Muse: Kaiser Chiefs fará a abertura do show em São Paulo, ingressos continuam à venda

Três anos desde a última vez no Brasil, o Kaiser Chiefs está de volta para fazer a abertura do show do Muse, dia 09 de outubro, no Allianz Parque. Donos de um dos maiores hits do gênero musical, “Ruby”, eles irão apresentar os sucessos que colecionam nos 15 anos de carreira, dentre os sete discos já lançados, incluindo as novidades do último disco ‘Duck’ lançado neste ano. Os ingressos, que podem ser adquiridos em até 6 vezes exclusivamente para os clientes cartão Elo e 4 vezes para os outros cartões, estão disponíveis online (www.eventim.com.br/muse) e na bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – Allianz Parque, em São Paulo, na Bilheteria A). A turnê no Brasil é apresentada pela Elo e produzida pela Live Nation. Budweiser é a cerveja oficial da turnê no Brasil. Para mais informações, visite www.livenation.lat.

Confira os horários da apresentação:
Abertura da casa: 17h
Show do Kaiser Chiefs: 19h45m
Show do Muse: 21h

Recentemente, Ricky Wilson estava viajando no metrô de Londres quando deu play em uma mixagem final do novo hit do Kaiser Chiefs, “People Know How To Love One Another. “Merda, nós conseguimos”, pensou consigo mesmo. Ele ainda é levado por esse sentimento de triunfo, que a banda transformou na arrogância criativa que sustenta seu melhor trabalho. “É inegavelmente fantástico e inegavelmente Kaiser Chiefs”, diz Wilson, entusiasmado com a energia restauradora no coração do novo recorde do quinteto, ‘Duck’. “O que este álbum faz é recuperar a confiança no fato de eu gostar do que faço. Em algum momento, esqueci que era uma grande parte disso”.

Quinze anos em uma carreira que, com exceção de alguns obstáculos na estrada, seguiu uma trajetória ascendente constante: Wilson, Andrew “Whitey” White (guitarra), Simon Rix (baixo), Peanut (teclados) e Vijay Mistry (bateria) atingiram novos picos criativos em seu sétimo registro. “É mais emocionante do que nunca”, diz Wilson. “Toda vez que há um grande obstáculo, ele é levado pelo vento como um dente-de-leão. Ainda estamos vendendo arenas, mas sob o radar. Nós podemos fazer álbuns para sempre”.

Duck encontra uma das bandas de guitarra britânicas mais bem-sucedidas do milênio conectando os pontos. Essas músicas remontam às explorações diárias e às observações pungentes de seus primeiros álbuns inovadores. “Queríamos fazer algo que tivesse o DNA da Kaiser Chiefs, mas ainda assim tentar fazer algo diferente”, diz Rix. “A intenção era fazer um disco realmente Kaiser Chiefs-y, mas conseguimos fazer algo que não se parece com nada que já fizemos antes. Tem o espírito certo”.

A banda começou a escrever quase imediatamente após o lançamento do ‘Stay Together’ de 2016, mas foi no início de 2018 que Duck começou a tomar forma. ‘People Know How To Love One Another liderou o caminho, com sua mistura edificante de melodias radiantes e sulcos no estilo Soul do Norte, estabelecendo um modelo sônico a partir do qual eles poderiam trabalhar. Sua mensagem de positividade veio de Whitey. “É a antítese de ‘Every Day I Love You Less And Less’”, diz Wilson. “O título é uma afirmação – não há julgamento ou ‘é assim que você deve viver sua vida’, não há bravata, é apenas ‘é assim’. Isso me lembrou nosso primeiro disco”. Rix pensa que o mundo de 2019 precisa de uma música com essa declaração de calor humano. “É uma música muito importante e uma ótima mensagem para o Brexit Britânico”, diz o baixista.

‘People Know…’ foi a primeira música que eles escreveram e a última que terminaram, parte de um processo que Wilson diz que “demorou muito tempo e nos quebrou totalmente”. “Eu achei muito difícil de fazer”, concorda Rix. “Pensamos que estávamos 90% concluído, mas percebemos que não estávamos. Isso acrescentou um pouco de pressão”.

Trabalhando com o produtor Ben H. Allen, que colaborou com a banda em 2014, com Education, Education, Education & War, eles separaram as músicas e as juntaram novamente, escrevendo e reescrevendo, debatendo o que deveria acontecer. Por que lançar algo “meio cozido”, eles pensaram, quando se tem uma oportunidade de fazer um registro definitivo para iniciar o próximo capítulo de sua carreira? De volta à antiga gravadora Polydor, eles queriam impressionar. “Tínhamos algo a provar”, diz Rix. Eles aumentaram o jogo. “Acho que ‘People Know How To Love One Another’ é simplesmente incrível”, diz Wilson. “Me deixa muito emocionado pensar em como uma banda de 15 anos de carreira pode escrever uma música que eu acho que os define. Nós não somos apenas os Ruby boys. ‘People Know…’ é maior que a banda e acho que é para isso que todas as bandas estão se esforçando”.

Encorajado pela onda de criatividade, Wilson se viu escrevendo letras com uma franqueza que ele havia evitado anteriormente. “É muito real”, diz o cantor. “Eu me refiro a coisas que realmente acontecem na minha vida. Para alguém que pode parecer ser uma figura pública, tenho uma vida muito privada. Mas, em vez de contornar a questão, vou direto ao ponto. Não tente e faça ser mais palatável, tornado-o mais universal, deixe totalmente pessoal”.

Os grandes temas destas músicas operam no nível da rua, em faixas sobre amor, esperança e perda, sobre paternidade e a calorosa melancolia da nostalgia. Wilson sempre se colocou à frente e no centro, sem nunca se revelar verdadeiramente. Aqui ele deixa a máscara deslizar um pouco. “Todos nós temos dificuldades em questões de relacionamento, família e luto, e está tudo aí”, diz ele. “É absolutamente lindo”. Os riffs irregulares e as harmonias emocionantes dos Golden Oldies encontram Wilson percebendo que gostaria de ter filhos. “É a ideia de que existe um propósito na vida mais do que apenas lançar um recorde a cada dois anos”, diz ele. “Eu prefiro ter uma criança se eu puder. “Enquanto isso, “Wait” investiga o tratamento hipócrita da mídia pela saúde mental e as superficialidades da vida nas mídias sociais. “Acho que estamos em um momento muito estranho”, diz Wilson.

Essas são músicas que lidam com as minúcias da vida moderna ao mesmo tempo em que puxam um fio maior: o conto de amor à primeira vista de “Target Market” (“sou eu fazendo um discurso em um casamento e me apaixonando pela dama de honra”, diz Wilson), a espírito livre “Norther Holiday”é uma homenagem à avó de Wilson, enquanto a “Record Collection” é uma ruminação na internet como força controladora. Debaixo dos grandes ganchos e refrões maiores, Wilson atinge uma figura contemplativa. O pop indie panorâmico de “Lucky Shirt” encontra o cantor refletindo sobre as complexidades do romance. “Fiquei surpreso com o quão aberta essa música é”, diz Wilson. “É sobre como eu não sei o que estou fazendo com amor, mas vou resolver isso de alguma forma.”

Juntamente com ‘People Know How To Love One Another”, “The Only Ones” é uma música com o estilo clássico do Kaiser Chiefs. A faixa foi feita ao fim do dia, com a banda se esforçando para escrever algo que elevaria todo o resto. “Eu tinha a impressão que precisávamos de mais uma música para finalizar, algo que fosse inegavelmente um sucesso. Eu acho espetacular!”.

De perto, “Kurt Vs Frasier (The Battle For Seattle)” resume bem o movimento de olhar para atrás para ir para frente que percorre por “Duck”. Termina um álbum de redescoberta com uma exaltação suave, uma aceitação de que os Kaiser Chiefs estão fazendo exatamente o que deveriam estar fazendo. “Não vamos embora, estamos aqui”, diz Wilson. “As bandas vêm e vão, mas continuamos lançando discos e continuaremos a fazê-lo. Achamos que tudo é deliciosamente fácil e incomensuravelmente difícil ao mesmo tempo. Nós apenas seguimos em frente”. 

Sobre a Live Nation Entertainment
Live Nation Entertainment (NYSE: LYV) é a principal empresa de entretenimento no mundo, composta por líderes do mercado global: Ticketmaster, Live Nation Concerts e Live Nation Sponsorship. Para mais informações, visite www.livenation.lat e www.livenationentertainment.com.

MUSE – SIMULATION THEORY WORLD TOUR
Abertura – KAISER CHIEFS

APRESENTADO POR CARTÃO ELO
REALIZAÇÃO: LIVE NATION 
CERVEJA OFICIAL: BUDWEISER

SÃO PAULO
Datas:
09 de outubro de 2019
Local: Allianz Parque
Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca
Abertura da casa: 17h – Show do Kaiser Chiefs: 19h45m – Show do Muse: 21h
Classificação etária: 15 anos. Menores a partir de 08 até 14 anos, apenas acompanhados dos pais/responsáveis legais. *Sujeito a alteração por Decisão Judicial.

SETOR MEIA-ENTRADA INTEIRA
CADEIRA SUPERIOR R$130,00 R$260,00
CADEIRA INFERIOR R$225,00 R$450,00
PISTA R$160,00 R$320,00
PISTA PREMIUM R$310,00 R$620,00

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA
Bilheteria A – Allianz Parque
Endereço: Rua Palestra Itália, 214 – Perdizes – São Paulo/SP

VENDA PELA INTERNET – SUJEITO À COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA 
www.eventim.com.br

MEIA-ENTRADA
Confira no link www.eventim.com.br/meiaentrada as leis de meia-entrada do seu Estado, identificando quem tem direito ao benefício e os documentos comprobatórios solicitados na venda e no acesso ao evento. 

(Visited 48 times, 2 visits today)