Eddie Van Halen: lenda da guitarra falece aos 65 anos, após batalha contra o câncer

Um dos maiores guitarristas da história da música, Eddie Van Halen faleceu aos 65 anos. Conforme informações do site TMZ, o fundador da banda Van Halen morreu nesta terça-feira (6) no no hospital St. John na cidade de Santa Monica EUA, após uma longa luta contra um câncer na garganta.

O falecimento foi confirmado por seu filho (e baixista da banda Van Halen) Wolfgang nas mídias sociais – EDV estava acompanhado de sua mulher Janie, além do filho Wolfgang, e de seu irmão e baterista da banda Alex.

“Não acredito que tenho de escrever isso, mas meu pai, Edward Lodewijk Van Halen, perdeu sua longa e árdua batalha contra o câncer nesta manhã. Ele era o melhor pai que eu poderia ter. Cada momento que compartilhei com ele no palco e fora dele foi um presente. Meu coração está partido e acho que jamais me recuperarei totalmente dessa perda. Eu te amo muito, pai” – Wolfgang Van Halen.

O músico informou em 2003 ter superado um câncer na língua – muito embora rumores apurados pelo próprio TMZ darem conta de que  o guitarrista fazia tratamento para um câncer na garganta desde 2014. O site afirmou que o estado de saúde de Eddie piorou nas últimas 72 horas, após os médicos descobrirem que o câncer de garganta havia se espalhado para seu cérebro e outros órgãos.

Eddie nasceu em Amsterdã, Holanda, se mudando para Califórnia nos EUA logo na infância. Entre performances energéticas ao vivo e solos repleto de virtuosismo, o guitarrista ajudou a popularizar a técnica do “tapping” – utilização das duas mãos no braço da guitarra – no hino “Eruption”. O músico também é conhecido por suas interações com outros artistas, destacando-se a participação no hit “beat It” de Michael Jackson. Ao lado de seu irmão Alex, EVH comandou o Van Hallen por várias décadas, tendo sido o derradeiro álbum de inéditas ‘A Different Kind Of Truth’, de 2012.

Vários ícones da música deixaram mensagens relacionados ao falecimento de EVH:

Ver essa foto no Instagram

This one hurts really bad. See, my attitude towards guitar players comes down to this. There are MANY who rule, who are sooo good, who’s playing I LOVE. There are few who have achieved what I call “changing the course of the river”, people who’s playing CHANGED guitar playing, diverted the waters in another direction. There’s Les Paul, Chuck Berry, Jimi Hendrix, Eddie Van Halen, and Ywngie J Malmsteen. Dime has a place in here, but these guys changed guitar forever, via technical achievements as well as playing (Les Paul) and Eddie. EVH changed the GEAR we use, the idea of what a guitar can do and SHOULD do. I was tearing guitars apart to build one GOOD one because of him. He changed amps( modded amps became a thing because of him) and he, along with Uli Jon Roth, are the reason I love whammy bars, and Eddie being the guy who led me to the Floyd Rose bar. He is and always will be, a legend. And he was such an amazing rhythm guitarist! And funky riffs galore! Man, time to crank the solo on “When push comes to shove” to me, the best solo he ever did. Gone but NEVER forgotten. First time I ever heard the first album was when my childhood best friend James Maxwell and I went to a Bonzia skate exhibition at Hilltop Mall in Richmond CA. Changed me forever and I didn’t even play guitar yet. Saw the tour for Van Halen II with @kirkhammett ( we were chatting about this today)and WHAT A FUCKING SHOW! RIP, horns up to the King

Uma publicação compartilhada por Gary Holt (@garyholt_official) em

Links relacionados:
https://www.eddievanhalenstore.com/
https://www.facebook.com/eddievanhalen/
https://www.eddievanhalenstore.com/
https://instagram.com/eddievanhalen

(Visited 24 times, 1 visits today)