Frejat – 19-12-2015 – Rio de Janeiro (Metropolitan)

Frejat-Metropolitan-AronyMartins-2015-2Texto por Rodrigo Gonçalves – Fotos por Arony Martins – Edição por André Luiz

Fechando o ano de shows na Cidade Maravilhosa, o cantor Frejat subiu ao palco do Metropolitan onde apresentou-se diante de uma plateia que compareceu em bom número à casa de shows. O músico apresentou seu novo show, “Amor é quente”, no qual passeia pelo repertório de seus mais de 30 anos de carreira, tanto com o Barão Vermelho quanto como artista solo. Na nova turnê, Frejat propõe algumas situações diferentes, como versões de alguns de seus grandes sucessos da música popular brasileira dando um ar de modernidade, através de novos arranjos, às composições que foram lançadas há algumas décadas, além de homenagear ídolos da nossa música como Tim Maia e Roberto Carlos.

Houve também espaço para uma interessantíssima sessão semi-acústica, durante a qual o músico trouxe ao público importantes canções de seu repertório solo tais como “Túnel do Tempo”, “Segredos” e “Amor pra recomeçar” de seu debut e homônimo álbum solo de 2001. Aliás, falando em banda de apoio, o veterano artista recentemente tem tido a companhia de seu filho, Rafael, que participa em alguns momentos do show tocando guitarra ao lado do pai.

Frejat-Metropolitan-AronyMartins-2015-1

Todavia em dados instantes quando o repertório visitava músicas que não pertenciam ao seu catálogo, a platéia demonstrou-se fria. Muito diferente dos momentos em que foram abordados grandes sucessos conhecidos por parte do público como “Puro Êxtase”, “Bete Balanço”, “Maior Abandonado”, e outras. Já na parte final do show, o músico incentivou o público a se levantar das mesas e agitar, o que transformou a casa de shows em uma grande pista de dança. 

Quem esteve no Metropolitan pôde também acompanhar algumas homenagens feitas pelo experiente músico à artistas como Vinícius Cantuária, Cassia Eller e claro Cazuza, com a execução de canções como “Só você”, “Malandragem” e “Exagerado”, todas com novos arranjos – como dito anteriormente, uma marca do show. E quando o público de pé já ocupava as partes mais próximas ao palco eis que os primeiros acordes de “Pro dia nascer feliz” foram executadas. Com toda a certeza o Metropolitan veio abaixo deixando ainda mais satisfeito os fãs que em pleno fim de ano fizeram a corretíssima opção de assistir a um grande show de um artista amadurecido e que a todo momento demonstrou-se grato pela presença do público.

Agradecimentos a assessoria de imprensa do Metropolitan, na figura de Aline Nobre, pelo credenciamento e tratamento com a equipe do Metal Revolution.

(Visited 34 times, 1 visits today)