Elvis Presley in Concert: informações para a apresentação em SP

O Brasil verá “Elvis Presley in Concert,” a fenomenal produção que reúne ao vivo no palco vários companheiros da banda de Elvis Presley com uma projeção de última geração do Rei do Rock.

Os fãs sul-americanos irão conferir uma experiencia única, a sensação de estar presente em um verdadeiro show ao vivo de Elvis Presley.O público que estiver presente irá assistir algumas das melhores performances de Elvis projetadas em telão de última geração, acompanhadas ao vivo no palco por uma orquestra completa, um time de cantores e músicos que trabalharam junto com Elvis.

Elvis Presley In Concert

Uma super produção. Assim pode ser definido o show “Elvis Presley In Concert”, o surpreendente espetáculo que tem encantado pelo mundo afora diferentes gerações de fãs do astro do rock. Reunindo no palco uma banda completa, que tem em sua composição vários músicos que trabalharam com Elvis originalmente, e projeções remasterizadas em telões de alta definição das principais apresentações do cantor, o espetáculo dá ao público a sensação de estar realmente participando de um show ao vivo do cantor. O sucesso é tanto que “Elvis Presley In Concert” já entrou para o Livro dos Recordes Guiness como a maior turnê já realizada no mundo todo de um artista não vivo.

Os brasileiros poderão ter a sensação de participar também desta febre, e estarem ao vivo em um show do cantor e compositor norte-americano que é considerado, ao lado dos Beatles, um dos maiores vendedores de discos de todos os tempos (mais de 1 bilhão) e possivelmente o artista com o maior número de imitadores em todo o mundo.

O Show

Em toda a sua vida, Elvis Presley fez apenas cinco shows fora dos EUA, em três cidades canadenses, em 1957. A turnê mundial era um sonho do cantor e de seus fãs, que nunca se tornou realidade até 97, quando os show “Elvis Presley in Concert” começou a acontecer. Os antigos – e novos – fãs de Elvis tiveram que esperar até este ano, quando se celebram os 35 anos da morte do cantor, para poder presenciar a experiencia de sentir seu ídolo no palco. Depois de ter passado por várias cidades americanas, pela Europa, Australia e Japão, sempre com ingressos esgotados, o show finalmente será visto no país.

“Elvis Presley in Concert” tem como base uma coleção de alguns dos melhores concertos do cantor que existem em filmes e vídeos, que tiveram todo o som da filmagem excluido, com exceção da voz de Elvis – que foi totalmente remasterizada. As imagens são projetadas em um telão de led gigante. No palco, uma orquestra de 16 músicos, muitos dos quais da formação original da banda de Elvis, apresentam-se ao vivo. Toda a música ouvida na produção do concerto é ao vivo, exceto a voz de Elvis. A sensação é mágica. Para o público é como estar em um show de Elvis real.

Hoje, as pessoas estão acostumadas a ver telões usados em concertos ao vivo para trazer a estrela mais próxima do público. Neste show, a gravação da voz de Elvis é tão limpa, sua presença na tela tão poderosa, a interação com os músicos tão perfeita, e a reação do público tão intensa, que quase se pode esquecer que Elvis realmente não está lá em pessoa. Tudo em termos de encenação, cenografia, iluminação, som e produção geral é como se Elvis estivesse vivo e de volta à estrada. A resposta do público a este conceito tem sido a melhor possível. Fãs de longa data de Elvis, que assistiram concertos reais do cantor, dizem que sentem o mesmo entusiasmo original. Os fãs que nunca chegaram a vê-lo, muitos dos quais nasceram após a morte de Elvis, dizem que é como se uma experiência de sonho se tornasse realidade.

Os concertos utilizados no show são extraídos principalmente do material filmado para os concertos “Elvis, That´s the Way It Is” (de 1970), “Elvis on Tour” (de 1972) e do histórico especial de televisão “Elvis: Aloha from Havaí, via satellite” (de 1973). Este último contém algumas das melhores performances de Elvis de sua carreira. Outro critério principal para a seleção desses imagens é que elas foram originalmente gravadas no sistema multi-track. Assim, os produtores são capazes de deixar de fora todo o som da filmagem, isolando apenas o som do microfone de Elvis. Os filmes mostram Elvis no auge de seu estrelato.

“Elvis In Concert” foi lançado em 16 de agosto de 1997, marcando a ocasião do vigésimo aniversário da morte de Elvis, apresentado no Coliseu do Centro-Sul, em Memphis, Tennessee, com ingressos esgotados. O show apresentava um grande encontro de muitos dos instrumentistas e vocalistas que haviam trabalhado no palco e no estúdio de gravação com Elvis ao longo dos anos. Esta produção se tornou o protótipo para Elvis -The Concert, uma produção que viajou extensivamente desde o início de 1998 e em 2006 foi re-intitulada “Elvis Presley In Concert”.

Entre os músicos que estarão no palco, estão vários ex-companheiros de Elvis, como o guitarrista James Burton, considerado o 19º melhor guitarrista do mundo pela revista Rolling Stone e que faz parte do Rock and Roll Hall of Fame desde 2001. Outro é o baterista Ron Tutt, que tocou com Elvis de 1969 até sua morte. O pianista Glen Hardin participou de todos os três filmes cujas imagens foram selecionadas para “Elvis In Concert”. Norbert Putnam participou como baixista da maioria das gravações dos discos de Elvis, enquanto Joe Guercio era o diretor musical das apresentações do cantor. Estelle Brown foi integrante do grupo Sweet Inspirations e participou de todas as últimas turnês e shows de Elvis como backing-vocal. Joe Moscheo e Terry Blackwood são dois dos integrantes originais dos Imperials, o quarteto gospel que fez vocal de apoio nas apresentações ao vivo e sessões de gravação de Elvis Presley, nos anos de 1969-1971.

Elvis Presley é o único artista do mundo incluído nos cinco Hall of Fame da música existentes – o do Rock and Roll, o da Country Music, o da Gospel Music, o UK Music e o Rockabilly. Recebeu centenas de prêmios, incluindo 14 Grammys. Só nos Eua 150 de seus álbuns e singles foram certificados como discos de ouro, platina ou multi platina. Gravou mais de 700 músicas em sua carreira, e 37 delas estão no repertório de “Elvis In Concert”, incluindo hits como “Burning Love”, “I Can’t stop Loving You”, “Johnny B Goode”, “That’s all right”, “Don’t be cruel”, “Heartbreak Hotel”, “Blue Suede Shoes”, “Love Me Tender”, “You’ve Lost That Loving Feeling”, “Bridge Over Trouble Water”, “I’ll Reemmber You”, “My Way” e “Can’t Help Falling In Love”.

As apresentações no Brasil fazem parte da comemoração dos 35 anos de morte do astro norte-americano

SERVIÇO

Data : 13 de outubro/2012 (sábado)

Horário: 21h

Abertura da casa: 19h

Local: Rua Funchal, 65 – Vila Olimpia

www.viafunchal.com.br

Horário da bilheteria: das 12h às 22h (de segunda à domingo)

PREÇOS

Platéia VIP: R$ 1.200,00

Platéia Premium: R$ 1.000,00

Platéia 1: R$ 700,00

Platéia 2: R$ 500,00

Mezanino Central: R$ 700,00

Mezanino Lateral: R$ 600,00

Camarote: R$ 1.100,00

Cartões de Crédito: Visa, Mastercard e Diners

Cartões de Débito: * Visa Electron.

*Somente em nossa bilheteria.

Estudantes tem direito a 50% de desconto no valor do ingresso em qualquer setor da casa.

INFORMAÇÕES

www.viafunchal.com.br

(11) 3846-2300

Vendas online: www.viafunchal.com.br

Capacidade: 3.075 lugares

Duração: até 120 min.

Classificação Etária: 14 anos

Estacionamento na porta: R$ 30,00 c/manobrista (NETPARK)

Estacionamento VIP (dentro da Via Funchal – vagas limitadas): R$ 50,00 (vendido nas bilheterias e pelo site)

Acesso Deficientes

(Visited 12 times, 1 visits today)