Evergrey – 23-11-2019 – São Paulo (Carioca Club)

Texto por Evanil Jr. – Fotos por Evanil Jr. – Edição por André Luiz

Após oito anos longe do país, o Evergrey, aclamada banda formada em 1996, em Gotemburgo, Suécia, voltou novamente a fazer um show na cidade de São Paulo. Formada por Tom S. Englund (vocal, guitarra), Rikard Zander (teclado), Johan Niemann (baixo), Jonas Ekdahl (bateria) e Henrik Danhage (guitarra), a banda retornou à capital paulista no Carioca Club com a turnê de divulgação do álbum ‘The Atlantic’, lançado em janeiro deste ano.

E logo no começo do show, os fãs puderam entender que toda espera valeu a pena. Iniciaram o show pontualmente às 19h trazendo o som que abre o último álbum lançado, “A Silent Arc”. Aliás, um álbum e tanto, com músicas marcantes, isto nota-se com a reação do público que cantou junto tanto a primeira música como a seguinte, “Weightless”, do mesmo álbum. Logo em seguida, voltaram para 2016, com duas músicas do também excelente disco ‘The Storm Within’, “Distance” e “Passing Through”, ambas também acompanhadas pelos presentes na casa – afinal, este álbum fez grande sucesso, sendo o primeiro na parada de muitos países.

A banda em si demonstrava uma excelente presença de palco, além da já conhecida simpatia de seus integrantes, que a todo momento interagiam com o público. Nos momentos de pausa, Tom agradecia o público. Além do mais, conversava, fazia stories nas mídias sociais, tirava foto e gravava a galera durante o show com seu celular, levando todos ao delírio. Via-se o brilho nos olhos de quem assistia o show. Além do som limpo, bem ajustado, o palco era uma atração aparte – as luzes se encaixavam em perfeição com as músicas e o clima de cada uma, com cores bem escolhidas e explodindo nos momentos certos.

O show seguia praticamente uma ordem cronológica dos lançamentos, voltando pouco a pouco ao passado da banda, como por exemplo, executando “The Fire” do CD ‘Hyms For The Broken’ de 2014 e depois, “Leave It Us Behind” do ‘Glorious Collision’ de 2011. Retornaram até os anos 90, com a música “Words Mean Nothing”, lançada em 1999 – uma excelente apresentação de voz e teclado, para dar uma pequena acalmada no público. Afinal, ainda ouviriam a pesada “My Allied Ocean”, que fez cabelos balançarem pelos ares.

Após o ótima “The Grand Collapse”, os suecos saíram do palco e minutos depois retornaram para o bis. Muitos ficaram surpresos com a ida ao bis pois, até aquele momento, não haviam percebido o tempo passar. Após “When The Walls Go Down” e “Recreation Day”, encerraram a apresentação com “A Touch Of Blessing” e “King Of Errors”. Os músicos declararam amor pelo Brasil e empolgação do Evergrey, aguardemos para que a nova espera não seja de novos oito anos, mas que os suecos pisem em terras brasileiras para mais uma aula de música (agradecimentos à Overload e The Ultimate Music Press).

Set List Evergrey:
A Silent Arc
Weightless
Distance
Passing Through
The Fire
Leave It Behind Us
As I Lie Here Bleeding
Black Undertow
Monday Morning Apocalypse
Words Mean Nothing
I’m Sorry (Dilba cover)
My Allied Ocean
All I Have
The Grand Collapse

When the Walls Go Down
Recreation Day
A Touch of Blessing
King Of Errors

(Visited 45 times, 1 visits today)