Asgard Fest – 01-02-2014 – São Paulo (Fofinho Rock Bar)

X

Texto e fotos por André Luiz

Em sua segunda edição, o Asgard Fest reuniu na Fofinho Rock Club (zona leste de São Paulo) apreciadores do estilo Viking/Folk. Venda de produtos característicos, vídeos no telão, hidromel Heindall a preço acessível, mais as bandas Opus Tenebrae, Brave, Krieg, Ensiferum Tribute Brasil e Power Of Thunder, cativaram um público estimado de 120 pessoas ao local.

As performances tiveram um atraso estimado de uma hora devido atraso da banda inicial o que acarretou em alterações no cronograma as quais prolongaram o evento. A banda Brave (Itu, interior de SP) subiu ao palco após às 0h e causou ótima impressão com sua sonoridade calcada no power metal, entre faixas próprias como “The Last Battle” e covers como “Battle Hymn” do Manowar.

Já a Power Of Thunder, cover de Manowar, além de ter causado o atraso no cronograma do festival teve na atuação de seu frontman o ponto baixo da performance. Na sequência, a Ensiferum Tribute Brasil prestou homenagem a banda finlandesa de viking/folk metal. Auto-proclamada como primeira e única banda cover de Ensiferum do país, o conjunto reuniu um instrumental bem alinhado mesclado com a empolgação do aniversariante da noite, o vocal Rubstein.

Chegado o momento da atração principal da noite, a Opus Tenebrae levou aos presentes a qualidade de seu celtic black metal. Letras próprias marcantes e som direto, a banda oriunda de Santos em via de lançar seu debut album (ainda sem título, gravado no Disney Hell Studio, mixado e masterizado no Beco Studio) desfilou petardos de seu futuro lançamento como Opera Mortis e Aurea Hyspania (cujo vídeo-clipe oficial lançado semanas atrás pode ser visualizado mais abaixo), uma apresentação de encher os olhos by Opus e cia. Finalizando o festival, já muito tarde devido o atraso inicial, a banda paulistana Krieg apresentou seu repertório calcado na temática medieval.

Tendo em vista as características do evento, a temática escolhida e o line up, havia expectativa de um público superior aos 120 presentes, o qual devido o atraso inicial da banda cover de Manowar (única apresentação “áquem” da noite) e longos intervalos entre os shows por muitas vezes preteriu a pista em virtude do telão e do hidromel no piso térreo da Fofinho. Confira imagens exclusivas da noite:

(Visited 108 times, 1 visits today)