Dark Tranquillity – 02-09-2017 – São Paulo (Clash Club)

Compartilhe:

Texto por Alvaro Ramos – Fotos por Alvaro Ramos – Edição por André Luiz

Pioneiros do Death Metal Melódico, os suecos do Dark Tranquillity finalmente retornaram ao Brasil para apresentações, três anos desde a última passagem da banda pelo nosso país. O primeiro show aconteceu na Clash Club, em São Paulo, no sábado (02). Em divulgação do trabalho de estúdio ‘Atoma’, podia-se esperar também um apunhado de faixas clássicas dos suecos e um clima de euforia no ar como ocorrera três anos antes: expectativas facilmente alcançadas.

Chegando na casa por volta das 18h – o show estava marcado para as 19h – alguns fãs já se encontravam de frente para o palco, aguardando o início da apresentação. Pontualmente, às 19h, se iniciou no telão um vídeo preparando a entrada de Mikael Stanne e companhia, ao som de “Force Of Hand”, música que apesar de ser mais nova, foi cantada por todos os presentes e iniciou o show com muita energia. Com o carisma de sempre, Mikael agradeceu a cada um dos presentes, e podia-se ver em seu rosto a alegria de estar no Brasil mais uma vez tocando para seus fãs. “Hoje é sábado a noite, vocês poderiam estar bebendo com seus amigos em um bar qualquer, mas estão aqui prestigiando a nossa música. Muito obrigado”, disse em tom simpático, mas para não perder o ritmo, o show já seguiu com “The Lesser Faith” e depois “Atoma”, a faixa-título do álbum lançado no ano passado, que vem sendo muito bem recepcionado pelos fãs e pela crítica.

Desde a última vinda do Dark Tranquillity para cá, a banda passou por algumas alterações na formação, contando atualmente com Mikael Stanne, Anders Iwers, Anders Jivarp, Martin Brändström, Johan Reinholdz e Christopher Amott, guitarrista original e um dos fundadores do Arch Enemy. Durante o show, Mikael disse que tocariam pela primeira vez ao vivo com essa formação algumas das músicas do set, como foi o caso de “The Mundane And The Magic”, momento do show durante o qual Mikael ajoelhou-se no palco de frente para os fãs, e deu o microfone para uma fã cantar o coro feminino no refrão da música (Nota do editor: curiosamente, Stanne escolheu em meio as centenas de pessoas na pista da Clash Club justamente uma vocalista, Laura Borssatti, da banda paulistana Final Disaster).

Com petardos como “Terminus”, “Monocromatic Stains”, “Forward Momentum” e “Endtime Hearts”, o show seguiu mesclando músicas mais antigas com algumas dois dois últimos álbuns, sendo que muitas das faixas novas se destacaram, como “Clearing Skies”, que mostrou o motivo de ‘Atoma’ ter saído há pouco mais de um ano e já ser considerado um clássico pelos fãs.

Logo depois de “Endtime Hearts”, foi a vez de “ThereIn” encerrar a primeira parte do show, fazendo o público cantar com Mikael, que muito emocionado foi para o meio dos fãs. Com o público extasiado, Mikael e banda agradeceram e saíram do palco para um breve descanso. Como não poderia deixar de ser, os fãs gritavam o coro “Dark Tranquillity! Dark Tranquillity”, pedindo para o show continuar. Atendendo aos pedidos, a banda retornou com “State Of Trust”, do penúltimo disco, ‘Construct’. Logo depois, Mikael falou que iria cantar algo um pouco mais antigo. Então os acordes de “Through Smudged Lenses” foram executados, levando os fãs à loucura. Mas o ponto mais alto do show ainda estava por vir. Mikael perguntou se os fãs queriam mais uma, e anunciou a última música da noite: Martin executou nos teclados a introdução de “Misery’s Crown”, que sem dúvida alguma era a música mais esperada pela grande maioria dos fãs, os quais cantaram junto com a banda do início ao fim.

Logo depois, a banda foi à frente do palco agradecer mais uma vez aos fãs. Muito contente, Mikael permaneceu alguns minutos interagindo com o público, e chegou até a autografar alguns CDs de fãs que estenderam as mãos para ele. Antes de ir embora, Mikael ainda disse “isso não é um adeus, mas sim um até logo”, já deixando os fãs na expectativa de uma quarta passagem da banda pelo nosso país. Carisma, simpatia, set de qualidade, música de primeira, uma aula de death metal no palco da Clash Club. Agradecimentos à Liberation Music Company e The Ultimate Music pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Set List Dark Tranquillity:
Force Of Hand
The Lesser Faith
Atoma
The Treason Wall
The Science Of Noise
Forward Momentum
Terminus (Where Death is Most Alive)
The Silence In Between
The Mundane And The Magic
Final Resistance
Monochromatic Stains
The Wonders at Your Feet
White Noise/Black Silence
Encircled
Clearing Skies
Endtime Hearts
ThereIn

State Of Trust
Through Smudged Lenses
Misery’s Crown

(Visited 84 times, 1 visits today)
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *