Rotting Christ – 18-11-2016 – Rio de Janeiro (Teatro Odisseia)

rottingchrist-rj-18nov-por-allan-barata-16Texto por Allan Barata – Fotos por Allan Barata – Edição por André Luiz

Velhos conhecidos do público carioca, os gregos do Rotting Christ, após quase três anos de sua última incursão ao Rio de Janeiro na fria noite de sexta-feira (18) e realizaram mais uma excelente apresentação no palco do Teatro Odisseia. Atualmente em turnê para promover o novo álbum ‘Rituals’ lançado em fevereiro de 2016, a banda grega realizou um show curto, porém extremamente intenso e repleto de energia, o qual foi aprovado pelo bom público que compareceu ao show.

A ansiedade para ver uma das grandes bandas do gênero era imensa, porém tivemos os ótimos integrantes do As Dramatic Homage tocando antes – uma das promissoras bandas cariocas –, liderada por Alexandre Pontes, que lembra vagamente de Opeth, com dois pés no melodic death moderno de Omnium Gatherum e Disarmonia Mundi, mas sem perder a própria identidade. Apesar das limitações por conta do palco do Teatro Odisseia – aquela altura o normalmente acanhado local já contava com todos os equipamentos preparados para o show do Rotting Christ –, o grupo fez um bom show e demonstrou aos cariocas um som coeso, pesado e intenso, no qual se destacam a técnica apurada dos músicos, fato evidenciado em músicas como “Ominous Force For Ascencion”, “Monumental” e “Astral Infernal”.

Set List As Dramatic Homage:
Astral Infernal
Awake To The Twilight
The Lover’s Funeral
Ominous Force For Ascension
Enlighten
Monumental
Idyllic
From the Battle Of Pain

Recebendo mais um bom público, o Teatro Odisséia teve mais do que merecia: uma aula dessas precisa ser dada em um lugar maior. A energia incessante da banda foi de deixar qualquer um sem reação. Enquanto Sakis entoava as letras cheias de misticismo, George e Vagelis sincronizavam um headbang brutal, uma ventania de cabelos e giros de pescoço hipnotizantes (sempre interagindo com o público), e Themis metralhando na bateria.

Embora esteja em turnê para divulgar o lançamento de um novo álbum, curiosamente Sakis Tolis (vocal e guitarra), George Emmanuel (guitarra), Van Ace (baixo) e Themis Tolis (bateria) escolheram apenas duas canções deste trabalho para apresentar neste show: a agoniante “Ze Nigmar” faixa que abre o novo álbum – e “Elthe Kyrie” (NOTA DO EDITOR: em São Paulo apresentaram também “Apage Satana”). O show seguiu no clima soturno com músicas como “Kata ton Demona Eautou” e “Athanati Este”.

rottingchrist-rj-18nov-por-allan-barata-19

Já na metade final do show, a banda apresentou as excelentes “The Sign Of Evil Existence”, “The Forest of N’Gai”, “Societas Satanas” (cover do Thou Art Lord, antiga banda de Sakis) e “Grandis Spiritus Diavolos”. O encerramento da apresentação ficou a cargo dos clássicos “Gaia Tellus” e “Non Serviam”, para alegria do público presente. Agradecimentos à Be Magic pela produção do show e credenciamento do Portal Metal Revolution.

Set List Rotting Christ:
Ze Nigmar
Kata ton Demona Eautou
Athanati Este
Elthe Kyrie
King Of A Stellar War
The Sign of Evil Existence
The Forest of N’Gai
Societas Satanas
In Yumen-Xibalba
Grandis Spiritus Diavolos
Noctis Era
Gaia Tellus
Non Serviam

 

(Visited 104 times, 3 visits today)