Third Ear – Resilience

Third Ear - album 2015

Third Ear – Resilience
CD – Independente (2015)

Texto por Clovis Roman – o conteúdo expresso reflete a opinião do autor, é de inteira responsabilidade deste
Edição por André Luiz

O Third Ear trata-se de um grupo curitibano formado em 2012 cercado de grandes expectativas, afinal, contava com músicos gabaritados e vinha com uma proposta interessantíssima. O som dos caras, na ingrata tarefa de rotulá-los, pode ser considerado heavy metal progressivo, pois transita entre essas duas vertentes de maneira muito natural. Os vocais de Julio Miotto vão de momentos suaves até guturais, passando por melodias pouco convencionais. O resultado dessa mistura toda é um som bem consistente, que em momento algum soa perdido ou presunçoso.

O início do play com a pesadíssima “Russet Ruin” abre espaço para a cadenciada “Gratitude”, uma pequena obra cheia dos já referidos elementos, em um resultado pra lá de excelente. O nível continua alto em petardos como “Perspectiva” e “Limerence”.

Mesmo que o lançamento de estréia, o EP ‘A New Cycle’ (2013) seja um trabalho muito bem feito, é inacreditável a evolução do grupo com ‘Resilience’. Quem sabe a troca de experiências mundo afora tenha contribuído. Afinal, nesse meio tempo, os caras participaram do festival EuroBlast, em 2013, e se apresentaram em São Paulo, no final daquele mesmo ano, ao lado do Meshuggah, uma de suas grandes influências. Outro fator que certamente contribuiu foi a gravação/produção a cargo de Miotto, além da masterização/mixagem a cargo dos renomados Daniel Bergstrand and Giorgos Nerantzis, no DugOut Studios, Suécia – trabalho primoroso de ambas as partes. E por fim, não há como negar que o atual responsável pelas vozes do Third Ear é tecnicamente superior ao seu antecessor.

Na metade final do play, o grupo resolve dar uma viajada musical, sem se prender a conceitos: o caminho aberto por “The Great Reset” leva à “Healing Process”, com inteligentes incursões de teclados e mudanças de tempos a perder de vista (o trabalho da dupla de guitarristas Samuel Ebel e André Centofante é sólido, ainda mais alicerçado pela cozinha formada pelo baixista Anderson Ferret e pelo baterista Ravi Rauber). As partes se mesclam perfeitamente, apesar de toda a loucura mencionada. Um encerramento com chave de ouro. Em “Bench Coin” há momentos mais tranquilos e atmosféricos, daqueles sons que se tornam hits – mesmo que essa canção em específico tenha mais de 7 minutos de duração.

O álbum é extenso, tem cerca de 50 minutos em 8 músicas, portanto uma média de mais de 6 minutos por faixa, mas como o trabalho de estréia do Third Ear flui de maneira bem agradável, ao término de ‘Resilience’, você é forçado, sem ao menos perceber, a apertar o play novamente.

Integrantes:
Anderson Ferret – baixo
André Centofante – guitarra
Samuel Ebel – guitarra
Júlio Miotto – vocal
Ravi Rauber – bateria

Faixas:
01- Russet Ruins
02- Gratitude
03- Perspectiva
04- Bench Coin
05- Limerence
06- Pílula
07- The Great Reset
08- Healing Process

Confira abaixo as faixas “Bench Coin” e “Russet Ruins”:

(Visited 31 times, 1 visits today)