Rotting Christ – 20-11-2016 – São Paulo (Hangar 110)

rotting-christ-sp-nov-2016-por-felipi-arius-001Texto por Juliana Novo – Fotos por Felipi Arius – Edição por André Luiz

Mais uma vez os deuses gregos do Black Metal vieram a São Paulo durante sua turnê latino-americana, nos presenteando com uma apresentação magnífica, e divulgando o grandioso álbum ‘Rituals’, lançado neste ano. O local escolhido, Hangar 110, recebeu um grande público em pleno domingo a noite.

Por volta de 18h30m começou o show da banda Desdominus, de Americana/SP, mostrando um Death Metal com riffs melodiosos, alternado com passagens arrastadas e vocais rasgados, dando uma atmosfera Black/Doom. Divulgando o álbum ‘Uncreation’, seu show agradou os muitos que já se encontravam no Hangar 110.

Chegou a vez dos paulistanos do Genocídio, banda antiga da cena brasileira. Adentraram o palco por volta de 19h30m, executando seu death metal bem old school. No dado momento já estava difícil caminhar pelo recinto; aliás, há muito tempo não se via um show tão cheio. É muito legal ver os headbangers comparecendo em peso a shows deste porte.

Por volta de 20h30m uma intro começou a rolar incessantemente, enquanto o público lotava o lugar e aguardava ansioso. Com as cortinas fechadas, passaram o som da bateria, o que me pareceu inusitado para uma banda principal. Às 21h começou um espetáculo de Black/Dark Metal. Formado por Sakis Tolis (vocal e guitarra), George Emmanuel (guitarra), Van Ace (baixo) e Themis Tolis (bateria), o grupo soube fazer um show eletrizante e com muita garra no palco, tendo no setlist ótimas músicas de todas as fases da banda.  Abriram o show com as fodásticas “Ze Nigmar” do ‘Rituals’, “Kata ton Demona Eautou” e “Athanati Este” do ‘Sanctus Diavolos’. Sakis agradeceu o público pela presença.

rotting-christ-sp-nov-2016-por-felipi-arius-014

Seguiram a explosão sonora com “Elthe Kyrie” e “Apage Satana” do ‘Rituals’, com o pessoal cantando em coro. Sakis disse que era hora de ouvir algo antigo, e então executam “King Of Stellar War” do ‘Triarchy Of Lost Lovers’, e “The Sign Of Evil Existence”, do ‘Thy Mighty Contract’. O frontman gritou: “Hail Old School!”, e contou em português 1, 2, 3, 4, começando os riffs da clássica e macabra “The Forest Of N’Gai”, do ‘Passage To Arcturo’.  Neste momento o público foi à loucura.

Sakis seguiu gritando: “Mantenham o espírito vivo!”, e chamou o pessoal para o mosh. Executaram “Societas Satanas” (cover de sua banda antiga Thou Art Lord) a qual deixou o pessoal tão empolgado, formando uma pequena roda na psita do hangar 110. Para continuar o clima de apocalipse sonoro, “In Yumen/Xibalba” do novo álbum, “Grandis Spiritus Diavolos” do ‘Kata Ton Daimona Eaytoy’, e “Noctis Era”, do ‘Aealo’.

rotting-christ-sp-nov-2016-por-felipi-arius-016

Voltaram ainda para tocar dois bis: “666” de seu penúltimo álbum, e a clássica ‘Non Serviam’, colocando a casa abaixo. Sakis agradeceu novamente, e disse que o público brasileiro tem um lugar em seus corações. Realmente foi notável a emoção de muitos fãs, e a satisfação dos gregos em tocar para um público tão fervoroso. Com certeza um dos melhores shows do ano. Agradecimentos a TC7 Produções pelo credenciamento de nossa equipe na cobertura do evento.

Set List Rotting Christ:
Ze Nigmar
Kata ton Demona Eautou
Athanati Este
Elthe Kyrie
Apage Satana
King Of A Stellar War
The Sign Of Evil Existence
The Forest of N’Gai
Societas Satanas
In Yumen-Xibalba
Grandis Spiritus Diavolos
Noctis Era
666
Non Serviam

 

(Visited 137 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *