Cadaveria: Silence é a expressão da banda hoje – entrevista exclusiva

Cadaveria - 2015 - banda por divulgação

Entrevista por Sara Ferrer e Anthony Andrew – Tradução por Sara Ferrer – Imagens por divulgação – Edição por André Luiz

Horror metal pelos críticos, mix de black/death/gothic conforme a própria banda, outros podem citar passagens que remetem ao symphonic ou ao industrial. A miscelânea musical chamada Cadaveria, banda italiana nascida em 2001, oriunda do Opera IX, é composta atualmente em sua line up pela vocalista homônima, Frank Booth e Dick Laurent nas guitarras, Killer Bob no baixo e Marçelo Santos na bateria.

Em plena tour de divulgação do álbum ‘Silence’, o quinto de estúdio na carreira de 14 anos do grupo, conversamos com Raffaella Rivarolo, a italiana da cidade de Turin mais conhecida como Cadaveria, a qual em um bate papo produtivo não apenas esmiúça o álbum ‘Silence’ relatando desde o processo de produção/composição até as tratativas relacionadas a vídeos e tour de divulgação, como inclui um relato sobre contatos para shows na América do Sul.

Equipe Metal Revolution – Olá Cadaveria, obrigado pelo tempo cedido para este bate papo.
Cadaveria
– Olá à todos. Obrigada pelo convite.

Equipe MR – Para começar, falemos sobre seu mais recente trabalho lançado, o quinto álbum de estúdio chamado ‘Silence’. Comente sobre o processo de produção. Porque ele foi gravado em três estúdios diferentes? Quais os prós e contra – se houver algum – desta decisão?
Cadaveria
– Nós terminamos de escrever as músicas imediatamente antes de entrar nos estúdios para gravação do álbum, em maio de 2014. A maior parte das novas músicas foram criadas ao longo de 2013. Os riffs de guitarra foram compostos pelo guitarrista Dick Laurent trazendo inspirações de seus pesadelos. Escrevi a maior parte das letras no final de 2013, sem preocupar-me com a música. Então, passei muitas semanas com Dick Laurent para mesclar sua música com minhas letras em termos de humor e melodias, e após isso, preparamos a pré-produção com os outros membros da banda, fixando as estruturas das músicas e os arranjos. Em setembro, o álbum foi concluído e estávamos prontos para arrebentar. Como sempre, fomos os produtores de nós mesmos: nos preocupamos com as gravações, a mixagem e masterização. Uma vez que não vivemos próximos um do outro, usamos nossos próprios estúdios de gravação. Isso permitiu que cada membro da banda pudesse gravar perto de sua casa e apurar as gravações de seu instrumento com a máxima atenção e calma. O processo de mixagem foi um pouco trabalhoso, como nós parcialmente o fizemos à distância, concentrando os ajustes finais através da troca de arquivos pela internet. Foi um trabalho árduo, mas agora podemos dizer que estamos muito orgulhosos e ele soa exatamente como queríamos.

Cadaveria - 2015 por divulgação

Equipe MR – A música que abre o novo álbum chama-se “Velo (The Other Side of Hate)”. Você comentou em uma entrevista recente que Velo trata-se do anagrama do amor e que é a primeira vez que escreve algo sobre o tema. Este paradoxo entre amor e ódio foi necessário para deixar letra e som mais extremos e iniciar o álbum quebrando o “silêncio” existente?
Cadaveria –
Bem, “Velo (The Other Side of Hate)” é uma música complexa, com atmosferas variadas e muitas mudanças. Ao mesmo tempo, ela é direta  e passa muito longe do espírito de uma canção de romântica convencional, é por isso que a colocamos no início da track-list. Ela permite que você entenda imediatamente a proposta de nosso som e o que pode-se esperar do restante do álbum.

Equipe MR – O som da Cadaveria evoluiu muito desde o lançamento do primeiro álbum, o ‘The Shadows Madame’. Qual a diferença entre o primeiro e o último álbum da banda, o ‘Silence’, tanto nas letras quanto no som?
Cadaveria –
Cada álbum é a consequência do anterior e representa o espelho da banda em um momento específico de nossa carreira. Ao longo desses 14 anos, temos crescido como músicos e como pessoas, e nossa música evoluiu conosco. ‘Silence’ é o álbum de nossa maturidade, certamente soa diferente de ‘Horror Metal’ e muito diferente de ‘In Your Blood’ e ‘Far Away From Conformity’, mas ele não poderia existir sem os três. (‘Silence’). É distante de ‘The Shadows Madame’, no entanto você pode reconhecer a nossa marca. É como um círculo que se fechou. Cada vez que gravamos um novo álbum, nos tornamos mais conscientes e livres para expressar a nossa alma através da música que criamos.

Equipe MR – Cada música de ‘Silence’ tem um significado muito forte pra você, sendo a compositora das letras. Porém, existe alguma letra que te deixa em êxtase, ao ponto de não conseguir conter a emoção ao cantá-la?
Cadaveria –
Cada canção que eu escrevi na minha vida é uma parte de mim. As letras de ‘Silence’, em especial, são as minhas considerações sobre temas como existência, morte, o destino, o uso que fazemos do nosso tempo de vida. Eu escrevi sobre mim, minhas experiências, minhas emoções e cada vez que eu canto uma canção de Cadaveria eu me sinto livre e fico mais forte. É maravilhoso libertar-se através da arte, por isso não tenho medo de revelar a minha alma nas minhas letras.

Cadaveria - 2015 por divulgação I

Equipe MR – Qual critério utilizado para escolher “Carnival Of Doom” como single do ‘Silence’? Há previsão de lançamento de vídeo clipe para esta faixa?
Cadaveria –
“Carnival Of Doom” é a faixa perfeita para um single, é um equilíbrio harmonioso de atmosferas sombrias e sinistras e de energia, ironia e prazer de vida. As partes vocais estão bem calibradas entre gritos e voz limpa. É uma música cinematográfica e, provavelmente, vamos lançar um vídeo desta música, mas primeiro vamos produzir outro vídeo para a canção “Strangled Idols”. Os trabalhos já estão em andamento e vamos concluí-lo assim que retornarmos da primeira parte da ‘Silence Tour’, que consiste em datas na  Itália e México durante o mês de abril.

Equipe MR – Você gravou um vídeo explicando faixa por faixa do novo álbum em seu canal oficial no Youtube. Houveram faixas compostas que não entraram para o disco? Se sim, como você definiu o track-list de ‘Silence’?
Cadaveria –
Eu amo todas as músicas deste álbum e cada uma delas tem uma razão para existir. Todas juntas são a melhor expressão do que a Cadaveria é hoje, e ‘Silence’ é a caixa mágica que contém tudo isso.

Cadaveria - Silence album

Equipe MR – O álbum ‘Horror Metal’ foi o álbum da Cadaveria mais aclamado pela crítica internacional e obteve um ótimo resultado na divulgação, com turnê passando por países da Europa e América Latina. Vocês possuem muitos fãs e admiradores pelo Brasil e outros países da América do Sul, como Colômbia, Venezuela, Peru e Argentina. Existe a possibilidade de shows da Cadaveria no hemisfério sul este ano? Houve algum contato com produtores locais? Quais os planos de turnê para a banda em 2015?
Cadaveria –
O cenário musical está mudando rapidamente e,  tem sido cada vez mais difícil fazer uma turnê. Eu administro a agenda da banda, e estou percebendo que promotores estão se aproximando e, muita vezes, são amadores. Provavelmente, o mercado musical está saturado, há muitas bandas excursionando mundo a fora, muitas destas pagam para tocar e as pessoas não têm dinheiro para gastar nos shows (comprando ingressos). Estamos fazendo nosso melhor para promover ‘Silence’ da maneira que merece, por considerarmos nosso melhor álbum até agora. Vamos tentar trazê-lo à Europa, EUA e Canadá. Ainda estamos à espera de uma proposta séria do Brasil. É uma pena, porque sei que temos muitos fãs esperando pela nossa visita ao país. Eu tive muitos contatos com promotores locais, que disseram estar interessados em levar a Cadaveria para o Brasil, e talvez estender a visita a outros países da América do Sul, mas como disse antes, nenhum veio com uma proposta concreta: alguns e-mails, algumas promessas, e nada. Realmente não consigo entender esse comportamento. Odeio perder tempo.

Equipe MR – Este espaço é seu. Deixe uma mensagem para os fãs e admiradores do seu trabalho. Muito obrigado pela entrevista!
Cadaveria –
Cadaveria gostaria de agradecer a todos os fãs brasileiros pelo apoio que têm nos dado desde o início. Estamos com vocês mesmo do outro lado do mundo. Desfrutem de ‘Silence’, sejam livres e fieis em sua alma e nunca desistam. MEMENTO AUDERE SEMPER.

Confira abaixo o trailer oficial de ‘Silence’:

(Visited 127 times, 1 visits today)