Dance Of Days – 27/03/2016 – São Paulo (Carioca Club)

Dance Of Days - SP_27-03-2016_metalrevolution (19) Texto por Ana Karoline Sousa – Fotos por Felipe Buli – Edição por André Luiz

No domingo, 27, foi a vez do Dance Of Days retornar aos palcos após uma pausa de seis meses. A banda paulistana com nova formação trouxe ao Carioca Club os integrantes Nenê Altro (vocal), Marcelo Veradi (guitarra), Tyello (guitarra), Julio Santos (bateria) e o novato Guto Ribeiro (baixo) para o lançamento do novo álbum ‘Amor-Fati’, pela Hearts Bleed Blue (HBB) em parceria com a Deckdisk. O evento contou com as bandas convidadas Taunting Glaciers, Hateen e Garage Fuzz.

As portas do Carioca Club foram abertas ao público às 16h, mas apenas uma hora depois, às 17h, que as apresentações começaram. A primeira banda a se apresentar foi a Taunting Glaciers, formada pelos integrantes Roberto de Lucena (vocal), Antonio Augusto (baixo) e Lola Belli (guitarra). A apresentação da banda catarinense que mescla  hardcore com influências melódicas foi relativamente curta, apenas meia hora de show e somente seis músicas do novo do álbum ‘Threshold’, com a casa ainda um pouco vazia.

Em seguida foi a vez do Hateen. A banda paulista que está na estrada desde 1994 foi muito bem acolhida pelo público, com a casa quase cheia. Rodrigo Koala (vocal), Fábio Sonrisal (guitarra), Thiago Carvalho (bateria) e Leon Sérvulo (baixo) iniciaram a apresentação às 17h com a música “Obrigado Tempestade”, seguida por “Não Vá” e “Uma Vida Sem Saudade”. A banda fez uma pausa e agradeceu ao convite do Dance Of Days e o público presente, aproveitando para anunciar o lançamento do novo disco que acontecerá em breve, ainda sem divulgação do nome e data prevista. Ainda no show do Hateen foram tocadas “Coração de Plástico”,” Laser” e “Monocromático”, além de clássicas como “Quem Já Perdeu Um Sonho Aqui” – recebida com muito entusiasmo. A banda encerrou sua apresentação ao som da esperada “1997”, com muitos aplausos dos fãs.

A terceira banda a se apresentar foi o Garage Fuzz. Com 25 anos de carreira, o grupo de Santos, litoral de São Paulo, levou muitos fãs presentes à loucura. Referência no underground e influência para muitas bandas nacionais, Alexandre Cruz (vocal), Wagner Reis (guitarra), Fabricio de Souza (guitarra) e Daniel Siqueira (bateria) iniciaram o show as 19h e seguiram com sucessos como “Dear Cinnamon Tea”, “Kids On Sugar”, “After The Rain” e “Remains Wasted”, deixando muitos fãs eufóricos em meios aos moshs. Ainda em sua apresentação, o Garage Fuzz agradeceu ao público presente por todo o apoio e ao convite do Dance Of Days para o evento de lançamento do novo CD. A apresentação foi encerrada ao som de “When All Things End… I Sell Again”, com muitos aplausos e elogios dos fãs.

E finalmente, era chegado o momento mais esperado do evento. Com 19 anos de carreira, a banda de rock alternativo Dance Of Days subiu ao palco por volta das 20h15m, com a casa completamente lotada, sendo recebido pelo público com gritos e euforia. O show foi iniciado com a música “Glossolalia”, primeira faixa do álbum ‘Amor-Fati’. Em seguida foi a vez de “Se Essas Paredes Falassem” do álbum ‘A História Não Tem Fim’, abrindo grandes rodas e com vários fãs fazendo moshs. O show seguiu em clima de euforia na sequência, com as músicas “Com Você Não Vou Ter Medo” e “Garotos Perdidos”.

Continuando o show, Nenê Altro anunciou mais uma música do novo álbum, “Hoje O Resto Não Importa”, mas foi com “Adeus Sofia”, do ‘A Valsa Das Águas Vivas’, que mais uma vez o público cantou junto. Mantendo o clima insano, a sequência de “Lírios Aos Anjos”, “Ao Que É Bom Nessa Vida” e a faixa “Brigada Kenaima”, do álbum novo ‘Amor-Fati’. A performance continuou com “Balada do Corcel Verde Velho”, “Essa Música Me Diz Tanto Que Nem Sei Como Não Tem Meu Nome”, “É Só O Inferno E Mais Nada”, “Acho Que Não Estamos Mais No Kansas” e “Um Canto Para Caronte”. Era perfeitamente possível escutar todo o público cantando junto as músicas clássicas da banda, ouvir os gritos ensandecidos e sentir toda animação dos fãs.

Dance Of Days - SP_27-03-2016_metalrevolution (2)

Depois de quase quatorze músicas praticamente sem pausas, os músicos agradeceram as bandas de abertura por aceitarem o convite de participarem do evento do lançamento do novo álbum, e claro, a todo o apoio dos fãs presentes, continuando a apresentação, com a sequência de “Eu Só Quero Evitar”, do disco ‘Insonia’, e “Corona Australis”, que foram recebidas com muita excitação pelo público.

Nenê novamente agradeceu os fãs pelo carinho e disse o quanto estava feliz com a banda e com o público que conquistaram, além de estar completamente satisfeito pelo rumo que a banda tomou em seus dezenove anos de estrada. O vocalista também aproveitou para falar da empolgação do Dance Of Days com o lançamento do álbum novo ‘Amor-Fanti’, afirmando que o CD tem muito de sua essência e de todos os membros da banda. A formação atual do Dance Of Days traz como novidade o baixista Guto, já que Nenê, Marcelo Verardi e Tyello fizeram parte da gravação dos álbuns ‘A História Não Tem Fim’ (2001), ‘Coração de Tróia’ (2002) e ‘A Valsa de Águas Vivas’ (2004). Segundo o vocalista, tocar com os antigos colegas de banda só o deixou mais animado de fazer parte desse projeto, além de todos estarem muito entusiasmados com o futuro da banda e com sua nova turnê.

O show continuou com mais uma faixa do novo álbum, “Janeiro E O Lobo”, seguida por “Pregos, Cruzes e Um Saco de Moedas”, “Linda, A Dor Não É Tão Glamourosa Assim Afinal”, recebidas com entusiasmo pelos fãs os quais em coro com a banda. O set list seguiu com “Me Leve As Estrelas” e “O Tempo Não Passou Pra Mim”, acompanhada pelo anuncio do vocalista de que a partir dali tocariam apenas as músicas antigas – para alvoroço geral do Carioca Club.

Dance Of Days - SP_27-03-2016_metalrevolution (17)

E de fato, a apresentação da banda seguiu apenas com sucessos antigos: “Caulfield”, “Mais Um Café Gelado Por Favor”, “A Valsa De Águas-Vivas”, “Interlúdio Para Um Bar De Estrada Por 33 Anos Fora Do Mapa”, “Vai Ver É Assim Mesmo”, “A Vitória Ou A Coisa Que O Valha”, “Macaco Com Navalha” e “Insônia”. Durante as músicas, o público agitou cada vez mais, vários fãs indo para o mosh, impressionados com a energia da banda. O show foi encerrado com a música “Correção”, deixando todos satisfeitos depois de uma apresentação de quase duas horas, repleta de moshs, energia e músicas nostálgicas. Agradecimentos à Sob Controle pela produção e credenciamento de nossa equipe no evento.

Set List Dance Of Days:
Glossolalia
Se Essas Paredes Falassem
Com Você Não Vou Ter Medo
Garotos Perdidos
Hoje O Resto Não Importa
Adeus Sofia
Lírios Aos Anjos
Ao Que É Bom Nessa Vida
Brigada Kenaima
Balada do Corcel Verde Velho
Essa Música Me Diz Tanto Que Nem Sei Como Não Tem Meu Nome
É Só O Inferno E Mais Nada
Acho Que Não Estamos Mais No Kansas
Um Canto Para Caronte
Eu Só Quero Evitar
Corona Australis
Janeiro e o Lobo
Pregos, Cruzes e Um Saco de Moedas
Linda, A Dor Não É Tão Glamourosa Assim Afinal
Me Leve As Estrelas
O Tempo Não Passou Pra Mim
Caulfield
Mais Um Café Gelado Por Favor
A Valsa De Águas-Vivas
Interlúdio para um bar de estrada por 33 anos fora do mapa
Vai Ver É Assim Mesmo
A Vitória Ou A Coisa Que O Valha
Macaco Com Navalha
Insônia
Correção

(Visited 34 times, 1 visits today)