Costabile Jr. pela produção e credenciamento de nossa equipe na cobertura do evento.

Set List Megadeth:
Hangar 18
The Threat Is Real
Tornado Of Souls
Poisonous Shadows
Rattlehead
Wake Up Dead
In My Darkest Hour
Conquer Or Die!
Fatal Illusion
She-Wolf
Dawn Patrol
Poison Was The Cure
Sweating Bullets
A Tout Le Monde
Trust
Post American World
Dystopia
Symphony Of Destruction
Peace Sells

Mechanix
Holy Wars… The Punishment Due

(Visited 46 times, 1 visits today)