Maximus Festival – 07-09-2016 – São Paulo (Autódromo de Interlagos)

rammstein-maximus-festival-sp-set-2016-por-marcos-hermes-move-concerts

Texto por Sara Ferrer – Fotos por Felipe Buli e Marcos Hermes (Move Concerts) – Colaboração de Ana Karoline Sousa – Edição por André Luiz

Com a proposta de trazer ao público um festival de alta qualidade e focado em gêneros mais pesados dentro do Rock/Metal nasceu o Maximus Festival, estreando em 07 de Setembro, plena quarta-feira de feriado nacional. Uma grande infraestrutura foi projetada no Autódromo de Interlagos para proporcionar aos presentes 12 horas de puro Rock’n’Roll, contendo 11 atrações internacionais e 5 nacionais divididas em três palcos – Thunderdome, Rockatascky e Maximus Stage –, além de área de lazer e gastronomia com praça de alimentação, serviços e exposições de fotografia. Para usufruto pessoal, foi adotado o sistema cashless, o qual integra o consumo de bebidas, alimentos e outros itens adquiridos na área do festival à pulseira de acesso, dispensando o uso de dinheiro e diminuindo o tempo do público em filas durante o evento.

No palco Maximus se apresentaram o headliner Rammstein, e as bandas Disturbed, Hellyeah, Halestorm e Hollywood Undead. Marilyn Manson, Bullet For My Valentine, Black Stone Cherry, Shinedown, a banda finlandesa Steve ‘n’ Seagulls, além da brasileira Doctor Pheabes ficaram no Rockatansky. A estrutura de um palco ao lado do outro foi uma boa sacada, visto que os horários intercalados fizeram com que o público prestigiasse todos os grupos. As bandas nacionais Project 46, Far From Alaska, Woslom e Ego Kill Talent, além da inglesa Raven Eye, ocuparam o palco Thunder Dome. Confira ao final da matéria imagens exclusivas do público e das bandas Black Stone Cherry e Raven Eye.

halestorm_maximusfestival_portalmetalrevolution_felipebuli-23

Detentores de grande destaque mundial, os norte-americanos do Halestorm, liderado pela bela Lzzy Hale comandaram do palco Maximus uma performance cheia de atitude. A voz rouca de Ms. Hale colocou todos para pular na tarde agradável de quarta-feira, calcando o set list em hits como “Love Bites (So Do I)”, “I Like It Heavy”, “Freak Like Me” e “Amen”, conduzindo o público de forma direta e carismática – a cada conversa, a frontwoman soltava a voz alcançando notas altíssimas, esbanjando potência vocal. Completando o time Joe Hottinger na guitarra solo, Josh Smith no baixo e Arejay Hale na bateria – irmão de Lzzy. Em meio ao solo de bateria de Arejay, tivemos uma grata surpresa: a companhia de John Fred Young, baterista do Black Stone Cherry – o qual havia tocado horas antes –, ambos brincaram e esbanjaram técnicas nas baquetas. O consagrado sucesso “I Miss The Misery” fechou a apresentação do grupo, que agradeceram aos presentes e demonstraram estarem felizes por voltarem ao país, que tanto bem os acolheu.

Set List Halestorm:
Love Bites (So Do I)
Mz. Hyde
Apocalyptic
Amen
I Like It Heavy
I Am The Fire
I Get Off
Freak Like Me
Mayhem
I Miss the Misery

E o que falar dos galeses do Bullet For My Valentine? Com suas inicias BFMV em cortinas ao fundo do palco, Matt Tuck (vocal, guitarra), Jamie Matthias (baixo, backing vocals), Michael Paget (guitarra, vocal de apoio) e Michael Thomas (bateria), trouxeram seu metalcore de qualidade e bem moderno aos presentes; embora boa parte do público parecesse meio dispersa durante a apresentação da banda, aproveitando para circular pelo local, o grupo manteve fãs fieis que os saudavam o mais próximo possível do palco.

bulletformyvalentine_maximusfestival_portalmetalrevolution_felipebuli-38

O BFMV marca presença em diversos festivais mundo afora, e o Maximus foi incluído nesta lista, logo na primeira edição. A vantagem de prestigiar aquele artista favorito em festivais é sempre o set list, o qual em grande parte contém os principais sucessos da carreira do grupo. Show limpo e coeso, mandaram “No Way Out”, o sucesso “You Want A Battle? (Here’s a War)” e “Venon” que integram seu mais recente disco homônimo lançado ano passado. “Tears Don’t Fall” e “Waking The Demon”, fecharam a apresentação, estas duas últimas sucessos absolutos na carreira do BFMV, para delírio dos fãs presentes os quais aguardam novo retorno dos galeses ao país.

Set List Bullet For My Valentine:
No Way Out
Your Betrayal
4 Words (To Choke Upon)
You Want A Battle? (Here’s A War)
The Poison
Scream Aim Fire
Alone
Venom
Worthless
Tears Don’t Fall
Waking The Demon

A noite caía quando um dos representantes do Nu Metal, os norte-americanos do Disturbed, adentraram ao palco principal. Passaram-se cinco anos desde a última apresentação da banda no país em 2011. O peso das melodias e solos, além da irreverência, marcada pela voz grave de David Draiman ao lado de Don Donegan (guitarra), John Moyer (baixo, backing vocal) e Mike Wengren (bateria), fizeram-se presentes logo de início com “Ten Thousand Fists” e “The Game”.

disturbed_maximusfestival_portalmetalrevolution_felipebuli-19

Seu último disco de trabalho ‘Immortalized’ (2015) foi muito elogiado pela crítica, e dele pudemos conferir a belíssima execução de “The Sound Of Silence” cover de Simon & Garfunkel, “The Vengeful One” e “The Lights”. Uma trinca de covers também marcou o show com “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” do U2, “Baba O’Riley” do The Who e “Killing In The Name” do Rage Against the Machine, saindo um pouco do usual. E como não poderia deixar de ser: “Down With The Sickness” encerrou a apresentação, sem dúvida a canção mais consagrada e com a qual obtém frutos até hoje.

Set List Disturbed:
Ten Thousand Fists
The Game
The Vengeful One
Prayer
Liberate
Another Way To Die
Stupify
The Sound Of Silence (Simon & Garfunkel)
Inside The Fire
I Still Haven’t Found What I’m Looking For (U2)
Baba O’Riley (The Who)
Killing In The Name (Rage Against The Machine)
The Light
Stricken
Indestructible
Voices
Down With The Sickness

Na sequência, o icônico Marilyn Manson iniciou sua apresentação no palco Rockatansky, após quase dez anos desde sua última apresentação no país. Com a pista completamente lotada de fãs, muitos caracterizados, baseados em maquiagens e figurinos usados pelo ídolo em vídeo clipes, o show teve início com “Angel With The Scabbed Wings”, do álbum ‘Antichrist Superstar’, um dos mais aclamados da carreira de Manson. Apesar de alguns fãs estarem desapontados com o visual mais “normal” do frontman (que há alguns anos abandonou seus figurinos espalhafatosos extremamente bizarros, mas ainda continua longe de ser considerado padrão), o público no geral vibrava com a apresentação do vocalista, o qual usava um microfone em formato de navalha.

marilynmanson_maximusfestival_portalmetalrevolution_felipebuli-14

Seguindo o show com hits dos cerca de 25 anos de carreira, foi a vez de “Disaposable Teens” fazer o público ir à loucura. Entre os destaques, podemos citar a homenagem a David Bowie em “mOBSCENE” e os petardos “Deep Six” e “Tourniquet”. A versão clássica de “Sweet Dreams (Are Made of This)” do Eurythmics colocou todos para dançar e “The Beautiful People” fechou a noite. Manson posteriormente seria visto assistindo do palco a apresentação do Rammstein, mas, a pergunta que ficou no ar foi: esperaremos uma década novamente para revê-lo em solo brasileiro?

Set List Marilyn Manson:
Angel With The Scabbed Wings
Disposable Teens
No Reflection
mOBSCENE – intro de Moonage Daydream (David Bowie)
Cupid Carries a Gun
Irresponsible Hate Anthem
Deep Six
The Dope Show
Tourniquet
Sweet Dreams (Are Made of This) – Eurythmics Cover
Cruci-Fiction in Space
Coma White
The Beautiful People

Em sua terceira passagem pelo país, os alemães do Rammstein tiveram uma contagem regressiva de 30 segundos para subirem ao palco. A intro seguida da tradicional canção de abertura “Ramm 4” (esta que literalmente apresenta a banda citando em sua letra as principais músicas da carreira), extinguiram a ansiedade dos fãs, que aguardavam por uma apresentação do grupo em solo nacinal há seis anos. Tramitando entre o Heavy Metal, Industrial, Rock e NDH, com letras cantadas predominantemente em alemão (mas também em inglês, espanhol, francês e russo), a banda era uma das mais esperadas pelos fãs no Maximus Festival. Formado por Till Lindemann (vocal), Richard Z. Kruspe (guitarra, backing vocals), Paul H. Landers (guitarra e backing vocals), Oliver “Ollie” Riedel (baixo), Christoph “Doom” Schneider (bateria, percussão eletrônica) e Christian “Flake” Lorenz (teclados), os alemães trouxeram o que há de melhor de suas performances predominantemente teatrais ao vivo, nas quais fogos, luzes e pirotecnia reinam absolutas.

rammstein-maximus-festival-sp-set-2016-por-marcos-hermes-move-concerts-viiiO setlist seguiu com “Reise, Reise”, “Keine Lust”, “Feuer Frei!”, “Ich tu dir Weh”, “Du Riechst so Gut”, “Links 2-3-4” e “Ich Will”  entoadas a plenos pulmões pelo público. Sucessos consagrados, esses alemães sabem como executar um excelente espetáculo de encher os olhos, hipnotizar, extasiar. A voz peculiar de Mr. Lindemann harmoniza com figurinos trocados durante o show, e performance artística completa. “Du Hast” e “Stripped” pareceram encerrar o show, mas faltavam mais alguns sucessos. Se “Sonne” e “Amerika” retomaram a energia após curta pausa, “Engel” foi o grande destaque, e o público foi o protagonista do desfecho daquela noite cantando “Te Quiero Puta!” acompanhado dos músicos. “Viva São Paulo! Muito Obrigado!” disse Till, despedindo-se. E o público com certeza saiu extasiado, já com a certeza da 2ª edição do evento anunciada nos telões para 20 de Maio de 2017. Vida longa ao Maximus Festival! Agradecimentos à Move Concerts pela realização e à Midiorama pelo credenciamento de nossa equipe na cobertura do evento.

Set List Rammstein:
Ramm 4
Reise, Reise
Hallelujah
Zerstören
Keine Lust
Feuer Frei!
Seemann
Ich tu dir Weh
Du Riechst so Gut
Mein Herz Brennt
Links 2-3-4
Ich Will
Du Hast
Stripped

Sonne
Amerika
Engel

Te Quiero Puta!

Confira abaixo galeria de fotos exclusivas do Black Stone Cherry, RavenEye e do público durante o evento:

(Visited 77 times, 1 visits today)