Iron Maiden: 85 livros para entender a banda

Iron Maiden - FT Lauderdale - 2016 - por John McMurtrie divulgação VI

Texto por Bruno Prado – o conteúdo expresso reflete a opinião do autor, é de inteira responsabilidade deste

Todo fã de IRON MAIDEN sabe que além da parte musical a banda é uma fonte propagadora de cultura e conhecimento, trazendo sempre em suas letras algo enriquecedor e elucidativo. Em seu novo álbum de estúdio, por exemplo, várias músicas foram inspiradas pela literatura Inglesa e Francesa, sem contar a influência do “Chilam Balam”, suposto livro das almas da cultura Maia. Mas além do “livro das almas”, o IRON MAIDEN possui em toda sua história uma relação muito próxima com a literatura, fazendo com que suas músicas sejam portas de entrada para livros de diversos temas: ficção, policial, romance, entre outros.

Vamos explorar nesta matéria todo conteúdo literário relacionado com o IRON MAIDEN, citando não apenas os livros que influenciaram suas músicas, mas também outras obras que explicam os temas utilizados nelas, mesmo não sendo a fonte original para criação das letras. No total serão citados 85 livros para ampliar ainda mais seu gabarito cultural em torno do IRON MAIDEN e quem sabe ajuda-lo a montar uma “Library of the Beast”. As citações estão divididas em ordem cronológica da seguinte maneira:

– da 01 até 43 são citados temas de músicas;
– da 44 até 53 são biografias de personagens, locais e fatos históricos relacionados aos temas de músicas do Iron Maiden;
– da 54 até 64 são publicações escritas por Bruce Dickinson e Nicko McBrain, além de biografias de integrantes atuais e antigos, incluindo Eddie;
– da 65 até 85 são as biografias mais famosas sobre o Iron Maiden (autorizadas ou não) escritas em diversas línguas.

Boa leitura e Up The Irons!!!

[Vale mencionar ainda que este autor que vos escreve não leu 100% dos livros (ainda…), e portanto, se absteve de opinião pessoal para evitar que esta a influencie. Se alguma descrição estiver imprecisa por favor comentem abaixo e ajudem a melhorar, afinal, ninguém é perfeito.

OBS: existem diversas músicas com títulos idênticos ao de livros publicados, como por exemplo “Journeyman”, “Rainmaker”, “Prowler”, etc, mas sem relação entre sí e portanto não citadas na matéria].

Iron Maiden - FT Lauderdale - 2016 - por John McMurtrie divulgação III

PARTE I

01 Odýsseia (A Odisseia)
Homero – 700+A.C.
A Odisséia é um dos dois principais poemas gregos atribuídos a Homero. Ela pode ser considerada uma sequência da Ilíada – outra obra creditada ao suposto autor – e teria servido de base para parte da letra de “Ghost of The Navigator”, do álbum Brave New World.

02 Leviticus (Levítico)
Moisés – 538/332 A.C.
Este é o terceiro livro da bíblia hebraica, conhecido como “Vayikrá” pelos judeus. É onde iniciou-se a lenda de Azazel, o anjo caído, que é a inspiração da música “The Fallen Angel” também do álbum Brave New World.

03 Isaías
Isaías – 400 A.C.
É outro livro profético do Antigo Testamento da Bíblia. Foi nele que surgiu pela 1a vez a lenda de Lúcifer, tema principal da música “Lord of Light” (que é um de seus apelidos) do álbum A Matter of Life And Death.

04 Revelations (Apocalipse)
João de Patmos – 69/96 A.C.
Livro bíblico que inspirou não apenas a música “Revelations” mas também a fala no início da música “The Number of The Beast”, e é a origem de Babylon, “The Scarlet Whore” (Prostituta Escarlate), adorada pelo ocultista Aleister Crowley e citada na música “Moonchild”.

05 Historia Regum Britanniae / The History of the Kings of Britain (História dos reis da Bretanha)
Geoffrey of Monmouth – 1136
Esta é na verdade uma coleção de livros cujo conteúdo aborda histórias lendárias do Rei Lear, do Rei Artur, dos cavaleiros da Távola Redonda e da ilha mística de Avalon (especificamente os livros 11 e 12). Esta última, tema da música “Isle of Avalon” do álbum The Final Frontier.

06 The Wallace (The Actes and Deidis of the Illustre and Vallyeant Campioun Schir William Wallace)
Henry the Minstrel – 1488
Escrito em 1477 em forma de manuscrito, foi somente publicado em 1488 na Escócia e é o 2o livro mais popular de seu país, atrás apenas da Bíblia. É quase uma “biografia romântica” de William Wallace e da resistência escocesa no séc.XIII. Sua história de vida é uma das fontes de inspiração da música “The Clansman” do álbum Virtual XI.

07 As You Like It (Como Gostais)
William Shakespeare – 1599
Peça teatral humorística de Shakespeare transformada em livro posteriormente. É baseada na “Parábola do Filho Pródigo” da bíblia (Lucas 15:11), mesma inspiração usada na música “Prodigal Son”, do álbum Killers.

08 Julius Caesar (Júlio César)
William Shakespeare – 1599
Outra famosa peça teatral escrita por Shakespeare e baseada na vida do imperador romano Júlio César. Inspirou o título de duas músicas: “The Ides Of March” (Idos de março) e “The Evil That Men Do” (O mal que o homem faz), ambos retirados de trechos do livro.

09 The Tempest (A Tempestade)
William Shakespeare – 1611
Segundo os autores do filme “Forbidden Planet” este livro serviu de inspiração para seu roteiro. O filme por sua vez foi a base, segundo Bruce, para a música “Out Of The Silent Planet” do álbum Brave New World. Uma fala da personagem Miranda neste livro – “Oh brave new world that has such people in it” – é a origem do título “Brave New World” usado por Aldous Huxley em seu livro, e que inspirou a música homônima. Outras falas deste livro e peça também são utilizadas por Huxley em sua obra.

10 To His Coy Mistress (À Amada Esquiva)
Andrew Marvell – 1650
Também publicado em forma de livro, a obra é originalmente um poema que aborda a sexualidade feminina. Ele foi uma das muitas inspirações para a música “Bring Your Daughter… to The Slaughter” do álbum No Prayer For The Dying, segundo o próprio autor, Bruce Dickinson.

11 The Pilgrim’s Progress – from This World to That Which Is to Come (O Peregrino – A Viagem do Cristão à cidade Celestial)
John Bunyan – 1678
“O Peregrino” pode não ter sido a inspiração direta para a música “The Pilgrim” do álbum A Matter Of Life And Death mas certamente seu título e enredo está relacionado com o Mayflower, navio de peregrinos que inspirou a canção. O livro é uma reflexão sobre a vida cristã na terra e é a obra mais conhecida entre os cristãos de língua inglesa, depois da Bíblia, claro.

12 The Rime of the Ancient Mariner (A balada do Velho Marinheiro)
Samuel Taylor Coleridge – 1798
“The Rime of the Ancyent Marinere” (título original) é o maior poema do britânico Samuel Taylor Coleridge. Ele retrata eventos sobrenaturais presenciados por um marinheiro após matar um albatroz. Também publicado em forma de livro, serviu de base para criação de sua música homônima que foi lançada pelo IRON MAIDEN no álbum Powerslave de 1984.

13 Rob Roy
Walter Scott – 1817
Romance no qual o protagonista viaja para a Escócia e conhece Rob Roy MacGregor, lendário rebelde escocês. O filme de 1995 “Rob Roy” foi parcialmente inspirado pelo livro, apesar de suas narrativas não terem correlação. O filme, por sua vez, é uma das inspirações para a música “The Clansman” do álbum Virtual XI.

14 Frankenstein
Mary Wollstonecraft Shelley – 1818
Este livro não é o tema central da música “New Frontier” do álbum Dance of Death, mas segundo o próprio Nicko McBrain, sua história o inspirou a criar o roteiro da letra que inclusive cita Frankenstein logo no início.

15 The Murders in the Rue Morgue (Assassinatos na Rua Morgue)
Edgar Allan Poe – 1841
A história fictícia dos Assassinatos na Rua Morgue foi publicada originalmente em uma revista, virou livro dois anos depois e inspirou a música de mesmo nome, presente no álbum Killers de 1981.

16 The Book of the Dead / Book of Coming Forth by Day (O Livro dos Mortos)
Karl Richard Lepsius – 1842
O “Livro dos Mortos” é uma coletânea de feitiços, orações, hinos e rituais do Antigo Egito, escritos em rolos de papiro e colocados nos túmulos das múmias visando “ajudar” o morto em sua viagem para um suposto outro mundo. Foi escrito há mais de 2.000 anos antes de Cristo por diversos egípcios. Seu autor e ano de publicação divulgado aqui refere-se a 1a versão traduzida, no entanto, a versão mais comum encontrada nos dias atuais é de Wallis Budge. O conhecimento divulgado pelos egípcios neste livro inspirou a criação da música e álbum Powerslave.

17 Le Vicomte de Bragelonne (O Visconde de Bragelonne)
Alexandre Dumas – 1847
Primeiro livro que baseou-se na historia do Homem da Máscara de Ferro em um de seus capítulos. Apesar de não ter nenhuma donzela de ferro (Iron Maiden) no livro, Steve Harris argumentou que a lenda explorada no filme “O Homem da Mascara de Ferro”, que foi baseado neste livro, o inspirou a dar nome a banda.

18 El Dorado
Edgar Allan Poe – 1849
Poema do famoso escritor Edgar Allan Poe que foi publicado também em livro. Sua história retrata a jornada de um cavaleiro em busca de El Dorado, a lendária cidade que seria toda feita de ouro. Essa busca incessante pela riqueza foi uma das inspirações para a música de mesmo nome, lançada no álbum The Final Frontier (a outra foi a crise imobiliária americana).

19 The Charge of the Light Brigade (A Carga da Brigada Ligeira)
Alfred Tennyson – 1854
Inicialmente escrita como poema, esta obra sobre a batalha de Balaclava durante a guerra da Criméia é uma das mais famosas de Tennyson e serviu de inspiração para a música “The Trooper” do Piece of Mind.

20 Dracula
Bram Stoker – 1897
A famosa obra de Bram Stoker sobre o Conde Drácula inspirou vários filmes, peças e shows. A partir e uma das músicas mais famosas do Iron Maiden: Transylvania.

21 Heart of Darkness (O Coração das Trevas)
Joseph Conrad – 1899
O Coração das Trevas é a fonte de inspiração do filme “Apocalypse Now” de 1979, que adapta sua história para a guerra do Vietnã. O filme por sua vez inspirou a música “The Edge Of Darkness” do álbum The X Factor.

22 The Duel: A Military Story / The Point of Honor (O Duelo)
Joseph Conrad – 1908
Escrito por Conrad para a revista The Pall Mall, foi transformado em livro e filme posteriormente. O filme, dirigido por Ridley Scott, por sua vez inspirou a música “The Duellists” do álbum Powerslave. Nos EUA foi publicado como “The Point of Honor”.

23 Le Fantôme de l’Opéra (O Fantasma da Ópera)
Gaston Leroux – 1909-1910
Livro original que inspirou tanto a famosa peça teatral quanto o filme de mesmo nome, e obviamente, a música “Phantom of the Opera” lançada no 1o álbum do Iron Maiden.

24 La Guerre du feu (A Guerra do Fogo)
J.-H. Rosny Aîné – 1911
Foi o livro que inspirou o filme “Quest for Fire” e a música homônima, lançada no Piece of Mind. O livro retrata um período na pré-história onde a humanidade procurava dominar a técnica de produzir o fogo.

25 Moonchild (Criança da Lua)
Aleister Crowley – 1917/1923
A concepção original da música “Moonchild” veio deste livro, o que depois adaptou-se também ao tema do álbum Seventh Son of a Seventh Son. No livro dois grupos de feiticeiros travam uma guerra em torno de um bebê ainda em gestação, a “criança da lua”.

26 Brave New World (Admirável Mundo Novo)
Aldous Huxley – 1931
Famoso livro que inspirou a criação da música e álbum homônimo em 2000. Narra um hipotético futuro onde as pessoas são condicionadas psicologicamente a viverem em harmonia com regras sociais.

27 Out of the Silent Planet (Além do Planeta Silencioso)
C. S. Lewis – 1938
Apenas o título deste livro serviu de inspiração para a música homônima. A letra de “Out Of The Silent Planet” do álbum Brave New World foi alegadamente inspirada por outra fonte: o filme “Forbidden Planet” de 1956 (apesar da pouca ligação com sua sinopse). “Além do Planeta Silencioso” é o 1o livro da “Trilogia Espacial” de Lewis e é considerado uma homenagem a seu amigo J. R. R. Tolkien pois o protagonista – assim como Tolkien – é um filólogo. Na trama ele é raptado por cientistas e levado para Marte.

28 Lord of the Flies (Senhor das Moscas)
William Golding – 1954
Livro que serviu de inspiração para a música de mesmo nome lançada no álbum The X Factor. Foi transformado em filme duas vezes, uma 1963 e outra em 1990. O livro retrata a selvageria de um grupo de crianças após ficarem presas numa ilha deserta em função de um acidente aéreo.

29 Run Silent, Run Deep (O Mar é Nosso Túmulo)
Edward L. Beach Jr. – 1955
A partir deste livro sobre batalhas de submarinos na 2a Guerra Mundial foi lançado o filme de mesmo nome, o qual inspirou a criação da música também homônima lançada pelo Iron Maiden no álbum No Prayer For The Dying.

30 Det sjunde inseglet / Wood Painting: A Morality Play (O Sétimo Selo / Pintura em Madeira)
Ingmar Bergman – 1955/1957
O filme “The Seventh Seal” (“Det sjunde inseglet” no original sueco) é a inspiração original da música “Dance of Death”, segundo relatos de Janick Gers. O roteiro do filme foi baseado na peça “Wood Painting” (Pintura em Madeira) do próprio diretor, o sueco Ingmar Bergman. Segundo o roteiro Deus abriria sete selos, cada um implicando num malefício sobre a humanidade, até efetivamente levar ao fim dos tempos. Tanto a peça quanto o filme já foram publicados como livro posteriormente.

31 Forbidden Planet (O Planeta Proibido)
W. J. Stuart – 1956
Livro escrito a partir do filme de mesmo nome lançado com poucos meses de diferença. Segundo Bruce, o filme inspirou a ideia inicial para a música “Out Of The Silent Planet”, apesar de sua letra ter tomado rumo completamente diferente da sinopse do filme. Vagamente inspirado na peça “A tempestade”, de Shakespeare, o roteiro descreve a expedição da nave C-57D ao planeta fictício “Altair IV”. O livro também acabou servindo de inspiração para a futura série “Star Trek”, segundo a autobiografia de Gene Roddenberry.

32 Heller als tausend Sonnen (Mais Brilhante que Mil Sóis)
Robert Jungk – 1956
Seu título em inglês é “Brighter than a Thousand Suns” e seu conteúdo explica o desenvolvimento da 1a bomba atômica. Todo o tema envolvido no livro, inclusive seu título, foi a base para a música “Brighter than a Thousand Suns” do álbum A Matter Of Life And Death.

33 The Midwich Cuckoos
John Wyndham – 1957
Livro que deu origem ao filme “Village of the Damned” que por consequência originou também sua continuação, “Children of the Damned”, transformada em música pelo Iron Maiden em 1982 no álbum The Number Of The Beast.

34 The Longest Day (O Mais Longo dos Dias) 
Cornelius Ryan – 1959
Este foi o primeiro livro a usar o termo “The Longest Day” para referenciar o famoso “Dia-D”, dia em que ocorreu o desembarque de tropas aliadas na Normandia durante a 2a Guerra Mundial. Ele foi a base para o filme de mesmo nome, o qual inspirou também a criação da música “The Longest Day”.

35 The Loneliness of the Long Distance Runner (A Solidão do Corredor de Longa Distância)
Alan Sillitoe – 1959
É outro livro que inspirou o filme de mesmo nome e consequentemente sua música escrita pelo Iron Maiden. O livro conta a historia de um jovem cujo seu talento esportivo é usado pelo diretor do reformatório onde ele estava detido.

36 The Inhabitant of the Lake (Habitantes do Lago – em tradução livre)
Ramsey Campbell – 1964
Parte da série “Cold Print”, este livro supostamente teria inspirado a criação da música Still Life do Piece Of Mind, apesar de Steve Harris argumentar que a música é apenas sobre o medo de afogamentos.

37 Dune (Duna)
Frank Herbert – 1965
Inspirou a criação da música “To Tame a Land”, que inclusive só não teve o nome de “Dune” por ameaça de processo do autor, F. Herbert. O livro é uma obra de ficção que se passa num planeta árido chamado Duna (em português).

38 Where Eagles Dare (O Desafio das Águias)
Alistair MacLean – 1967
Livro que inspirou o filme de mesmo nome lançado 1 ano depois, e consequentemente, a música homônima do Iron Maiden. Conta a história do resgate de um importante oficial britânico que saberia com detalhes os planos para a invasão aliada no “Dia-D”.

39 Ritual
David Pinner – 1967
Este livro serviu de base para a criação do filme “The Wicker Man” de 73. Por conseguinte, o filme inspirou o título da música de mesmo nome, lançada no álbum Brave New World. No livro, supostos sacrifícios humanos seriam investigados por um policial.

40 Damien: Omen II (A Profecia II)
Joseph Howard – 1978
Livro escrito a partir do filme de mesmo nome. O filme inspirou a música “The Number of The Beast”. Existem 5 livros na série. O 1o, que também se baseia no filme, foi escrito por David Seltzer e os demais, que não seguem os filmes da série, escritos por Gordon McGill.

41 Il Nome della Rosa (O Nome da Rosa)
Umberto Eco – 1980
Versão original em italiano do clássico “The Name of The Rose” (O Nome da Rosa), livro que inspirou a música “Sign Of The Cross”. O livro também foi transformado em filme em 1986 e conta a história por trás de misteriosos assassinatos ocorridos em um monastério italiano em 1327.

42 When the Wind Blows (Quando o vento sopra)
Raymond Briggs – 1982
Livro ilustrado que conta a história de um casal de idosos que se prepara para um ataque nuclear que acaba não acontecendo. O roteiro do livro inspirou a música de mesmo nome, lançada no ábum The Final Frontier, mas na música o final é um pouco diferente.

43 Seventh Son (O Sétimo Filho)
Orson Scott Card – 1987
Livro que inspirou a criação do álbum e música “Seventh Son of a Seventh Son” de 1988. Na história, Alvin Miller é o protagonista e tem poderes sobrenaturais, sendo o alvo da disputa entre o bem e o mal.

Iron Maiden - FT Lauderdale - 2016 - por John McMurtrie divulgação VII

PARTE II
A partir deste ponto serão apresentados livros que não foram a inspiração direta para as músicas da banda (não que se saiba), mas tratam do mesmos assuntos. São 10 biografias de personagens, locais e fatos históricos relacionados aos temas de músicas do Iron Maiden.

44 Go Rin No Sho
Miyamoto Musashi – 1645
O “Livro dos cinco Anéis” é a obra máxima do samurai Miyamoto Musashi. Suas palavras e sua vida inspiraram o Iron Maiden a escrever “Sun And Steel”. Não é uma biografia pessoal, mas pode ser encarada como uma biografia profissional deste mestre supremo.

45 The War Speeches (Os Discursos de Guerra)
Winston Churchill – 1941/1946
O ex-Premier britânico W. Churchill jamais foi tema de qualquer música do Iron Maiden, entretanto, um dos seus mais famosos discursos “We shall fight on the beaches” (4-jun-1940) foi muito utilizado pela banda em seus shows. “The War Speeches” é uma coleção de seus discursos durante a 2a guerra e contém 6 volumes.

46 Le Bûcher de Montségur (Massacre em Motségur)
Zoé Oldenbourg – 1959
Este livro contém um dos relatos mais proeminentes publicados na França sobre o massacre no castelo de Montségur, tema utilizado por Bruce na letra de Montségur do álbum Dance of Death.

47 Swaggart: The Unauthorized Biography of an American Evangelist (Swaggart: a biografia não autorizada)
Ann Rowe Seama – 2001
Jimmy Swaggart é um pastor televisivo dos EUA que inspirou a criação da música “Holly Smoke”, sendo inclusive citado indiretamente em sua letra. Uma de suas (muitas) besteiras publicadas foi “Music: the new pornography” (Música: a nova pornografia), onde uma das cópias que Bruce obteve como motivação para a letra vinha com a foto de Steve Harris na capa. O livro citado aqui é a biografia mais recente e não autorizada por Swaggart.

48 Genghis Khan: Conqueror of the World (Conquistador do Mundo)
Leo de Hartog – 2004
Esta é uma das diversas biografias recentes do grande imperador Genghis Khan, inspirador da música homônima e conquistador de terras mais bem sucedido de todos os tempos.

49 Passchendaele: The Untold Story (A História Não Contada)
Robin Prior, ?Trevor Wilson – 2002
A inspiração para a música “Paschendale” é a batalha de Passchendaele ocorrida na 1a guerra mundial. No entanto, na época de seu lançamento Adrian Smith disse que um livro com este nome o chamou a atenção e motivou-o a escrever a letra. Como Adrian não citou o autor, e existem muitas versões com o mesmo título, fica destacada esta edição mais aproximada da época da criação da música.

50 Mayflower
Nathaniel Philbrick – 2006
Esta não é uma biografia pessoal mas uma narrativa da história do Mayflower, navio de peregrinos que inspirou a criação da música “The Pilgrim”. Existem diversos livros sobre sua trajetória mas podemos destacar esta versão de Nathaniel Philbrick pela data de publicação ser próxima ao lançamento do álbum A Matter of Life And Death.

51 Margaret Thatcher: The Authorized Biography
Charles Moore – 2013
Biografia autorizada e atualizada da “outra Iron Maiden”: Margaret Thatcher, a ex-premier britânica. Seu apelido era “Iron Lady”, que também se pode traduzir “Donzela(Dama) de Ferro”. Steve Harris nega que o nome da banda seja inspirado nela, mas após sua aparição na capa do single “Sanctuary” e sua consequente censura, ela se tornou parte fundamental na história do Iron Maiden.

52 Alexander The Great (Alexandre, O Grande)
Philip Freeman – 2014
Esta é uma das mais recentes edições da biografia de “Aléxandros ho Mégas”, rei da Macedônia e tido como um dos maiores comandantes militares que o mundo já teve. Sua vida inspirou a música “Alexander The Great”.

53 The Life of Dr. John Dee
Charlotte Fell Smith – 2014
Esta é uma das mais recentes biografias da vida de John Dee, matemático, astrônomo, astrólogo e geógrafo do século XVI. Conselheiro da rainha Elizabeth I ele também era famoso por seus conhecimentos de magia. Sua vida e obra é o tema da música “The Alchemist”.

PARTE III
A partir deste ponto falaremos sobre as publicações escritas por Bruce Dickinson e Nicko McBrain, além de biografias de integrantes atuais e antigos, incluindo Eddie! São 12 livros ordenados por ano de lançamento.

54 The Adventures of Lord Iffy Boatrace: A Novel (As aventuras de Lord Iffy Boatrace)
Bruce Dickinson – 1990
Primeiro livro escrito por Bruce Dickinson. O personagem fictício Iffy Boatrace é um semi-travesti caçador de aves que passa por tremendas dificuldades financeiras. É uma critica em formato de quadrinhos a aristocracia inglesa.

55 The Missionary Position
Bruce Dickinson – 1992
“Papai-mamãe” (a posição sexual, em tradução livre) é o segundo livro de Bruce e continuação do primeiro. Agora Lord Iffy Boatrace vai parar em Los Angeles e resolve se tornar um evangelizador. O título é um trocadilho com a posição sexual “papai-mamãe” (em portugês do Brasil) que em inglês é descrita como “a posição do missionário”.

56 Rhythms of the Beast (Ritmos da Besta)
Nicko McBrain – 1992
Este livro é a transcrição das explicações de Nicko no vídeo de mesmo nome, lançado em 91. Contém técnicas de bateria utilizadas por ele.

57 Run for Cover: The Art of Derek Riggs (Corra para se esconder: A arte de Derek Riggs)
Derek Riggs, Martin Popoff – 2006
Conta toda a história de um dos integrantes mais famosos da banda: Eddie! e claro, também fala de seu criador, o lendário desenhista Derek Rigg (ao menos criador da identidade visual pois Eddie já existia antes).

58 Bruce Dickinson: Flashing Metal with Iron Maiden and Flying Solo (Bruce Dickinson – os Altos Voos Com o Iron Maiden e o Voo Solo)
Joe Shooman – 2007
Biografia da carreira solo de Bruce Dickinson e sua vida no Iron Maiden.

59 Chemical Wedding / Crowley (Casamento Químico)
Bruce Dickinson, ?Julian Doyle – 2008
Livro base para o filme de mesmo nome, escrito por Bruce e Doyle em 2008. Na história, um professor de Cambridge seria a reencarnação de Aleister Crowley. Nos EUA ele foi lançado como “Crowley”.

60 The Beast: Singing With Iron Maiden (A Besta: Cantando com o Iron Maiden)
John Blake – 2010
Esta é a biografia atualizada do ex-vocalista Paul Di’Anno. Foi lançada em 2002 contando bastidores da vida de Paul e foi re-editada em 2010 para acrescentar alguns pontos polêmicos.

61 Steve Harris – The Clairvoyant (O Clarividente)
Stipe Juras – 2011
Biografia do lendário Steve Harris escrita de fã para fã.

62 Adrian Smith – Stranger in a Strange Land (Estranho em uma terra estranha)
Stipe Juras – 2011
Biografia de um dos maiores guitarristas do mundo escrita por um fã de Iron Maiden.

63 At The End Of The Day – The story of the Blaze Bayley Band (Ao final do dia – A história da Blaze Bayley band)
Lawrence Paterson – 2011
Este livro conta a história profissional de Blaze Bayley, ex vocalista da banda, desde a época do Wolfsbane até a formação da “Blaze Bayley band”, e é claro, passando pelo trabalho nos vocais do Iron Maiden.

64 Bruce Dickinson: Insights (Introspecções)
Brigitte Schön – 2015
O livro se propõe a explorar o universo do músico com foco em sua carreira como compositor fora do Maiden.

Iron Maiden - FT Lauderdale - 2016 - por John McMurtrie divulgação V

PARTE IV
Nesta última parte apresentaremos as 21 biografias mais famosas sobre o Iron Maiden (autorizadas ou não) escritas em diversas línguas. Espero que tenham gostado desta série de matérias e que ela possa trazer mais conhecimento para cada um de nós fãs da “Donzela”.

65 Running Free: the Official Story of Iron Maiden (Correndo livre: a história oficial do Iron Maiden)
Garry Bushell, ?Ross Halfin – 1984
Esta é a primeira biografia oficial da banda. Escrito por Garry Bushell, jornalista e apresentador ingles, o livro é Ilustrado com imagens do fotógrafo oficial Ross Halfin.

66 What Are We Doing This For? A Photographic History (Pra que estamos fazendo isso? A historia fotográfica)
Ross Halfin, Mick Wall – 1988
Registro fotográfico do fotógrafo oficial desde os primórdios da banda. Os comentários são de Mick Wall, jornalista e posterior biógrafo da banda.

67 Infinite Dreams: Iron Maiden (Sonhos Infinitos)
Dave Bowler & Bryan Dray – 1996
Biografia escrita em forma de tributo pelos autores. Detalha a história dos primeiros shows até o sucesso mundial alcançado pelo Iron Maiden.

68 Iron Maiden – Run to the Hills: the Official Biography (Corra para as colinas: a biografia oficial)
Mick Wall – 1998
Esta não foi a primeira biografia mas talvez seja a mais famosa. O autor é o mesmo de outras biografias famosas como as do Metallica e Led Zeppelin. Ela foi re-lançada mais três vezes para acrescentar fatos mais recentes.

69 Iron Maiden: 30 Years of the Beast (30 anos da besta)
Paul Stenning – 2006
Biografia não autorizada pela banda. Conta com entrevistas de ex-integrantes e membros da equipe de apoio.

70 Iron Maiden – A Photo Story / The Photographs (Fotografias)
Ross Halfin – 2006
Livro ilustrado contando a historia da banda até 2006. O autor é o fotógrafo oficial, o mesmo que participou dos livros “What Are We Doing This For?” e “Running Free” (Algumas versões saíram com o subtítulo “The Photographs” e não “Photo Story” mas aparentemente o conteúdo é o mesmo).

71 Iron Maiden No Holds Barred! the Official Biography (Iron Maiden sem tabus! a Biografia oficial)
Mick Wall – 2008
Outra biografia oficial autorizada e atualizada por Mick Wall, o mesmo de “Run to the Hills”.

72 Iron Maiden in the Studio: The Stories Behind Every Album (Iron Maiden no estúdio: As histórias por trás de cada álbum)
Jake Brown – 2011
Este é um livro sobre a história por trás de cada álbum da banda até o lançamento do “Final Frontier”. Ele procura abordar mais elementos técnicos por trás das gravações.

73 On Board Flight 666 (A bordo do vôo 666)
John McMurtrie – 2011
Livro que conta os bastidores do “Eddie Force One” – o avião do Iron Maiden – durante as turnês Somewhere Back in Time e Final Frontier.

74 No Matter How Far (Não Importa o quão longe)
Stipe Juras – 2011
O livro tem uma proposta diferente e aborda o sucesso do Iron Maiden na perspectiva de seus fãs, mostrando que não importa onde (no matter how far) a banda sempre contará com seu público fiel.

75 Iron Maiden dalla A alla Z (Iron Maiden de A a Z)
Cristiano Canali e Marco Gamba – 2011
Escrita em italiano e posteriormente traduzida para o inglês, esta espécie de enciclopédia contém descrição de nomes, bandas e canções relacionadas ao Iron Maiden (até 2011).

76 Iron Maiden – Biografia ilustrada
Renata Vilela – 2012
Escrito em português o livro percorre toda a trajetória do grupo álbum por álbum. Traz ainda a discografia completa, curiosidades e fotos exclusivas neste belo trabalho da autora Renata Vilela.

77 Iron Maiden: The Ultimate Unauthorized History of the Beast (A definitiva Historia não autorizada da Besta)
Neil Daniels – 2012
Compilação de historias da banda com entrevistas de diversos jornalistas como Ian Christe, Martin Popoff, Mick Wall e Daniel Bukszpan contando os bastidores da formação do Iron Maiden e seus 30 anos de carreira.

78 Iron Maiden – Uncensored On the Record (Sem censura nas gravações)
Dave Artwood, James McCarthy, Dan Griffiths – 2012
Os autores descrevem este livro como “um guia sem censuras da carreira do Iron Maiden”. Inclui críticas e reviews sobre álbuns e músicas.

79 2 Minutes to Midnight: An Iron Maiden Day-by-day (2 Minutos Para Meia-Noite: o dia a dia do Iron Maiden)
Martin Popoff – 2013
Uma biografia diferente voltada para ilustrações, citações e curiosidades diversas, separadas e alinhadas por data.

80 Killers: The Origins Of Iron Maiden 1975-1983 (Assassinos: As origens do Iron Maiden)
Neil Daniels – 2014
O livro traça um perfil sobre as raízes humildes da banda e as mudanças que lhes atormentaram, assim como seu esforço para encontrar a fórmula vencedora.

81 Iron Maiden: ’80 ’81
Greg Prato – 2015
O autor procura contar a história dos tempos de Paul Di’Anno no Iron Maiden. Sem fugir de polêmicas, ele aborda temas pessoais e coletivos até sua saída em 1981.

82 Iron Maiden for Maiden Kids
Stipe Juras – 2015
Um livro de conteúdo histórico e intuitivo para crianças visando encoraja-los a explorar diversos tópicos abordados pela banda. Seu autor é o mesmo das biografias de Steve Harris e Adrian Smith.

83 LoopyWorld – The Iron Maiden Years (O mundo de Loopy)
Steve Loopy Newhouse – 2015
Com arte de Derek Riggs este livro conta os bastidores da banda entre 1979 e 1984 na visão de um de seus principais Roadies: Loopy.

84 Outside Iron Maiden (Do lado de fora da donzela de ferro)
Erwin Lucas – 2015
Este é um livro diferente que mostra quem é quem no Iron Maiden e como eles chegaram lá, focando mais na vida fora da banda do que dentro dela. Ele descreve os projetos paralelos, quem estava envolvido, o que gravaram e etc, voltado também para seus ex-integrantes.

85 Iron Maiden The First Five Years (Os primeiros cinco anos do Iron Maiden)
Robert Ellis – 2016
Livro ilustrado com fotografias da banda em seu início de carreira. Contém relatos de um de seus fotógrafos oficiais da época.

(Visited 1,700 times, 6 visits today)