CJ Ramone: sendo justo com fãs e consigo mesmo

Compartilhe:

Coletiva de Imprensa - CJ Ramone - Out - 2015 - por Felipe Buli.16Texto por Alvaro Ramos – Imagens por Felipe Buli – Edição por André Luiz

No Brasil pelo quinto ano consecutivo, CJ Ramone, lendário ex-baixista do Ramones, aproveitou sua passagem por São Paulo alguns dias antes do show que realizará na cidade para conceder uma coletiva de imprensa. Durante aproximadamente uma hora, falou sobre suas expectativas para os próximos shows da turnê sul-americana, experiências no Brasil, planos para o futuro e muito mais.

Com seu tradicional carisma, CJ iniciou contando sobre a turnê atual, que divulga o mais recente trabalho, ‘Last Chance To Dance’ e que já está passando pela América do Sul pela segunda vez. Acompanhado de Steve Soto e Dan Root nas guitarras (ambos membros do The Adolescents) e Pete Sosa na bateria, a tour passará ainda por países como Argentina, Peru, Chile e Uruguai, além de diversas datas em cidades brasileiras.

Coletiva de Imprensa - CJ Ramone - Out - 2015 - por Felipe Buli.09

Quando perguntado sobre seus planos para o futuro, CJ disse que pretende lançar mais cinco álbuns de estúdio e possivelmente um álbum ao vivo, além de estar trabalhando em um livro no qual contará suas experiências com os Ramones e também de sua vida após a passagem pelo grupo. Sobre aposentadoria dos palcos, CJ revelou seu primeiro plano: passar ao menos um ano fazendo uma volta pela América do Norte em sua moto, usando este tempo para pensar no que fazer depois. Uma das suas ideias seria aprender a tatuar e abrir um estúdio de tatuagem para exercer profissionalmente este hobby que tanto gosta.

Sobre o motivo de querer sair das estradas quando lançar mais cinco álbuns, CJ conta que pretende levar sua carreira sempre da melhor forma possível, dando o melhor de si mesmo. Segundo suas palavras, “não podemos ser sempre 100%, mas sempre devemos no mínimo tentar”, então por esse motivo, quer continuar somente enquanto estiver em sua plena condição para fazer boas performances, “sendo justo com os fãs e consigo mesmo”.

Coletiva de Imprensa - CJ Ramone - Out - 2015 - por Felipe Buli.05

Questionado pelo Metal Revolution sobre o que teve oportunidade de conhecer sobre a cultura brasileira e bandas locais, CJ diz sempre aproveitar ao máximo o tempo livre que tem durante as turnês para conhecer novas pessoas, comidas, bares, tradições, músicas, e também contou ficar muito feliz em poder ter se tornado amigo de bandas brasileiras que admira, como Sepultura e Ratos de Porão. Segundo ele, o clássico “Roots” do Sepultura é até hoje um de seus álbuns de metal favoritos. Bem, sobre suas melhores experiências no Brasil, CJ brincou dizendo que não poderia nos contar!

O músico aproveitou também para falar sobre seus ex-companheiros de Ramones; Johnny foi seu grande mentor (chamado carinhosamente por ele de professor), mas apesar disso, era uma pessoa que nunca expressou muitos sentimentos, sempre falava o que precisava de maneiras mais sutis e inexpressivas, porém ainda assim ensinou muitas coisas. O maior ensinamento deixado, segundo CJ, é o de sempre seguir focado em seus objetivos, trabalhar firmemente e sempre ser o melhor que você pode ser. Já na relação com Joey, um sempre sabia o que o outro estava sentindo ou pensando em relação às coisas. Se tivesse a oportunidade de ter uma conversa com Joey e Johnny, CJ disse que basicamente gostaria de agradecer por tudo. “Se não tivesse sido convidado para ser um membro do Ramones, hoje eu provavelmente seria um militar prestes a me aposentar. Me sinto confortável e contente com o trabalho que fiz com os Ramones, não tenho nenhum tipo de arrependimento”, conta CJ.

Coletiva de Imprensa - CJ Ramone - Out - 2015 - por Felipe Buli.17

Quanto aos membros remanescentes, é muito difícil que possa haver algum projeto juntos. “Nunca diga nunca, mas é praticamente impossível que aconteça uma reunião com os ex-membros remanescentes. Marky sempre diz que não sou um ‘Ramone de verdade’, o que na minha opinião não faz sentido pois meu trabalho com a banda e minha contribuição sempre foram reconhecidos pelos outros membros que já se foram”. Já sobre Richie Ramone, CJ diz que recentemente foi convidado para participar de um projeto com Joe Queer (The Queers) e Ben Weasel (Screeching Weasel), além de Richie. “Não sei se isto realmente irá acontecer, mas é possível”.

Após passar por Belém e Fortaleza durante a semana, CJ volta a São Paulo para se apresentar no Hangar 110, no próximo dia 31. Confira abaixo mais imagens da coletiva.

(Visited 111 times, 1 visits today)
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *