Scott Stapp – 14-12-2016 – São Paulo (Tropical Butantã)

Texto por Carlos Ferracin – Fotos por Rodrigo Monteiro – Edição por André Luiz

Após fazer uma concorrida turnê com o Creed em 2012 – onde se apresentaram em Belo Horizonte, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro –, Scott Stapp retornou ao Brasil, desta vez com sua banda solo, para um show único no Tropical Butantã em São Paulo. Esta apresentação fez parte do projeto Honorsounds. Desde a inatividade do Creed em 2012, ele divide sua carreira entre o Art Of Anarchy (banda na qual substitui o falecido Scott Weiland) e a sua carreira solo.

Pontualmente às 21h30m e com um ótimo público, Scott Stapp e banda surgem no palco inciando a performance com “Bullets”. A qualidade do som da casa ‘saltava’ aos ouvidos, os instrumentos eram escutados com perfeita clareza. Após um tímido “Hello São Paulo” de Stapp, a banda emendou com “Are You Ready?” esquentando a plateia para a música seguinte, “My Own Prison”, já com grande participação do público cantando junto.

Scott possui uma bela voz – foi eleito um dos 100 melhores vocalistas do heavy metal – alternando entre temas mais agressivos e mais calmos. E isto ficou claro em “What If”: Stapp simplesmente arrasou com uma performance que deixou a plateia de boca aberta. Na sequência “Torn” contou – mais uma vez – com grande participação do público, deixando Scott emocionado com a recepção.

A banda que acompanha Scott Stapp foi extremamente competente em executar os sucessos do Creed, como em “Say I”. Dentre as letras profundas e emocionais de Scott no Creed, “Faceless Man” está entre as melhores letras – na opinião do autor da matéria –, e a emoção com que o frontman interpretou esta música foi de arrepiar, um dos pontos altos do show. Se “Faceless Man” foi pura emoção, “Overcome” e “One” deram uma agitada na plateia.

A bela e introspectiva “Inside Us All” deu uma acalmada no público, como se preparasse os ânimos para o que viria em seguida: “With Arms Wide Open”, um dos maiores sucessos do Creed, combinação perfeita de música e letra com uma interpretação cativante e grande participação do público, ponto alto do show. “Higher” encerrou o set list em alto astral com todos cantando e pulando junto. No dado momento, Scott mostrou seus braços como se dissesse estar “arrepiado” com o que estava acontecendo.

Um breve intervalo e a banda retornou para o encore com uma versão executada apenas com guitarras de “Don´t Stop Dancing”, música que não estava prevista ser executada. “What’s This Life For?” e “One Last Breath”, dois grandes sucessos na sequência, serviram de pano de fundo para o encerramento com o maior sucesso do Creed, “My Sacrifice”. Foi emocionante ouvir a voz do público sobrepujar a de Scott nesta música, um encerramento perfeito para um show tão perfeito quanto.

Aliás, ver um artista do talento de Scott Stapp no palco e cantando muito após tudo o que ele passou – e que é desnecessário dizer – é muito gratificante. Scott declarou em sua entrevista coletiva que esta turnê iria “reconecta-lo com os fãs” e o que presenciamos foi realmente isto: um artista que já fez parte de uma mega banda, com milhões de álbuns vendidos e lotando enormes arenas, buscando um novo início tocando em lugares menores para seus verdadeiros fãs. Um show até certo ponto intimista, mas muito bem feito e com um feeling excepcional. Nossos agradecimentos à equipe Honorsounds e Damaris Hoffman pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Set List Scott Stapp:
Bullets
Are You Ready
My Own Prison
What If
Torn
Say I
Faceless Man
Overcome
One
Inside Us All
With Arms Wide Open
Higher

Don’t Stop Dancing
What’s This Life For?
One Last Breath
My Sacrifice

 

(Visited 55 times, 1 visits today)