The Iron Maidens: “Nós queremos é abalar o mundo de vocês!”

As meninas do The Iron Maidens desembaracaram essa semana no Brasil para uma séries de apresentações no mês de Junho, sendo elas em Goiania (15), Rio de Janeiro (16), Salvador (17), São Paulo (18) e Manaus(19).

 

Muito conheceidas por serem a única banda tributo ao Iron Maiden composta apenas por mulheres, a banda foi formada em 2001 na Califórnia , atualmente o The Iron Maidens conta com Kirsten “Bruce Chickinson” Rosenberg (vocal), Courtney “Adriana Smith” Cox (guitarra), Satomi Suzuki (guitarra), Wanda “Steph Harris” Ortiz (baixo) e Linda “Nikki McBurrain” McDonald (bateria).

 

O Metal Revolution conversou com as meninas, num bate papo descontraído, sobre a primeira vinda da banda ao país, os 10 anos de carreira completados recentemente dentre outras curiosidades. O resultado desse encontro você pode conferir a seguir.

 

Por Rafael Moreira Trigueiro

Foto por Juliana Lorencini

Metal Revolution – Como surgiu a ideia de formar uma banda tributo ao Iron Maiden somente com mulheres?

Wanda Ortiz – Nós sempre amamos música e especialmente o rock. Quando nos conhecemos todas eramos fãs de Iron Maiden então começamos a tocar as músicas deles bem despretensiosamente. Um dia surgiu a chance de nos apresentarmos e estamos nisso até hoje!

MR – Para a galera que não conhece ainda um show de vocês: O que podemos esperar?

Linda McDonalds – Tentamos trazer toda a parafernália que o Iron Maiden usa em seus shows, mas numa versão menor. Nosso palco é semelhante à arena usada nos shows deles, temos até nossa versão feminina do Eddie.

Kirsten Rosemberg – Que tem certa beleza!

MR – Podemos esperar por efeitos especiais?

LMD – Muitos. Pena estarmos nos apresentando em local fechado!

MR – Os fãs brasileiros de Iron Maiden são conhecidos por serem os mais devotados e os com maior conhecimento das músicas. Isso preocupa vocês?

KR – Um pouco. Sempre ouvimos falar isso e sabemos que vocês amam as músicas e o show e tudo mais. Mas isso nos dá ainda mais vontade de tocar e de vê-los cantando conosco. Essa intensidade nos fascina e queremos isso mais e mais.

Courtney Cox – Nós queremos é abalar o mundo de vocês!

MR – Vocês já abriram para o KISS, Danzig, Motörhead entre outros. Venderam 6.000 ingressos em 12 horas num festival na Venezuela e são a banda tributo mais conhecida de Iron Maiden. Como vocês lidam com essa fama?

KR – Não procuramos pensar muito nisso. O que aconteceu na Venezuela não foi exclusivamente por nossa causa, estiveram presentes outras grandes bandas que também contribuíram para o que aconteceu. Lidamos com a fama de maneira natural.

CC- Mas adoramos levar os créditos por essa realização também!

LMD – A fama vem e vai. Mas tentamos continuar sendo nós mesmas.

MR – Todas vocês são musicas e musicistas excepcionais, portanto, qual a opinião de vocês sobre o novo álbum do Iron Maiden, “The Final Frontier”?

WO – Acho que eles tentaram voltar aos clássicos, mas sem perder as coisas boas atuais que conquistaram. A música deles conta uma história e eles conseguem fazer isso nesse novo álbum.

KR – Alem disso eles conseguiram se manter fortes e levar um show mundial com essas novas músicas.

MR – Dez anos de estrada. Alguma comemoração para essa marca?

KR – Nada demais, alem de nossa turnê por alguns países latinos e algumas músicas novas no repertório.

CC – Mas gostaríamos de comemorar em grande estilo. Uma turnê mundial por estádios lotados!

LMD – Quem sabe, na próxima! (risos)

MR – Muito obrigado por nos receberem. Deixem uma mensagem para os fãs brasileiro.

KR – Gritem para nós. Nós iremos gritar para vocês com certeza.

CC – Venham nos ver e curtir uma noite da melhor música.

WO – Cantem conosco, estamos adorando estar aqui e queremos mais!

CC – E nos adoramos vinho!

LMD – Venham para nossa festa, estamos esperando todos vocês.

TODAS – Rock´n Roll!!

Agradecimento especial a Costábile Junior (The Ultimate Music – Press) pela realização da entrevista.

 

(Visited 130 times, 2 visits today)