Nile – 21-05-2015 – Rio de Janeiro (Teatro Odisseia)

Nile - RJ - mai-2015 - por Allan Barata 1O6A5633web_wm

Texto por Rodrigo Gonçalves – Fotos por Allan Barata – Edição por André Luiz

Em sua primeira apresentação no Rio de Janeiro, o Nile, um dos grandes nomes do estilo conhecido como death metal técnico, fez um grande show para os fãs cariocas que esperavam há tempos por uma apresentação do grupo americano. A turnê da América Latina marca o fim da linha para o ciclo de shows do disco ‘At The Gates of Sethu”, lançado em 2012. Um novo trabalho já está gravado e deve chegar às lojas nos próximos meses.

Um problema com o voo dos americanos acabou atrasando um pouco as coisas, com a banda chegando em cima da hora e passando o som enquanto os fãs já se encontravam do lado de fora do Teatro Odisseia. Tão logo a entrada do público foi liberada e a fila do lado de fora diminuiu, o Tamuya Thrash Tribe entrou em cena disposto. O grupo atualmente está em processo de pré-produção de seu primeiro álbum full lenght. Os cariocas fizeram um show curto, porém excelente. Apesar de o som estar incrivelmente alto no começo da apresentação, o que tornava difícil compreender determinados momentos das primeiras músicas, o grupo se saiu muito bem, causando excelente impressão com faixas como “Martyr (The Conjuration)” e “Immortal King”, encarregadas de encerrar a performance do grupo.

Set List Tamuya Thrash Tribe:
The Voice of Nhanderu
Uti Possidetis
The Last Ball of the Empire
Martyr (The Conjuration)
Immortal King

Tão logo o show do Tamuya terminou, os integrantes do Nile apareceram no palco para arrumarem seus equipamentos, porém, insatisfeitos com o som, passaram cerca de 20 minutos no palco tentando acertar tudo para o início do show. Curiosamente, isso acabou dando um tom informal à apresentação. Enquanto ajeitavam os instrumentos, os músicos sorriam, cumprimentavam os fãs e ouviam pedidos de músicas. Tudo de forma bem-humorada.

Com tudo certo em relação ao som, a banda pôde dar início àquilo que pode seguramente ser descrito como uma verdadeira devastação sonora. Foram tocadas 10 músicas em apenas cerca de 50 minutos de show. O show curto, porém, excelente, pode ter deixado nos fãs a sensação de quero mais, principalmente por conta da ausência de favoritas como a espetacular “Annihilation Of The Wicked” e a minha preferida “Papyrus Containing The Spell To Preserve Its Possessor Against Attacks From He Who Is In The Water” (esse nome é sensacional). Mas o massacre sonoro de temas como “Sacrifice Unto Sebek (que abriu o show)”, “Kafir!” (a qual fez o público se matar na roda e, pasmem, até cantar junto) e a dupla do último disco, “Supreme Humanism Of Megalomania” e “The Inevitable Degradation Of Flesh” por si só valeriam o ingresso. Fecharam a noite em alta com a trinca “Sarcophagus”, “Lashed To The Slave Stick” e “Black Seeds Of Vengeance”, da fase mais antiga.

Nile - RJ - mai-2015 - por Allan Barata 1O6A5606web_wm

Apesar de curta, foi uma apresentação memorável. Impressionou o entrosamento dos guitarristas/vocalistas Karl Sanders e Dallas Toller-Wade, uma dupla afiada, dividindo desde bases e solos até os vocais. Seus estilos se completam e formam uma poderosa parede sonora, solidificando a base do som do Nile e o diferenciando da maioria das bandas do estilo. Além deles, o baterista George Kollias largou o braço sem dó e impressionou com sua velocidade e técnica apurada. Agradecimentos especiais à Blog n Roll pela produção do evento e ao parceiro André Smirnoff pelo credenciamento de nossa equipe.

Set List Nile:
Sacrifice Unto Sebek
Defiling the Gates Of Ishtar
Kafir!
Hittite Dung Incantation
Supreme Humanism Of Megalomania
The Howling Of The Jinn
The Inevitable Degradation Of Flesh
Sarcophagus
Lashed to The Slave Stick
Black Seeds Of Vengeance

(Visited 67 times, 1 visits today)