David Bowie no MIS: horários da última semana

David Bowie - Figurino e botas que estao na exposicao. Photograph by Masayoshi Sukita -® Sukita  The David Bowie Archive

A Exposição de David Bowie no Museu da Imagem e do Som está se encerrando dia 20, domingo de Páscoa, por este motivo o MIS preparou horários especiais para recepção dos últimos visitantes desta importante exposição, como pode ser visto abaixo:

11.4 –  Abre às 12h, fecha a bilheteria às 23h, visitação até às 24h
12.4 – Abre às 10h fecha a bilheteria às 3h visitação até às 4h
13.4 – Abre às 10h fecha a bilheteria às 22h visitação até às 23h
14.4 – não abrirá
15.4 – Abre às 10h fecha a bilheteria às 22h visitação até às 23h
16.4 – Abre às 11h fecha a bilheteria às 20h visitação até às 21h
17 e 18.4 – Abre às 10h, fecha bilheteria às 3h e visitação até às 4h
19.4 (sábado) – abre às 10h e somente fecha a bilheteria no dia 20 às 22h com visitação até às 24h (ou seja, abertura durante 38 horas seguidas das 10h da manhã de sábado até à meia noite de domingo!).

Sobre a Exposição
Entre os dias 31 de janeiro e 20 de abril de 2014, o MIS – instituição da Secretaria de Estado da Cultura – recebe a exposição David Bowie. Primeira retrospectiva internacional sobre a carreira do artista britânico, a mostra – originalmente intitulada David Bowie Is – aterrissa em São Paulo, após enorme sucesso em Londres, onde ficou em cartaz no Victoria and Albert Museum (V&A), e antes das demais capitais europeias.  Victoria Broackes e Geoffrey Marsh, curadores de Teatro e Performance do V&A, selecionaram cerca de 300 itens relacionados ao artista, como manuscritos de letras de músicas e figurinos originais. Para completar, os visitantes serão acompanhados por uma experiência sonora (com fones de ouvido inclusos no valor do ingresso), proporcionada pela empresa alemã Sennheiser.

“David Bowie sempre foi um artista pioneiro. Inovando a cada álbum, antecipava tendências de sua época, usando sua criatividade no design de suas capas de discos, na composição de seus videoclipes e em seus personagens no cinema. Influenciou e continua influenciando diversas gerações de artistas”, resume André Sturm, diretor executivo do MIS. “Fechamos a exibição aqui no MIS em 2011, antes mesmo da abertura da exposição em Londres. Particularmente sou um grande fã de Bowie e é com muita satisfação que trazemos mais uma grande mostra para o nosso museu”, complementa.

 

O V&A, um dos mais importantes museus do mundo na área de design, teve acesso sem precedentes ao The David Bowie Archive para criar esta exposição. Além de set lists, letras de músicas, manuscritos, instrumentos e desenhos, a mostra brasileira inclui 47 figurinos, trechos de filmes e shows ao vivo, videoclipes e fotografias. Organizada tematicamente, leva os visitantes a uma viagem por meio de inúmeros personagens de Bowie e performances lendárias, destacando suas influências artísticas e suas experiências com o surrealismo, o expressionismo alemão, a mímica e o teatro Kabuki.

Entre os figurinos que compõem o inventário da mostra, estão peças ligadas ao álbumAladdin Sane, como o macacão assimétrico feito de vinil (Tokyo Pop) assinado por Kansai Yamamoto e a bota plataforma vermelha, ambos usados na turnê do álbum em 1973; o terno azul claro usado na gravação do vídeo feito para Life on Mars? e o conjunto de calça e jaqueta multicoloridos, de Freddie Burretti, feito para a turnê Ziggy Stardust.

Foto de capa do album Aladdin Sane Credito Brian Duffy -® Duffy Archive & The David Bowie Archive

A produção fotográfica também traz interessante material, como a foto promocional feita para a banda The Kon-rads, quando Bowie tinha apenas 16 anos; uma colagem feita por Bowie a partir de stills do vídeo de The Man Who Fell to Earth; e outra imagem dele com o escritor William Burroughs, fotografados por Terry O’Neill, e colorida manualmente pelo cantor.

A exposição coloca os visitantes dentro do processo criativo de Bowie e mostra como sua obra influenciou diversos movimentos artísticos. Ela apresenta o artista como um astuto observador da nossa sociedade, que sempre fez intervenções significativas na cultura, deixando um poderoso legado.

O museu prepara uma extensa e especial programação relacionada ao artista, incluindo todos os programas regulares do museu, como o Cinematographo e Estéreo MIS, e uma mostra com todos os filmes que Bowie participou.

A exposição David Bowie realizada pelo MIS, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, em São Paulo, foi feita com recursos do Governo do Estado de São Paulo e conta com patrocínio da Samsung, do escritório de advocacia Mattos Filho e da Jaguar/Land Rover; além de apoio da YOUCOM e do Consulado Britânico.

A cenografia foi desenvolvida e executada pelo Atelier Marko Brajovic.

Estúdio David Bowie
O MIS também preparou uma exclusividade para os fãs do artista: o Estúdio David Bowie. Localizado na área externa do Museu, o espaço permitirá ao público cantar alguns dos hits da carreira de Bowie – e a performance será gravada e disponibilizada no hotsite www.estudio.mis-sp.org.br. O Estúdio David Bowie funcionará das 16h às 20h, sendo que cada ingresso vale para até três pessoas por música. A entrada, de R$ 10, poderá ser adquirida tanto na recepção do MIS quanto no site da Ingresso Rápido.

Livro David Bowie
O MIS é coeditor do livro David Bowie, que será lançado pela editora Cosac Naify. A publicação é uma tradução do livro original feito pelo V&A, em ocasião da exposição em Londres. O livro traça a carreira do artista desde a sua juventude nos subúrbios londrinos, suas influências e decisões, as descobertas durante as gravações dos primeiros álbuns, até tornar-se figura mundialmente aclamada, cuja obra provoca forte impacto na música e na arte de vanguarda do século XX de maneira geral. Este é o primeiro livro produzido com acesso irrestrito ao The David Bowie Archive, o arquivo pessoal de Bowie com letras originais, trajes de espetáculos, materiais, fotos e objetos. Textos dos curadores do Victoria and Albert Museum sobre a influência de Bowie no mundo da moda, além de ensaios sobre música, cinema, a questão do gênero, entre outros, completam a edição.

Sobre David Bowie
Nascido David Robert Jones, em Brixton no sul de Londres, em 8 de janeiro de 1947. Sua carreira na música já dura quase 50 anos e Bowie pode se orgulhar de seu sucesso comercial e com a crítica especializada. Ele é reconhecido por ser um dos mais audaciosos, influentes e criativos artistas do seu tempo. Autor e intérprete de hits como ‘Let´s Dance’, ‘Life on Mars?’ e “Heroes”, vendeu mais de 140 milhões de álbuns. Foi premiado diversas vezes, incluindo dois Grammys, dois British Awards, três MTV Video Music Awards e um Emmy. No cinema, participou de filmes que até hoje são ícones da cultura pop, como O homem que caiu na Terra (1976), Eu, Christiane F., 13 anos Drogada e Prostituída (1981) eLabirinto, A Magia do Tempo (1986). Em 2013 surpreendeu o público com o lançamento do álbum The Next Day, o primeiro trabalho depois de um hiato de 10 anos. O disco concorre em duas categorias no Brit Awards  e a três Grammys Awards.

Serviço David Bowie

Local: Expositivo Térreo, Expositivo 1º andar e 2º andar

Ingresso À venda na recepção do MIS (R$ 10,00 e R$ 5,00) ou pelo site www.ingressorapido.com.br (R$ 25,00). Os ingressos também podem ser adquiridos nas lojas de São Paulo da YOUCOM, apoiadora da exposição, nos Shoppings Ibirapuera, Frei Caneca e Bourbon pelo valor único de R$25,00 (a partir do dia 17 de janeiro). Às terças-feiras a entrada no MIS é gratuita.

CLASSIFICAÇÃO livre

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 8 | Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

(Visited 53 times, 1 visits today)