Bruce Kulick – 06-03-2016 – Rio de Janeiro (Teatro Odisseia)

MR-RiodeJaneiro-AronyMartins-Parasite.BruceKulick-2016-14

Texto por Arony Martins – Fotos por Arony Martins – Edição por André Luiz

Quando em 1979 surgiu a banda norte-americana Blackjack com o single “Love me Tonight”, o mundo da música viria a conhecer uma das mais belas vozes da história: Michael Bolton. Curiosamente, naquele grupo que lamentavelmente teve vida curta, apareceria um jovem e tímido guitarrista que anos mais tarde viria a se tornar um dos maiores ‘guitar heros’ do rock mundial. Pois é, se você achava que o Sr. Bruce Kulick iniciou sua estrada integrando o mais que renomado Kiss, enganou-se. Irmão do competentíssimo guitarrista e produtor musical Bob Kulick (Cactus, Meat Loaf), com participação fundamental no início do conjunto liderado por Paul Stanley e Gene Simmons, Bruce foi convocado para a banda em 1984 – com o objetivo de substituir Mark St. John que havia adoecido – e a partir dali foram doze anos de muita produção, criatividade e belíssimos solos. Todavia em 1996, Paul e Gene decidiram retomar a antiga formação da banda e Bruce Kulick assim deixava o posto de guitarrista da “banda mais quente do mundo”. Desde então, gravou alguns trabalhos solos e também integrou um reformado Grand Funk Railroad. Entretanto quando se pensa em Bruce Kulick, imediatamente se pensa em Kiss. E mais ainda no vasto material gravado nos anos oitenta que a banda parece ter aposentado em suas apresentações, salvo uma ou outra canção.

E então eis que para a surpresa de todos é anunciada uma excursão de Bruce Kulick pelo Brasil, passando pelo Rio de Janeiro, cidade pela qual o guitarrista nunca havia se apresentado. Um verdadeiro prato cheio para os fãs não somente do músico, mas também de Kiss. Seria a chance de vê-lo pela primeira vez e apreciar o catálogo oitentista da banda. Para acompanhar as apresentações foram escalados os músicos gaúchos da banda Parasite Kiss Cover, que de maneira bastante competente fizeram um excelente trabalho. Quem esteve no Teatro Odisséia para assistir o referido espetáculo, creio ter saído bastante satisfeito.

MR-RiodeJaneiro-AronyMartins-Parasite.BruceKulick-2016-18

E a quente noite do verão carioca ficou ainda mais quente com o início do show tendo somente a banda de apoio no palco. Me desculpem, banda de apoio não, um ótimo grupo cover que tem como diferencial a caracterização dos músicos e um excelente “Gene”, o timbre e trejeitos são de impressionar no que diz respeito à fidelidade ao original. O conjunto ficou com a responsabilidade de revisitar o catálogo setentista do grupo. Canções como “Creatures Of The Night”, “Deuce”, “Love Gun” e “Black Diamond” deram a tônica da primeira parte do show. É necessário reconhecer que não é tarefa nada fácil permanecer em um palco diante de uma plateia sedenta para ver a grande estrela da noite, e mesmo assim segurar a bola muito bem. A Parasite, ao apresentar seu trabalho, criou as condições necessárias para que Kulick subisse ao palco e simplesmente detonasse. As honras da casa estavam feitas, não faltava mais nada.

MR-RiodeJaneiro-AronyMartins-Parasite.BruceKulick-2016-19

Ao anúncio de Bruce Kulick, o reduzido, mas para lá de fiel público foi literalmente ao delírio. Parece que todos os presentes já previam que a partir dali muita coisa boa estaria por vir – e estavam corretos. Kulick é um primor de guitarrista. As músicas executadas por ele mesmo que acompanhadas por um conjunto tributo não soam em nenhum momento simples covers. Além disso, o norte-americano é de uma simpatia contagiante. A todo momento conversou com os fãs presentes buscando uma interação que já era por si só natural diante de tantas expectativas. Foram cerca de oitenta minutos de um set recheado de grandes músicas. Canções como “Hide Your Heart”, “Tears Are Falling”, “Unholy” e “Forever” fizeram os presentes literalmente se emocionarem. A execução de “Turn On The Night” foi uma surpresa já que o próprio Kiss não tinha tal canção com frequência em seus repertórios em excursões mundiais. E claro, ouvir o para lá de espetacular solo de “God Gave Rock’ n Roll to you II” fez com que cada centavo pago pelo ingresso tenha valido a pena.

MR-RiodeJaneiro-AronyMartins-Parasite.BruceKulick-2016-6

E com certeza nenhuma festa que tenha o Kiss como tema principal poderia terminar de outra forma que não fosse com “Rock’ n Roll All Nite”, despedindo-se assim dos cariocas. Entretanto o guitarrista prometeu retornar em breve. Claro que ficou uma pontinha de curiosidade quanto ao seu bom trabalho autoral. Ouvi-lo ao vivo teria sido bem interessante. Quem sabe em uma próxima? Mas com certeza valeu muito a pena estar diante de alguém tão importante para a história do Rock e da música mundial. Agradecimentos à Overload pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Set List Parasite Kiss Cover:
Creatures Of The Night
Deuce
Love Gun
Let Me Go, Rock ‘N’ Roll
War Machine
Psycho Circus
I Love It Loud
Black Diamond

Set List com Bruce Kulick:
Heaven’s On Fire
Domino
Tears Are Falling
Hide Your Heart
Forever
Unholy
Crazy Nights / Turn On The Night
God Gave Rock ‘n’ Roll to You II
Lick It Up
Detroit Rock City
Rock and Roll All Nite

(Visited 94 times, 2 visits today)