Helloween – 29-10-2017 – São Paulo (Espaço das Américas)

Texto por Alvaro Ramos – Fotos por Júlio Szoke – Edição por André Luiz

Para os fãs brasileiros de Helloween, a possibilidade de ver a banda ao vivo com seus membros originais Michael Kiske e Kai Hansen nunca passou de um sonho, já que desde a primeira vez que se apresentaram no Brasil, a formação já era a que conta com Andi Deris nos vocais. Mas no último final de semana de outubro de 2017, este sonho se tornou realidade, e alguns milhares de fãs sortudos puderam conferir o show histórico de perto. No final do ano passado, o Helloween anunciou a Pumpkins United World Tour, turnê que passaria pelo Brasil com dois shows em São Paulo – com ingressos esgotados nas duas datas! – e um em Porto Alegre, fazendo com que os fãs esperassem por quase um ano pela tão aguardada noite. Mas, depois de longos meses de espera, chegou o tão esperado final de semana no qual São Paulo receberia as lendas do Metal Alemão.

Chegando no Espaço das Américas por volta das 17h, horário marcado para abertura dos portões, as filas já eram enormes, e como o show começaria mais cedo do que no sábado, assim que os portões foram abertos, a casa já se encontrava com uma grande quantidade de fãs de todas as idades, variadas cidades e estados. Quando se aproximava o horário do show, o público já era tão grande que mal conseguia-se andar na pista comum ou premium, e os fãs já começavam a encher bexigas laranjas e colocar seus chapéus de abóbora para aguardar a entrada da banda. Pontualmente no horário marcado, 19h30m, as luzes do Espaço das Américas se apagaram e a euforia tomou conta do local. Ao som de “Halloween”, música mais apropriada possível para abrir um show dessa magnitude, entraram no palco Kai Hansen, Michael Weikat, Markus Grosskopf, Sascha Gerstener e Dani Löble, mas o público realmente vai ao delírio alguns momentos depois, quando Michael Kiske e Andi Deris invadiram o palco e se juntaram a banda, dividindo os vocais durante os mais de 13 minutos de “Halloween”.

Os dois permaneceram no palco para “Dr. Stein”, que veio na sequência e foi cantada em coro pelos fãs eufóricos. Andi deixou o palco, e pela primeira vez Kiske esteve sozinho, cantando “I’m Alive” e emocionando muitos fãs nostálgicos. Na sequência, Kiske deixou o palco e Deris retornou, agradecendo aos fãs pela presença, dizendo que era uma honra estar gravando mais um DVD em São Paulo, relembrou o último DVD gravado pela banda na cidade e disse que a escolha do local não poderia ser diferente, já que o público brasileiro é um dos mais especiais para eles. Andi citou que a música seguinte seria mais tranquila, e que as mulheres gostariam: “If I Could Fly”, seguida por “Are You Metal”, também cantada apenas por Deris.

O show continuou nesta toada de revezamento entre Kiske e Deris, até que chegou a vez de uma das figuras mais queridas entrar em cena como vocalista: Kai Hansen, que até o momento interagia com o público de forma engraçada e enérgica o tempo todo mas ainda não havia cantado nada, assumiu o microfone para um medley que começou com “Starlight” e ainda contaria com mais 3 músicas, mas nesse momento, alguma pane nos equipamentos fez com que o som de toda a banda ficasse mudo, criando uma situação que foi no mínimo divertida, já que a banda escutava os retornos e não percebeu que o som tinha caído, então continuaram por mais de dois minutos tocando seus instrumentos, e Kai Hansen tocando e cantando, até que um membro da equipe veio ao palco avisar que o show tinha que ser interrompido. Após aproximadamente 15 minutos, os problemas aparentemente foram resolvidos, e Kai e companhia voltaram para tentar de novo, mas logo em seguida o som parou totalmente interrompendo novamente a apresentação.  Após mais alguns minutos de reparos técnicos, Hansen voltou ao palco aplaudido pelos fãs, e rindo da situação, iniciando novamente sua sequência de petardos; finalmente foi possível começar com “Starlight” – que para alegria dos presentes foi tocada inteira mais uma vez –, e depois “Ride The Sky”, “Judas”, e “Heavy Metal (Is The Law)”.

Kai Hansen, que além de sua qualidade como guitarrista e vocalista conta com um carisma inigualável, foi novamente aplaudido pelos fãs, e deixou o palco, dando espaço para Andi Deris e Michael Kiske, que retornaram acompanhados de Sascha para uma versão acústica de “Forever And One”, balada cantada em uníssono por todos os fãs. Quase no final da música, o restante da banda se juntou aos três, transformando a versão acústica em elétrica, sendo um dos momentos mais bonitos da noite. Ao final, Kiske e Deris permaneceram no palco para juntos executarem “A Tale That Wasn’t Right”. Depois de Deris cantar “I Can”, toda a banda saiu do palco, deixando apenas Dani no palco para o solo de bateria, o qual contou também com uma emocionante homenagem ao falecido baterista original do Helloween, Ingo Schwichtenberg. No telão apareciam solos e vídeos de Ingo, enquanto Dani fazia seu solo que durou por volta de cinco minutos. Com um coro de “Ingo! Ingo!” bradado pelos fãs, Dani foi aplaudido e o show seguiu com uma nova sequência de revezamentos entre Andi Deris e Michael Kiske, além de alguns momentos com os dois juntos. Com as clássicas “Power” e “How Many Tears”, a primeira parte do show chegou ao fim, e a banda deixa o palco sob aplausos de milhares de fãs que mal pararam para respirar durante as mais de duas horas de show que já tinham acontecido até o momento.

O público incansável continuava gritando o tradicional coro “Happy Happy Helloween”, até o pedido ser atendido: Michael Kiske voltou ao palco com a banda para a execução de “Eagle Fly Free”, um dos pontos altos da noite e uma das faixas mais aguardas pelos fãs. Em seguida, Deris se juntou a Kiske para mais um clássico absoluto: “Keeper Of The Seven Keys”, a faixa-título do álbum que é até hoje considerado um dos maiores tesouros do metal mundial. Durante quase 15 minutos, o público cantou com Kiske e Deris a música inteira, e com milhares de balões laranjas flutuando pelo Espaço das Américas, a banda agradeceu e novamente deixa o palco.

Após mais alguns minutos de pausa, a banda retornou sob gritos eufóricos e aplausos dos fãs para execução de “Future World” e “I Want Out”, encerrando a noite com chave de ouro após 3 horas de apresentação. A banda se juntou no palco e por alguns minutos interagiu com os fãs, agradecendo por estarem presentes na histórica noite e deixando o palco, encerrando assim um dos maiores shows de metal que aconteceu no ano na capital Paulista. Tal show não sairá da lembrança de cada fã que esteve lá, e é ainda melhor saber que agora basta aguardar o lançamento do DVD para poder recordar a memorável noite da melhor forma possível. Agradecimentos à Free Pass pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Set List Helloween:
Halloween
Dr. Stein
I’m Alive
If I Could Fly
Are You Metal?
Rise And Fall
Waiting For The Thunder
Perfect Gentleman
Starlight / Ride The Sky / Judas / Heavy Metal (Is the Law)
Forever And One (Neverland)
A Tale that Wasn’t Right
I Can
Dani Löble Solo
Livin’ Ain’t A Crime / A Little Time
Why?
Sole Survivor
Power
How Many Tears

Eagle Fly Free
Keeper Of The Seven Keys

Future World
I Want Out

 

 

(Visited 261 times, 1 visits today)