Amon Amarth e Abbath – 27-05-2017 – São Paulo (Tropical Butantã)

Texto por Edi Fortini – Fotos por Edi Fortini – Edição por André Luiz

Há alguns meses, os suecos do Amon Amarth anunciaram uma turnê latino americana de divulgação de seu mais recente trabalho – ‘Jomsviking’ – englobando diversas datas, das quais ao menos nove cidades brasileiras estariam no roteiro. Surpresa maior foi quando revelaram que a banda norueguesa Abbath (do frontman ex-Immortal) faria os shows de abertura em muitas dessas datas, unificando os fãs que apreciam metal extremo nórdico da melhor qualidade. As datas iniciais da turnê começaram na última semana de maio se estendendo até o meio de junho, quando finalmente retornam à Suécia. Além do Brasil, os fãs do Chile, Argentina, Peru, Colômbia e Costa Rica também participarão da longa escala estabelecida. Na noite pouco outonal do sábado, 27, o Tropical Butantã em São Paulo se tornou por algumas horas o local perfeito para essa celebração escandinava regada a black e folk metal da melhor qualidade.

Para abrir a noite com a pontualidade já conhecida pelos eventos da produtora Liberation, a banda paulistana Sinaya fez um esquenta muito bem feito e já preparou a galera para a pancadaria vindoura. O público demonstrou ter aprovado a escolha, alguns presentes conheciam algumas músicas das garotas e houve até rodas empolgadas durante a apresentação que durou cerca de 30 minutos. O tempo e a experiência fora do país deixou a banda mais segura de si e o mais imponente, no palco, o que é ótimo. A banda hoje é composta por Mylena Monaco (vocal/guitarra), Renata Petrelli (guitarra) e Camila Toledo (baixo) e nessa oportunidade, aproveitaram para apresentar oficialmente a nova baterista Cynthia Tsai, a qual trouxe um gás novo para a banda, que está gravando um álbum e apresentou algumas músicas novas aos presentes, além do mais recente single, “Buried By Terror”.

Set List Sinaya:
Life Against Fate
Always Pain
Obscure Raids
Infernal Sight
Bath Of Memories
Buried By Terror
Legions Of Demons

A seguir no palco, foi a vez de conferir ao vivo a grande figura norueguesa Abbath, que hoje traz consigo a banda que carrega o seu nome e o peso de sua figura. Os fãs brasileiros não tinham o negro prazer de sua companhia dede 2011, quando o Immortal esteve em São Paulo em sua primeira e última vez. Alguns problemas técnicos com os instrumentos e microfone ocorreram logo ao final da segunda música, porém foram contornados a tempo de continuar com o clima obscuro construído desde a entrada da figura icônica de Abbath, que lidou com a situação de forma bem humorada, fazendo as conhecidas poses e algumas brincadeiras com os fãs.

Algumas músicas do Immortal vieram à tona, como “Warriors”, “Nebular Ravens Winter” e “Tyrants”, o petardo do supergrupo I “Warriors” do álbum ‘Between Two Worlds’ de 2006, além de faixas do debut auto intitulado ‘Abbath’ de 2016, e apesar do show curto – cerca de 50 minutos –, foi impossível permanecer indiferente ao peso, à densidade e obscuridade criadas por Abbath (vocal, guitarra) e seus asseclas King ov Hell (baixo), Raud (guitarra) e o bateria “misterioso” no palco do Tropical Butantã.

Set List Abbath:
To War!
Winterbane
Nebular Ravens Winter (Immortal cover)
Warriors (I cover)
Ashes Of The Damned
In My Kingdom Cold (Immortal cover)
Tyrants (Immortal cover)
Count The Dead
One By One (Immortal cover)
All Shall Fall (Immortal cover)

E enfim era chegado momento de conferir os grandes headliners da noite. Devido aos problemas da apresentação anterior, o horário do Amon Amarth atrasou um pouco, porém este ‘delay’ serviu para deixar o público mais ansioso e consequentemente, mais receptivo. Com a já aguardada “The Pursuit Of Vikings”, os suecos pisaram no palco muito bem decorado com o belíssimo backdrop e foram totalmente ovacionados; era emocionante o sentimento ali compartilhado entre os fãs e a banda unidos com o mesmo objetivo: celebrar os antigos deuses do norte.

A banda teve o público em mãos todo o tempo e além de tocar diversas músicas de seu último trabalho lançado em 2016 ‘Jomsviking’, a banda revisitou seus trabalhos anteriores, com músicas como “Deceiver Of The Gods”, “The Way Of Vikings”, “Father Of The Wolf”, dentre outras, o que agradou em cheio os fãs. Encerraram a primeira aprte com “Runes To My Memory” e “War Of The Gods” e retornaram para um bis composta pela excelente trinca “Raise Your Horns”, “Guardians Of Asgaard” e “Twilight Of The Thunder God”, finalizando uma apresentação irrepreensível.

A experiência ao da performance ao vivo do Amon Amarth é no mínimo indescritível, tamanha sinergia com o público fiel presente. Aliado às apresentações do Abbath e Sinaya, a noite foi simplesmente magnífica. Agradecimentos à produtora Liberation MC e The Ultimate Music pela produção e credenciamento de nossa equipe.

Set List Amon Amarth:
The Pursuit Of Vikings
As Loke Falls
First Kill
The Way Of Vikings
At Dawn’s First Light
Cry Of The Black Birds
Deceiver Of The Gods
Tattered Banners And Bloody Flags
Destroyer Of The Universe
Death In Fire
Father Of The Wolf
Runes To My Memory
War Of The Gods

Raise Your Horns
Guardians Of Asgaard
Twilight Of The Thunder God

(Visited 76 times, 1 visits today)