Tim Ripper Owens – 25-10-2015 – São Paulo (Manifesto Bar)

Tim Ripper Owens - SP - out-2015 - por Alvaro Ramos DSC08970

Texto por Alvaro Ramos – Fotos por Alvaro Ramos – Edição por André Luiz

Pela segunda vez no ano, Tim “Ripper” Owens voltou ao Brasil, mas desta vez para uma série de shows solo, diferentemente de sua última passagem, na qual participou de apresentações com o projeto “Metal Singers”, cantando com outros nomes de peso do Heavy Metal mundial como Udo Dirkschneider, Blaze Bayley e Mike Vescera. Com passagens notórias por diversas bandas como Judas Priest, Iced Earth, Yngwie Malmsteen e outras, Tim Ripper demonstrou durante uma hora e meia de show porque foi o vocalista escolhido para substituir ninguém menos do que o “Metal God” Rob Halford quando o mesmo saiu do Judas Priest. Dono de uma voz com potência inigualável, esbanjou voz, talento, e sempre muita simpatia, além de uma ótima presença de palco.

A abertura da casa aconteceu às 18h, conforme previsto, e por volta das 19h20m a banda Turbo, de Londrina, iniciou o show de abertura da noite, tocando algumas músicas próprias por cerca de 30 minutos. Pouco mais de meia hora após o término da primeira performance, Tim Ripper subiu ao palco acompanhado da banda de hard rock Slippery, banda de apoio do vocalista durante a turnê pelo Brasil. Com “Jugulator”, faixa título de seu primeiro álbum com o Judas Priest, Tim iniciou o show com toda a força, para em seguida executar “The Ripper”, música do Judas Priest que apesar de cantada originalmente por Rob Halford, lhe rendeu o apelido pelo qual ficou conhecido. Durante as pausas entre as músicas, Tim sempre agradecia ao público, falava sobre o orgulho que tem dos álbuns que gravou com o Judas, e também de algumas de suas experiências nos anos que esteve com a banda. O show teve continuidade com “Painkiller”, outro clássico do Judas que levou o público ao delírio, e na sequência “Starting Over”, canção de seu álbum solo ‘Play My Game’.

Tim Ripper Owens - SP - out-2015 - por Alvaro Ramos DSC08961

A seguir, um medley com trechos de alguns dos sucessos de sua passagem pelo Iced Earth. Ao término do medley, Tim perguntou ao público se alguém se importaria em ouvir muitos gritos agudos, pois em seguida viria uma canção extremamente poderosa. É claro que a resposta do público foi um unânime não, “autorizando” então Tim Ripper a executar “Scream Machine”, do Beyond Fear. Executada com perfeição e alcançando agudos impressionantes, Ripper mostrou que sua voz não se cansa, pois logo depois já executou sem pausa uma sequência de clássicos do Judas Priest, tanto de sua fase quanto da de Halford; “Metal Gods”, “Dead Meat”, “Touch Of Evil”, “Hell Is Home”, e uma execução impecável de “Green Manalishi”, canção do Fletwood Mac que ficou tão famosa na versão lançada pelo Judas Priest no álbum ‘Hell Bent For Leather’ que muitos fãs até pensam que a versão original foi realmente a do Judas. Para encerrar a primeira parte do show, “Death Row” e “Burn In Hell” – ambas do álbum “Jugulator” – foram escolhidas. Agradecendo ao público pela presença, Tim Ripper e banda deixaram o palco, para a tristeza dos presentes.

Alguns minutos depois, às 21h35m, Tim voltou ao palco, mas desta vez com uma guitarra Flying V, na qual “brincou” com o público por alguns minutos, tocando alguns riffs de canções como “Heaven And Hell” do Black Sabbath e a inconfundível “Highway To Hell” do AC/DC. Logo depois, Tim iniciou os acordes da animada “Living After Midnight”, que foi cantada por todos que lá estavam. Ao fim da mesma, Tim devolveu o instrumento ao guitarrista de sua banda para voltar a assumir somente o seu papel de vocalista com “One On One”, faixa de seu segundo álbum com o Judas Priest, ‘Demolition’. Anunciando que a faixa seguinte seria realmente a última música da noite, a escolhida para fechar da melhor maneira possível foi “Electric Eye” do clássico álbum ‘Screaming For Vengeance’, lançado pelo Judas Priest em 1982. Após mais agradecimentos ao público e dizendo que espera voltar em breve, Tim “Ripper” Owens deixou o palco definitivamente.

Tim Ripper Owens - SP - out-2015 - por Alvaro Ramos DSC09105

Após alguns minutos, Tim desceu até o bar da casa de shows para interagir com seus fãs, dando autógrafos e tirando várias fotos com os mesmos, demonstrando que seu carisma e simpatia não ficam só dentro do palco! Uma noite memorável para os fãs de Judas Priest e Heavy Metal em geral, quem foi ao Manifesto Bar com certeza saiu de satisfeito e prestigiará o grande Tim “Ripper” Owens quando ele cumprir sua promessa e voltar para nossas terras! Agadecimentos à Open The Road e Luciano Piantonni pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Set List Tim Owens:
Jugulator (Judas Priest cover)
The Ripper (Judas Priest cover)
Painkiller (Judas Priest cover)
Starting Over
Iced Earth medley
Scream Machine (Beyond Fear cover)
Metal Gods (Judas Priest cover)
Dead Meat (Judas Priest cover)
Touch of Evil (Judas Priest cover)
Hell is Home (Judas Priest cover)
Green Manalishi (Fletwood Mac cover)
Death Row (Judas Priest cover)
Burn in Hell (Judas Priest cover)

Living After Midnight (Judas Priest cover)
One on One (Judas Priest cover)
Electric Eye (Judas Priest cover)

(Visited 64 times, 1 visits today)