Ganggorra: vídeo clipe do single de estreia O Que é Bom Pra Mim?

Fonte: Tedesco Comunicação & Mídia

Quatro jovens, entre 21 e 24 anos, há pouco menos de cinco anos decidiram que a diversão na garagem com instrumentos musicais tinha vigor para ser um projeto musical, enfim, uma banda. Tão veloz e voraz como a juventude então nasceu o Ganggorra com seu punk rock enérgico e empolgante, que estreia via Repetente Records com o single “O Que é Bom Pra Mim?” no streaming e em vídeo clipe.

“O Que é Bom Pra Mim?” é um punk rock com riffs pegados e um refrão marcante, melódico. A estrutura ganha força com solos e batidas absolutamente em conexão com cada momento da canção. O próprio CPM22 e Dead Fish são referências na sonoridade deste single. Na letra, o personagem conversa consigo mesmo na tentativa de descobrir o que é bom para si. Alça dúvidas, aflições, amores, alegrias e desejos para traçar seus passos no dia a dia. Apenas uma entre muitas interpretações, é claro. Confira o vídeo clipe abaixo:

Este se trata não apenas a primeira música do Ganggorra, mas como também o primeiro lançamento do selo Repetente Records, um braço da Ditto que é idealizado por Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher Jr., três experientes músicos do CPM22, alguns ainda exímios produtores.

A banda
Ganggorra foi formado em 2018 na cidade de São Paulo e hoje é Pedro Marks Pimentel (vocal, guitarra), Filippo Guizardi (guitarra), Gustavo Couto (baixo) e Caio Delafiori Frison (bateria). Hardcore, Punk, Grunge e até Heavy Metal são os principais estilos que inspiram a banda. A banda surgiu numa garagem, durante momentos em que amigos de colégio se reuniam para tocar músicas de ídolos do rock. Mas a inquietude, uma das características na essência do Ganggorra, levou os meninos para o campo do rock autoral.

“O Que é Bom Pra Mim?” faz parte da demo que a banda apresentou à Repetente Records, que ainda contava com mais três faixas. Desde então, Ganggorra compôs mais diversas músicas que serão lançadas em parceria com o selo. “Focados principalmente em dar seguimento a um movimento construído por muitos dos nossos ídolos e tentar espalhar, através de nossas músicas, um pouco mais da cultura do rock entre as gerações mais atuais”, contam os meninos do Ganggorra.

Selo Repetente Records
A Repetente Records, criada por três músicos da banda CPM22, Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher, surge para fortalecer o rock/punk rock em parceria com uma das maiores distribuidoras de música digital do mundo, a inglesa Ditto Music. O nome tem tudo a ver com perseverança e persistência na música. Repetente tem a ver com a rebeldia contra padrões. Na escola, muitas vezes o aluno “repetente” é aquele que não se encaixa nos moldes, mas eventualmente encontra na música uma forma de vencer na vida. Ele repete não por incapacidade, mas por não ligar, não se interessar pelas mesmas coisas ou por estar enfrentando problemas maiores e mais urgentes fora da escola. Em vez de copiar a lousa, ele está sempre criando – fazendo desenhos, escrevendo rimas, bolando planos, fantasias impossíveis, se divertindo com uma realidade menos careta e injusta.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/ganggorra
https://www.instagram.com/ganggorra/
https://www.instagram.com/repetenterecords/

(Visited 38 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *