Soundhearts Festival – 22-04-2018 – São Paulo (Allianz Parque)

Texto por Álvaro Ramos – Fotos por Stephan Solon (Move Concerts / Midiorama) – Edição por André Luiz

De volta ao Brasil após nove anos, o Radiohead participou no domingo, 22, do Soundhearts Festival em São Paulo, festival que passou também pelo Rio de Janeiro e contou com os shows de Aldo The Band, Junun (projeto do guitarrista do próprio Radiohead, Jonny Greenwood) e o DJ Flying Lotus, sendo que os primeiros tocaram para um Allianz Parque ainda bem vazio.

O estádio começou a tomar forma de show após às 18h, quando os fãs do Radiohead começaram a se espalhar principalmente pelas pistas principal e premium – as cadeiras e arquibancadas estavam com milhares de lugares vagos, mesmo depois do início da atração principal.

Poucos minutos após as 20h, horário marcado para o show do Radiohead começar, a banda entrou no palco e levou os fãs ao delírio. Com “Daydreaming”, do último CD de inéditas da banda, Thom Yorke e companhia iniciaram a apresentação em um simples, porém incrível cenário que combinava com a música, formando um céu totalmente estrelado pelo grande telão oval e por todo o palco. Com o público mais tranquilo nas primeiras 3 músicas, o show foi esquentando aos poucos, e foi na execução de “Myxomatosis” que o show virou aquela melancolia dançante que os fãs de Radiohead tanto gostam. “You And Whose Army” deu sequência, e logo depois a emocionante “All I Need”, que foi cantada pelos fãs que com os flashes de seus celulares iluminavam o Allianz Parque.

Seguindo o show mesclando faixas novas do ‘A Moon Shaped Pool’ com canções de trabalhos mais antigos, a banda mostrou um excelente desempenho ao vivo, com destaque principalmente para o vocalista Thom Yorke – o qual revezava-se entre vocais, piano, sintetizadores e percussão – e o excelente guitarrista Jonny Greenwood – um show a parte pelo seu jeito peculiar de tocar e distorções empregadas nas músicas. Com uma ótima versão de “Idioteque”, a banda encerrou a primeira parte da apresentação, deixando o palco do Allianz Parque sob milhares de aplausos.

Após um rápido intervalo, o Radiohead voltou ao palco para a execução de um longo bis, com “Exit Music (For A Film)”, “Nude”, “Identikit”, “There There”, “Lotus Flower” e “Bodysnatchers”. Mais uma vez, Thom e companhia agradeceram o público e deixaram o palco, mas é claro que ainda faltavam músicas que não poderiam ficar de fora do show. O público continuou gritando e pedindo por mais, até que a banda retornou para um segundo bis com “Present Tense”, “Paranoid Android” e a linda “Fake Plastic Trees”, a qual emocionou os fãs e encerrou de fato a apresentação. Os que podem ser considerados maiores sucessos do Radiohead, “Creep” e “Karma Police” ficaram de fora, frustrando muitos dos fãs que continuaram pedindo mais após a banda deixar o palco pela terceira vez.

Já é sabido pelos fãs que o Radiohead sempre alterna os set lists, não tendo o costume de repetir as mesmas sequências em seus shows, mas ainda assim, após as luzes se acenderem e os fãs perceberem que o show realmente havia chegado ao fim, a sensação de frustração era visível em alguns dos presentes. A grande maioria das 30 mil pessoas que compareceram ao Allianz parque ficou satisfeita com o show que por mais de duas horas apresentou muita qualidade na execução das faixas, e com 26 músicas, passou por diversas fases da banda. Para os fãs que ficaram frustrados, o jeito é torcer para que o Radiohead não demore mais tantos anos para retornar, e que na próxima, toquem seus grandes sucessos. Agradecimentos à Move Concerts e Midiorama

Set List Radiohead:
Daydreaming
Ful Stop
15 Step
Myxomatosis
You And Whose Army
All I Need
Pyramid Song
Everything In It’s Right Place
Let Down
Bloom
The Numbers
My Iron Lung
The Gloaming
No Surprises
Weird Fishes/Arpeggi
2 + 2 = 5
Idioteque

Exit Music (For A Film)
Nude
Identikit
There There
Lotus Flower
Bodysnatchers

Present Tense
Paranoid Android
Fake Plastic Trees

(Visited 27 times, 1 visits today)