HAIL – 04-03-2012 – São Paulo – SP (Blackmore Rock Bar)

Por Leandro Cherutti
Fotos Leandro Cherutti

A palavra “Hail”, muito conhecida entre os headbangers, de alguns anos para cá ganhou status de banda. O audacioso projeto possuí um elenco com experientes e consagrados músicos do heavy metal, a formação não se mantém a mesma, e varia de acordo com a agenda dos músicos envolvidos. No último dia 04 de março, o grupo composto por Andreas Kisser (Sepultura), Paul Bostaph (Ex-Forbidden, Testament e Slayer), James Lomenzo (ex- Megadeth e Black Label Society) e Tim “Ripper” Owens (Beayond Fear, ex- Judas Priest e Iced Earth) se apresentou na cidade de São Paulo, os músicos que prestam uma homenagem a renomados nomes do mundo do rock, trouxeram grandes clássicos em seu repertório.

O show a princípio estava agendado para acontecer na casa de espetáculos Santana Hall, mas devido a reformas no local, acabou sendo transferido para um tradicional bar da capital paulista, o Blackmore Rock Bar, localizado na zona sul da cidade.

Após uma longa espera, aproximadamente às 21h10, o HAIL fez sua estréia em solo paulistano com o clássico “Aces of Spades”, da banda inglesa Motörhead. A próxima foi um ícone do metal mundial e nacional, “Territory”, do grupo brasileiro Sepultura. Tim “Ripper” Owens se saiu muito bem, mostrando sua versatilidade em cantar os diferentes estilos. Na sequência tivemos uma homenagem ao saudoso Ronnie James Dio, com a fabulosa canção “Stand Up and Shout”, levando o público ao êxtase.

A noite estava apenas começando e o HAIL não estava para brincadeira, seguindo a apresentação com a paulada “Simphony of Destruction”, da lendária banda norte-americana Megadeth. Voltando ao velho território inglês, tivemos o nada mais que  Iron Maiden incluso no set, sendo lembrado com o hit “Children of the Damned” do álbum The Number of the Beast. Ainda se mantendo no velho continente, tivemos uma dobradinha de Judas Priest, com “Burn in Hell” e “Desert Plains” sendo a primeira da fase Tim “Ripper” Owens, e a segunda da era Rob Halford. A essa altura os fãs estavam eufóricos com a avalanche de clássicos, e desta forma um clima contagiante tomou conta do Blackmore, unindo banda e fãs.

Neste momento do show, chegou a hora de Andreas anunciar o primeiro convidado da noite, nada mais e nada menos que seu pupilo, Yohan Kisser. O músico dividiu a guitarra com o seu filho de 14 anos na faixa ”Seek and Destroyer” do Metallica.

O calor dentro do Blackmore estava infernal, mas nada que desanimasse o público ensandecido. O terceiro convidado da noite João Luiz foi chamado ao palco, vocalista nas bandas King Bird e Eletric Funeral (Black Sabbath cover), João doou seu vocal na faixa “Mob Rules”.

“Get Back”, cover do Beatles, contou com a participação no vocal de Ricardo Junior, integrante do Beatles 4ever, seguida de “Smoke on the Water”, que dispensa apresentações e “Blitzkreig Pop”, da extinta banda Ramones.

Chegamos praticamente à metade do show, e chegou a hora de “Walk” da banda texana Pantera, ser ovacionada. A música contou com Edu Garcia no comando da bateria, integrante da banda paulistana Threat. Ainda falando em bateria, não poderia deixar de mencionar toda a destreza de Paul Bostaph no comando de suas baquetas. Sereno e tranquilo, o homem é uma máquina de tocar, mostrando porquê é um dos melhores do mundo em sua categoria.

Outros clássicos ainda mesclaram a noite como  “Johnny B. Good” do mestre do rock ‘n roll, Chuck Berry, “For Those About to Rock” dos australianos do AC/DC, emendada de “Fucking Hostile”, do Pantera. Algo notável no show foi a capacidade de Tim “Ripper” Owens beber e cantar ao mesmo, o vocalista tomou de 6 a 7 latinhas de cerveja no palco. James Lomenzo não ficou atrás, acompanhou “Ripper” na cerveja, e com seu baixo deu uma aula de como se portar no palco.

O último convidado especial da noite foi Silvio Golfetti ex-Korzus. O guitarrista substituiu Andreas kisser em 1991 no Sepultura, quando o mesmo fraturou o braço em um acidente de jet ski. No HAIL participou de “Living After Midnight” e “South of Heaven”.

A celebração ao metal seguiu com “Madhouse” do Anthrax, “Creepiting Death”, “Peace Sells” e “Balls to the Wall” do Accept. “Heaven and Hell” veio acompanhada de um belo discurso de Tim “Ripper” Owens para a lenda Ronnie James Dio. E “T.N.T” do AC/DC encerrou a primeira part do set.

No retorno, os músicos atenderam ao pedido dos fãs, e mandaram “PainKiller”. Para encerrar a noite com chave de ouro a faixa “Refuse/Resist.

Uma noite inesquecível para todos que compareceram ao Blackmore. Que presenciaram uma verdadeira aula de Heavy Metal, com alguns dos melhores músicos do estilo.

Set list HAIL

Ace of Spades (Motörhead)
Territory (Sepultura )
Stand Up and Shout (Dio)
Symphony of Destruction (Megadeth)
Children of the Damned (Iron Maiden)
Burn in Hell / Desert Plains (Judas Priest)
Seek And Destroy (Metallica)
Mob Rules (Black Sabbath)
Get Back (Beatlles)
Smoke on the Water (Deep Purple)
Blitzkrieg Bop (Ramones )
Walk (Pantera)
Johnny Be Good(Chucky Berry)
For Those About to Rock (AC/DC)
Fucking Hostile (Pantera)
Living After Midnight (Judas Priest)
Madhouse (Anthrax)
South of Heaven (Slayer)
Creeping Death (Metallica)
Peace Sells (Megadeth)
Balls to the Wall (Accept)
Heaven and Hell (Black Sabbath)
T.N.T (AC/DC)
Painkiller (Judas Priest)

Refuse/Resist (Sepultura)

Confira o álbum de fotos do HAIL em SP:

(Visited 37 times, 1 visits today)