Cannibal Corpse: vídeo de Necrogenic Resurrection arremete a um curta de terror, confira clipe do single

Compartilhe:

Fonte: Metal Blade Records

Na semana passada, o Cannibal Corpse lançou seu décimo quinto álbum de estúdio, Violence Unimagined, pela Metal Blade Records. Para uma prévia de Violence Unimagined, um vídeo do novo single, “Necrogenic Resurrection” (dirigido por David Brodsky), pode ser visto abaixo:

Composto por onze faixas, ‘Violence Unimagined’ possui um death metal de última geração tocado com paixão
e precisão de tirar o fôlego, resultando em outra adição perfeita ao que é indiscutivelmente uma das principais discografias do gênero. “Realmente segue o caminho que temos trilhado há alguns anos”, afirma o baixista e membro fundador Alex Webster. “Acho que sempre abordamos a escrita de uma maneira semelhante: cada um de nós tenta escrever as músicas mais pesadas e memoráveis que podemos. Queremos que cada música tenha sua própria identidade. Mostrando minha idade, gosto de dizer a vocês que podem ‘deixar cair a agulha’ (da vitrola) em qualquer ponto de um de nossos álbuns e rapidamente você dirá qual música nossa está ouvindo”.

Enquanto eles continuam a fazer o que fazem com autoconfiança, a única mudança substancial no Cannibal Corpse foi a adição do guitarrista Erik Rutan às suas fileiras, juntando-se ao Webster, o baterista fundador Paul Mazurkiewicz, o guitarrista Rob Barrett e o vocalista George “Corpsegrinder” Fisher. Conhecido por seus trabalhos com o Morbid Angel,
Ripping Corpse e mais notavelmente à frente do poderoso Hate Eternal, Rutan há muito se estabeleceu-se como um dos nomes mais dinâmicas do death metal contemporâneo. Simultaneamente, ele construiu uma reputação como um dos produtores mais requisitados do metal, tendo anteriormente produzido quatro álbuns do Cannibal Corpse (além do ‘Violence Unimagined’), ao lado de nomes como Goatwhore, Soilent Green e Belphegor. Ocupando ao vivo o posto de guitarrista da banda desde 2019, em 2020 tornou-se membro titular, contribuindo com o processo de composição.

“Acho que a diferença mais notável neste álbum será a adição de Erik à banda. Ele escreveu três canções completas para o álbum, música e letras, sua composição e guitarra adicionaram algo novo, e acho que seu estilo musical encaixasse no nosso muito bem”, entusiasma-se Webster. Isso não é tudo o que ele traz para a banda. “Ele é um grande amigo nosso, então, em nível pessoal, ele se encaixou perfeitamente, como sabíamos que seria. Além disso, ele é uma das pessoas que mais trabalham duro que conheço, na música ou não, e mantém uma alta energia, comportamento positivo em situações desafiadoras em que outras pessoas podem tomar uma direção negativa. Essa energia e ótima atitude também afetam o resto de nós. É realmente uma situação perfeita para se ter quando você adiciona alguém a uma banda, ou qualquer tipo de equipe: alguém que é ótimo no que faz e também inspira as pessoas ao seu redor”.

Já bem conhecido pelo nível de extrema técnica que trazem a cada disco, em ‘Violence Unimagined’, o Cannibal Corpse aprimorou ainda mais seu jogo, particularmente na bateria de Mazurkiewicz. “Acho que todos nós nos esforçamos um pouco tecnicamente neste disco, com Paul provavelmente forçando ao máximo. Este álbum é provavelmente o álbum com a bateria mais intensa que já fizemos. Parte disso pode ser resultado da entrada de Erik na banda. Seu estilo de composição de canções frequentemente apresenta uma bateria tecnicamente desafiadora, provavelmente devido aos seus anos de experiência em death metal de alta velocidade”. E com um conteúdo lírico tipicamente dark e distorcido, Mazurkiewicz veio com o título apropriado para o álbum, “resumindo o que a banda faz em cada faceta, e levando a violência a outro nível de extremidade”. Confira o track list de ‘Violence Unimagined’:

01 – Murderous Rampage
02 – Necrogenic Resurrection
03 – Inhumane Harvest
04 – Condemnation Contagion
05 – Surround, Kill, Devour
06 – Ritual Annihilation
07 – Follow The Blood
08 – Bound And Burned
09 – Slowly Sawn
10 – Overtorture
11 – Cerements Of The Flayed

Cannibal Corpse é:
George “Corpsegrinder” Fisher – vocal
Alex Webster – baixo
Paul Mazurkiewicz – bateria
Rob Barrett – guitarra
Erik Rutan – guitarra

Links relacionados:
http://www.cannibalcorpse.net/
https://www.facebook.com/cannibalcorpse
https://twitter.com/corpseofficial
https://www.instagram.com/cannibalcorpseofficial/
https://www.youtube.com/cannibalcorpse

(Visited 53 times, 1 visits today)
Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *