Lacuna Coil e Uncured – 15-02-2020 – São Paulo (Carioca Club)

Texto por Evanil Jr. – Fotos por Evanil Jr. – Edição por André Luiz

E finalmente a banda italiana Lacuna Coil retornou ao solo brasileiro – já era tempo, os fãs estavam ansiosos para vê-los novamente tocando com toda sua energia nos palcos tupiniquins, em especial Cristina Scabbia a qual não perdeu seu charme e força vocal mesmo com o passar dos anos.

O sábado começou com o show da banda Uncured, dos Estados Unidos. Formada pelos irmãos Rex Cox e Zak Cox (guitarras, vocal), estavam com eles nesta tour Liam Manley (bateria) e Micah Smith (baixo). E demonstram logo de cara sua personalidade e seu som agressivo, porém de qualidade, evidenciados especialmente pelo excelente disco ‘Epidemic’ lançado em 2019.

Começaram o show com a música “Resist The Infection” seguida por “Sacrifice”. As músicas pesadas e limpas tomavam conta do Carioca Club, animando o público o qual aguardava a atração principal da noite. Interagiram com o público, demonstrando muita simpatia além da qualidade musical – isto com certeza encantou os expectadores.

Seguiram com o seu set agitado, executando músicas como “Opium Den” e “Set The World Ablaze”. Em seguida, surpresa para os fãs brasileiros: uma versão do clássico do Sepultura, “Roots Bloody Roots”. Terminaram o show com a dobradinha formada por “Blinded By Demise” e “Conquistador”.

Uncured Set List:
Resist The Infection
Sacrifice
Myopic
Desecration
Death Valley
Nothing But Disease
Opium Den
Set The World Ablaze
Roots Bloody Roots (Sepultura cover)
Blinded By Demise
Conquistador

Pontualmente no horário marcado, ouviram-se os primeiros acordes: eram os integrantes do Lacuna Coil subindo ao palco do Carioca Club. Formada por Cristina Scabbia (vocal), Andrea Ferro (vocal), Marco Coti Zelati (baixo), Diego “Didi” Cavallotti (guitarra) e Richard Meiz (bateria), iniciaram o show com a faixa “Blood, Tears, Dust” do álbum ‘Delirium’ de 2016 e seguida, “Our Truth”, demonstrando que o show seria uma mescla perfeita entre passado e presente.

Com o transcorrer do repertório, via-se nos olhos das pessoas e uníssono das canções o encanto pelo espetáculo, indo de encontro a energia transmitida pelos músicos no palco. O show ainda contou com faixas de destaque como “Downfall”,“The House Of Shame” e do último álbum ‘Black Anima’, “Sword Of Anger”. Antes do hino dos italianos “Heaven’s A Lie”, Cristina discursou que o show nada mais era do que uma troca de energias, para que todos voltassem para casa com um ótimo sentimento.

Após o cover de Depeche Mode, “Enjoy The Silence”, a banda se retirou por alguns minutos e retornou ao palco trazendo comandados por Cristina trajando um vestido vermelho e uma sequência de músicas antigas: iniciaram com “A Current Obsession”, “1.19” e “When a Dead Man Walks” do álbum ‘Unleashed Memories’ de 2001; as boas vindas oficialmente em solo brasileiro ao baterista Richard Meiz e “Soul Into Hades” do longínquo EP que leva o nome da banda lançado em 1998, finalizando a segunda parte com duas faixas de 2002 “Tight Rope” e clássica faixa título “Comalies”.

O show vai seguindo para seu término, um set longo porém, ninguém percebeu o tempo passar, envolvidos na atmosfera formada pela mescla de simpatia e presença de palco marcante dos italianos. Encerraram com faixas da fase mais recente, “Veneficium” – a qual fala sobre amizades tóxicas – do ‘Black Anima’ e “Nothing Stands In Our Way” do ‘Broken Crown Halo’ de 2014. Como dito pela Scabbia, em breve a banda retornará ao país, afinal, a animação do público brasileiro torna o show do Lacuna Coil especial para fãs e músicos (agradecimentos à Liberation Music Company e The Ultimate Music).

Lacuna Coil Set List:
Blood, Tears, Dust
Our Truth
Reckless
My Demons
Layers Of Time
Downfall
The House Of Shame
Sword Of Anger
Heaven’s A Lie
Save Me
Enjoy The Silence (Depeche Mode cover)

A Current Obsession
1.19
When A Dead Man Walks
Soul Into Hades
Tight Rope
Comalies

Veneficium
Nothing Stands In Our Way

(Visited 114 times, 1 visits today)