Living Colour – 13-06-2019 – Rio de Janeiro (Circo Voador)

Texto por Rodrigo Gonçalves – Fotos por Rodrigo Gonçalves – Edição por André Luiz

Sem se apresentar em terras cariocas desde 2013, quando tocou na quinta edição do Rock In Rio, o Living Colour enfim retornou à Cidade Maravilhosa e se apresentou em um de seus palcos favoritos, o lendário Circo Voador. Diante de um público que abarrotou as dependências da casa carioca, os americanos apresentaram na íntegra o seu trabalho mais emblemático. Lançado há 31 anos, ‘Vivid’ é o álbum de estreia dos americanos e desde então permanece como o trabalho mais apreciado pelos fãs, tanto que pouco importou o fato da banda praticamente ignorar o bom ‘Shade’, lançado em 2017, na escolha do repertório para o show, pincelando apenas duas canções do disco para o repertório da noite.

A noite começou com os cariocas do Seu Roque. O trio está finalizando o seu quarto álbum de estúdio e fez um show bem interessante, durante o qual apresentou alguns temas novos e músicas já conhecidas do público, como a ótima “Visceral”. O show contou com a participação do vocalista Gus Monsanto da banda Adagio na música “Amor Bandido”, durante uma homenagem ao grande André Matos, falecido poucos dias antes.

“É o seguinte, gostaria de dizer o que temos planejado para vocês nesta noite: iremos tocar o álbum ‘Vivid’ de cabo a rabo e depois teremos mais algumas surpresas”. Foi assim que Corey Glover se dirigiu pela primeira vez aos cariocas. Pouco antes, a banda havia entrado no palco em clima totalmente informal e tocado “Preachin’ Blues”, cover de Robert Johnson e também “Come On”, uma das duas do álbum ‘Shade’ a marcar presença no show. Além delas, tivemos o excelente cover para “Who Shot Ya?” do rapper The Notorius B.I.G a qual foi dedicada às memórias da vereadora Marielle Franco e do músico Evaldo dos Santos Rosa, assassinado covardemente pelo exército com 80 tiros. Quando o discurso do ativista dos direitos civis, Dr. Martin Luther King, começou a soar no sistema de som da casa dando a senha que o clássico “Cult Of Personality” seria executado, a excitação era palpável e o Circo Voador veio abaixo quando o guitarrista Vernon Reid iniciou o famoso riff.

A partir dali foi só correr para o abraço. A festa continuou com canções como “I Want To Know” e “Desperate People”, com muita gente dançando e curtindo. Antes de “Open Letter (To A Landlord), Corey fez um belo “solo” vocal e encantou a todos com a sua performance carregada de dramaticidade e emoção. Em “Funny Vibe”, dolorosamente atual mesmo em 2019, o baixista Doug Wimbish e o baterista Will Calhoun demonstraram seu entrosamento, dando ainda mais groove à faixa. Ao final do clássico “Glamour Boys”, Corey exibindo seu bom humor referenciou à letra da música e reclamou que mesmo tendo se passado 30 anos, seu crédito ainda não é bom. Fecharam a primeira parte do show com “What’s Your Favorite Color? (Theme Song)”, “Which Way To America?” e um longo solo de bateria de Will Calhoum.

Na volta para o bis, ainda deu tempo de presentear os cariocas com os clássicos “Love Rears Its Ugly Head”, em que Corey deu mais um show de sensibilidade e interpretação, além das surpresas “Elvis Is Dead” e “Type”, um dos maiores sucessos da banda e que não vinha sendo tocada desde que começaram esta turnê. Agradecimentos à OnStage Agência pela realização do espetáculo e a Erick Tedesco pelo credenciamento da equipe de um homem só do Portal Metal Revolution.

Set List Living Colour:
Preachin’ Blues (Robert Johnson Cover)
Come On
Who Shot Ya? (The Notorius B.I.G Cover)
Cult Of Personality
I Want To Know
Middle Man
Desperate People
Open Letter (To A Landlord)
Funny Vibe
Memories Can’t Wait  (Talking Head Cover)
Broken Hearts
Glamour Boys
What’s Your Favorite Color? (Theme Song)
Which Way To America?
Drum Solo

Love Rears Its Ugly Head
Elvis Is Dead
Type

(Visited 44 times, 1 visits today)