Eluveitie – 11-04-2015 – São Paulo (Carioca Club)

Eluveitie2015abr11_025 - por Felipi Arius

Texto por Sara Ferrer – Fotos por Felipi Arius – Edição por André Luiz

Representantes da vertente que vem ganhando cada vez mais destaque, e conquistando novos fãs ao redor do globo, o Folk Metal; o grupo suíço Eluveitie, um dos expoentes do estilo, apresentou no Carioca Club em São Paulo o primeiro show da ‘Origins Brazilian Tour 2015’.

Contornando a casa de shows, que abriu às 18h, a extensa fila indicava que aquela noite seria especial, tanto para o público, quanto para a banda. O local estava lotado de fãs adoradores da cultura celta. Enquanto entravam no local, puderam presenciar uma pequena mostra de batalha medieval ao som de discotecagem temática. Haviam stands com merchandising oficial do Eluveitie, artigos e figurinos medievais, entre outros.

Pontualmente às 19h os músicos do grupo suíço sobem ao palco, abrindo com “King” e “From Darkness”, ambas faixas do último álbum, para o enérgico público. O frontman Chrigel saudou os presentes mandando um: “Boa Noite, São Paulo!”, e comunicou a todos oficialmente*** que por problemas de saúde, dois membros do grupo não puderam comparecer: o baixista Kay Brem e a violinista recém integrada ao line up Nicole Ansperger. Eles decidiram seguir com a turnê em sexteto, em prol dos fãs sul-americanos. Desta forma, adaptaram as guitarras de Rafael Salzmann e Ivo Henzi em algumas faixas, assim como também a gaita de fole, comandada pelo mais novo integrante Matteo Sisti.
***algumas horas após o show, a banda comunicou o ocorrido via pagina oficial no facebook.

“Uis Elveti”, faixa do álbum ‘Spirit’ (2006), segue com peso característico, com o marcante vocal de Chrigel e as primeiras interações de Anna. Em seguida, um dos sucessos, “Thousandfold” do álbum ‘Everything Remains (As It Never Was)’ de 2010, não deixou ninguém parado na pista! Mas todos queriam presenciar o momento solo da vocalista, que logo veio com a execução de “Omnos” prendendo a atenção do público com seu típico instrumento – hurdy gurdy (viola de roda) – e sua linda voz.

Eluveitie2015abr11_011 - por Felipi Arius

Em um de seus mais recentes sucessos, o single “The Call Of The Mountains”, Anna deixou que o público escolhesse se cantaria em seu idioma nativo, ou em inglês. O público preferiu sair do habitual, escolhendo a faixa em suíço-alemão “De Ruef vo de Bärge”, porém ela encerrou a faixa cantando o último refrão em inglês.

Os músicos prepararam uma parte acústica no set, a qual contou com a execução das seguintes faixas: “Memento”, “Brictom” e “A Rose For Epona”, em uma bela demonstração de harmonia e surpresa para o público, tendo em vista que adaptaram a apresentação devido à ausência dos integrantes citados. O peso voltou com as faixas “The Nameless”, “Kingdom Come Undone”, “The Silver Sister” (com um verdadeiro “mosh” na pista, à pedido do vocalista) e “Quoth The Raven” (e mais ‘mosh pits’ sucederam-se em meio ao público); “Alesia” encerrou a primeira parte do show, com os músicos sendo ovacionados por todos.

O encore iniciou com os integrantes retornando ao palco vestindo a camiseta do Brasil, exceto Chrigel (vocalista). Com refrão cantado em uníssono pelo público, um dos pontos altos do show veio com a faixa “Inis Mona”, faixa que está entre os maiores sucessos do grupo, seguida da enérgica “Tergernakô”, ambas extraídas do álbum ‘Slania’ (2008).

Esse sem dúvida foi um dos shows mais inusitados que o grupo executou na capital paulista. Divertido e requintado, com direito a Meet & Greet antes do evento – para quem adquiriu ingressos de camarote – e ajuda dos fãs na escolha de algumas músicas do set list, garantindo maior interação com o público e aumentando os pontos positivos na apresentação. Agradecimentos à Dark Dimensions Produtora e ao Durr Campos pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Eluveitie é:
Chrigel Glanzmann – mandola [bandolin], flautas, gaita, violão acústico, bodhrán [tambor tribal]
Anna Murphy – Hurdygurdy, vocais, flauta
Ivo Henzi – guitarras
Rafael Salzmann – guitarras
Merlin Sutter – bateria
Matteo Sisti – Tin & low whistles, gaita de fole [subsituto de Patrick “Päde” Kistler]

Ausentes na turnê latino-americana:
Kay Brem – Bass
Nicole Ansperger – violino, vocais

Set list:
Origins
King
Nil
From Darkness
Uis Elveti
Thousanfold
Primordial Breath
Sucellos
Omnos
De Ruef vo de Bärge / The Call of the Mountains
Inception
Memento (acoustic)
Brictom (acoustic)
A Rose for Epona (acoustic)
The Nameless
Kingdom Come Undone
The Silver Sister
Quoth the Raven
Alesia

Inis Mona
Tegernakô

(Visited 68 times, 1 visits today)