At The Gates – 13-09-2015 – São Paulo (Clash Club)

At The Gates - SP - set-2015 - por Matheus Silva IMG_7330

Texto por Juliana Novo – Fotos por Matheus Silva – Edição por André Luiz

O domingo frio e meio chuvoso acabou dando lugar a uma perfeita noite de destruição sonora no Clash Club, com a vinda dos suecos do At The Gates. Com 25 anos de carreira, a banda é reconhecida como um dos precursores do movimento “New Wave of Swedish Death Metal” ou “Gothenburg Sound”, e encontra-se em tour de divulgação do álbum ‘At War With Reality’, o primeiro álbum 19 anos após o lançamento do clássico “Slaughter of the Soul” (1995).

O público foi chegando aos poucos, até ocupar grande parte do salão. A banda entrou no palco aproximadamente às 20h02m ao som da intro “El Altar Del Dios Desconocido”, emendando com “Death Of The Labyrinth”, os dois primeiros tracks de seu novo álbum de divulgação ‘At War With Reality’, lançado em 2014 depois de um longo período da banda sem lançar material. Continuando a destruição sonora, executaram “Slaughter Of The Soul”, do álbum de mesmo nome, um álbum clássico do death metal melódico, e seguindo com a empolgante “Cold”, do mesmo álbum. No dado momento já observava-se uma roda nervosa em meio  a pista. Destaque para os duetos de guitarras bem encaixados de Martin Larsson e Anders Björler. É incrível a presença de palco do vocalista Tomas Lindberg, que não parava quieto no palco e subia nos PA’s, se aproximando da galera em volta e cumprimentando.

At The Gates - SP - set-2015 - por Matheus Silva IMG_7445

Tomas disse que era o último show da turnê sulamericana, e agradeceu a todos que compareceram. Voltando ao novo álbum, executam a faixa homônima “At War With Reality”, e das antigas, “The Swarm” do ‘Terminal Spirit Disease’ e  “Raped By The Light Of Christ”. Após “The Circular Ruins”, mudam o tom com a espetacular “Under A Serpent Sun” do ‘Slaughter Of The Soul’, seguida pela old school e melodiosa “Windows”.

A ‘porradaria’ prosseguiu com “Suicide Nation”, “Heros And Tombs” do álbum novo, “Nausea”, “Eater Of Gods” emendada com “Upon Pillars Of Dust”, ambas do álbum novo. Logo após vieram “World Of Lies”, “The Burning Darkness” e “The Book Of Sand (The Abomination)”. Foi um setlist realmente recheado de clássicos do ‘Slaughter Of The Soul’, intercalando com novas do álbum ‘At War With Reality’.

Quando começou a intro da clássica “Blinded By Fear”, o público ficou louco e agitou demais na pista, após “Kingdom Come”, Tomas agradeceu mais uma vez o público por prestigiar aquele memorável evento, e antes de anunciar a última música perguntou aos presentes se gostavam de death metal, para logo na sequência bradar: “Nós amamos Death Metal!”. E encerraram o grandioso show com “The Night Eternal”, acabando de vez com os pescoços do público. Agradecimentos à Agencia SobControle e Costábile Jr. pela produção e credenciamento de nossa equipe na cobertura do evento.

(Visited 30 times, 1 visits today)