Amorphis – 27-05-2016 – São Paulo (Hangar 110)

Amorphis - SP - mai-2016 - por Flavio Santiago VIII

Texto por Juliana Novo – Fotos por Flavio Santiago – Edição por André Luiz

Sendo uma banda finlandesa lendária por sua mistura única de Folk e Heavy, flertando em diversos momentos com o Death Metal, o Amorphis se apresentou novamente no Brasil, sendo este show de São Paulo o penúltimo da turnê latino-americana de divulgação do álbum ‘Under A Red Cloud’, lançado em 2015.

Por volta de 20h30m, o Hangar 110 já estava tomado de fãs. Em torno de 21h04m os músicos adentraram no palco com a bela e empolgante “Under The Red Cloud”, mantendo o clima com “Sacrifice” e a densa “Bad Blood”.  Logo após, “Sky Is Mine”, do álbum ‘Skyforger’. Como em todas as músicas, destaca-se o trabalho de Santeri Kallio nos teclados, que curiosamente toca a maior parte do tempo de olhos fechados, como em um transe. E não se pode deixar de mencionar os riffs e solos psicodélicos e cheios de melodia de Esa Holopainen, guitarrista e compositor principal, além dos guturais poderosos de Tomi Joutsen, intercalando com sua voz limpa e harmoniosa. E realmente escolheram um set list que agradou a todos.

Amorphis - SP - mai-2016 - por Flavio Santiago

Seguiram o show com a melodiosa “Wanderer”, do ‘Circle’. O vocalista Tommi Joutsen anunciou que seria momento de ouvir algo antigo, e o público que já estava bem animado e cantando junto desde o início do show, delirou com os acordes de “On Rich And Poor” – com direito a coro acompanhando as guitarras –, seguindo com mais um clássico das antigas, “Drowned Maid” do álbum ‘Tales From The Thousand Lakes’, uma das melhores de toda a carreira da banda, na minha opinião.

Voltaram aos sons do novo álbum com as pesadas “Dark Path” e “Four Wise Ones”, destacando-se os guturais de Joutsen e a bateria pegada de Jan Rechberger – a quebrada de clima no final da Dark Path é sensacional, arrancando aplausos da galera.  Do ‘Silent Waters’ escolheram a faixa título, em um momento mais calmo mas não menos empolgante. Logo após, a genial “Relief”, faixa instrumental do ‘Elegy’ – álbum que recentemente fez 20 anos de existência –, com direito a um coro uníssono acompanhando as melodias, e “My Kantele”, anunciada por Joutsen como uma música muito especial para a banda, sendo um dos pontos altos do show.

“Hopeless Days” do ‘Circle’ foi brilhantemente executada, apesar de um problema no mic de Joutsen, rapidamente sanado. Na sequência, do álbum ‘Eclipse’, executaram o “hit House Of Sleep”, que empolgou mais uma vez o público, fazendo todos cantarem junto e encerou a primeira parte da apresentação.

Amorphis - SP - mai-2016 - por Flavio Santiago V

Após uma breve pausa, voltaram ao palco para o bis, com músicas que não poderiam faltar: “Death Of A King” – uma das melhores do novo álbum –, “Silver Bride”, e uma das melhores músicas de toda a carreira do Amorphis, “Black Winter Day”, emocionando o público das antigas e fechando o memorável show por volta das 22h40m. Todos os integrantes da banda se despediram com muita simpatia, cumprimentando o pessoal em volta do palco e finalizando assim, um dos melhores shows de 2016 em São Paulo até o momento. Agradecimentos a Overload e Costábile Jr. pela produção e credenciamento de nossa equipe na cobertura do evento.

Set List Amorphis:
Under The Red Cloud
Sacrifice
Bad Blood
Sky Is Mine
The Wanderer
On Rich And Poor
Drowned Maid
Dark Path
The Four Wise Ones
Silent Waters
Relief
My Kantele
Hopeless Days
House Of Sleep

Death Of A King
Silver Bride
Black Winter Day

(Visited 41 times, 1 visits today)