Sonata Arctica – 18-05-2017 – Rio de Janeiro (Circo Voador)

Texto por Gustavo Moraes – Fotos por Rodrigo Gonçalves – Edição por André Luiz

A banda finlandesa Sonata Arctica – a quarta em cinco anos – retornou ao Rio de Janeiro, desta vez, rodando o Brasil com a turnê de divulgação do seu 9º álbum de estúdio, ‘The Ninth Hour’. Os finlandeses receberam um bom público no Circo Voador na quinta-feira, 18, em sua parada à capital carioca.

Com os portões abrindo as 19h30m, o público demorou um pouco a aparecer no local, provavelmente por conta das manifestações politicas e confrontos que ocorriam nas imediações do Circo Voador. A banda subiu ao palco pouco após às 21h e apresentou o mesmo set list o qual tem sido executado desde o inicio da turnê europeia, apenas com diferença na ordem das músicas. Uma certa notícia provocou certa preocupação dos fãs antes da apresentação, a informação que o vocalista Tonny Kakko estava com problemas de saúde após o show de Belo Horizonte, mas nada – felizmente – que comprometesse a performance da banda no palco do Circo Voador.

O que se viu on stage foi uma apresentação técnica e, até certo ponto, fria. Se por um lado os músicos demonstravam ótima presença de palco com trejeitos diversos, não houve muita comunicação de Kakko com o público, excetuando antes de “Tallulah” e da derradeira faixa “Don’t Say A Word”, talvez por conta da recepção também fria da plateia com as músicas do novo álbum, as quais ocupavam praticamente metade do repertório. Mesmo a escolha de algumas canções mais antigas da banda, até certo ponto secundárias, colaborou com este ponto – por exemplo, do primeiro álbum da banda, ‘Ecliptica’, somente “Fullmoon”, inquestionavelmente o maior sucesso do Sonata, foi tocada. A parte instrumental da banda, como sempre, esteve de parabéns, o Sonata conta com ótimos músicos em seu line-up atual, com destaque para o tecladista Henrik Klingenberg e para o guitarrista Elias Viljanen.

Os pontos altos do show foram justamente as faixas citadas “Fullmoon”, “Tallulah” e “Don’t Say A Word”, em uma noite que, principalmente pra quem já conhece a banda, prometia ser uma sinfonia do que costumo chamar de “Sofrência Metal”. O Sonata Arctica é uma banda popularmente conhecida por suas letras que falam sobre amores não correspondidos e dores, geralmente acompanhadas de melodias rápidas e animadas. A diferença é que no último álbum ‘The Ninth Hour’ isto não ocorreu.

Apesar destes pequenos “detalhes”, o show foi completamente satisfatório para os admiradores da banda, em especial no final da primeira parte com a dobradinha “We Are What We Are”/“Life” e o encore com a trinca “The Power Of One”, “I Have A Right” e o citado destaque “Don’t Say A Word”. O bom público presente, para grata surpresa, aparentava em sua maioria estar na faixa etária dos 18-25 anos, o que é raro considerando a mentalidade brasileira que afasta novos fãs de metal de bandas fora do mainstream. Aguardemos um novo retorno dos finlandeses em breve, pois a contar pela frequência com que visitam nosso país, eles não devem demorar a excursionar novamente no Brasil. Agradecimentos à assessoria de imprensa do Circo Voador, Dynamo Produções e Overload.

Set List Sonata Arctica:
Closer To An Animal
The Wolves Die Young
In Black And White
Tallulah
Fairytale
Misplaced
Fullmoon
Among The Shooting Stars
No More Silence
Abandoned, Pleased, Brainwashed, Exploited
We Are What We Are
Life

The Power Of One
I Have A Right
Don’t Say A Word

(Visited 81 times, 1 visits today)