Nightwish – 27-09-2015 – Curitiba (Master Hall)

Nightwish - Curitiba - set-2015 - por Clovis Roman e Kenia Cordeiro

Texto por Clovis Roman e Kenia Cordeiro – Fotos por Clovis Roman e Kenia Cordeiro – Edição por André Luiz

Em seus tempos áureos (ou ao menos, em sua fase mais famosa), o Nightwish veio duas vezes para Curitiba, nas turnês dos discos ‘Wishmater’ (em 2000) e de ‘Century Child’ (2002). Após a saída de Tarja Turunen, foi contratada Anette Olzon, e com ela retornaram com o disco ‘Dark Passion Play’ debaixo do braço. Portanto, foram sete anos de hiato até o retorno, agora com Floor Jansen (ex-After Forever/ReVamp) cuidando das vozes. A performance da moça, apesar de um tanto exagerada, é de altíssima qualidade. E mesmo que as músicas do disco ‘Endless Forms Most Beautiful’ sejam meio parecidas entre si e uma reciclagem insossa do que eles já haviam gravado, o show foi muito bom.

O Curitiba Master Hall é a maior casa de shows da cidade, e recebeu um excelente público para a apresentação do Nightwish. A área VIP estava completamente lotada, e a pista normal, cheia. As bordas superiores (mezaninos) também estavam lotadas de fãs, que viram um show que durou pouco menos de duas horas. O repertório possuía muitas músicas do último disco, além de quatro canções da fase Anette e seis gravadas originalmente por Tarja. Nessas, Floor fez o que foi possível, e mandou bem em alguma delas, como na sublime “Ghost Love Score”, definitivamente a melhor música do setlist.

Nightwish - Curitiba - set-2015 - por Clovis Roman e Kenia Cordeiro DSC_0100

Por mais que algumas composições de Endless Forms Most Beautiful sejam até bem bacanas, (vide “Weak Fantasy”, “Yours Is An Empty Hope” e ” Shudder Before The Beautiful”), os momentos mais empolgantes vieram na execução do material mais antigo, de ambas as fases anteriores. Afinal, do material de Tarja (que volta em carreira solo para o Brasil esse mês) tivemos preciosidades como “She Is My Sin” e “Sleeping Sun” (ambas sublimes), e do que foi gravado com Anette, vieram as poderosas “7 Days To The Wolves” e “I Want My Tears Back”, além da espetacular “Last Ride Of The Day”, épico que encerrou a apresentação. E falando em épico, eles tiveram a audácia de tocar a infinita “The Greatest Show On Earth”, porém, apenas as partes II e III. A composição megalomaníaca, nesse formato, acabou funcionando.

A atual formação da “banda do Tuomas” está redondinha. Floor Jansen é muito profissional,  demonstrou ser uma excelente funcionária para o cargo. Mas o grande trunfo atual do Nightwish é o baterista Kai Hahto. O cara é um animal, tem uma pegada pesadíssima e é tecnicamente muito superior ao afastado Jukka Nevalainen. Hahto tem um background muito mais vasto, afinal, já passou pelo estupendo Swallow The Sun e pelo esporrento grupo de grindcore Rotten Sound (Dica: pesquise por “Murderworks” do Rotten Sound no YouTube).

Nightwish - Curitiba - set-2015 - por Clovis Roman e Kenia Cordeiro DSC_0147

Meet & Greet improvisado
Após o show, o grupo foi ao camarim devorar algumas pizzas, e depois, rumou ao hotel. Lá, um punhado de fãs os esperavam. O baterista Kai Hahto e o guitarrista Emppu Vuorinen entraram “no galeto”, mas o restante atendeu os fãs com extrema simpatia. Tuomas Holopainen, já visivelmente embriagado (ele estava com uma garrafa de vinho praticamente vazia na mão), conversou com todos e os abraçou efusivamente. Marco Hietala ficou no saguão, mas quando chamado pela galera, saiu para atendê-los. O mais ou menos novato Troy Donockley foi menos procurado, mas também foi bem receptivo. Inclusive, em declaração espontânea, afirmou que o show de Curitiba havia sido o melhor deles no Brasil, superando inclusive o Rock In Rio. E concluiu elogiando a empolgação da plateia.

E para quem esperava antipatia por parte de Floor Jansen (ela é famosa por dar umas patadas na galera, seja em fãs e até mesmo em produtores), acabou se surpreendendo. Ela é reservada, claro, e isto não é um defeito, é uma característica. Mas o fato é que ela atendeu a todos com um sorriso discreto no rosto, tirou fotos, e antes de entrar, ainda se preocupou em perguntar se havia mais alguém que gostaria de trocar umas palavras com ela.

Set List Nightwish:
Shudder Before The Beautiful
Yours Is An Empty Hope
Ever Dream
She Is My Sin
Dark Chest Of Wonders
My Walden
The Islander
Élan
Weak Fantasy
7 Days To The Wolves
Alpenglow
I Want My Tears Back
Stargazers
Sleeping Sun
The Greatest Show On Earth (Chapter II: Life; Chapter III: The Toolmaker)
Ghost Love Score
Last Ride Of The Day

(Visited 326 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *