Judas Priest anuncia a saída do guitarrista KK Downing

 

Nesta quarta feira, ao acordar, os fãs do Judas Priest se depararam com uma noticia ao mesmo tempo surpreendente e imaginável: Na surdina, sem alarde ou qualquer tipo de despedidas, a banda anunciou em seu site oficial a saída do guitarrista e membro original, KK Downing. A justificativa oficial é de que o guitarrista de 59 anos resolveu se aposentar. No mesmo comunicado foi anunciado que a banda já encontrou um substituto para Downing. Trata-se do guitarrista Richie Faulkner, que já se apresentou no Brasil como parte da banda de Lauren Harris, que abriu os shows do Iron Maiden no país em 2008 e 2009.

Esta foi a segunda péssima noticia que os fãs receberam em pouco mais de quatro meses. A primeira, divulgada no dia sete de dezembro de 2010 dava conta de que o ano de 2011 marcaria não só as comemorações pelos 40 anos de carreira, como o fim da banda. Algum tempo depois os músicos soltaram outro comunicado explicando que este não é o fim da banda, somente o fim das extensas turnês mundo afora. Mas que continuariam a gravar discos e fazer shows. Nas ultimas semanas foi reportado que a banda estava reunida trabalhando em material novo para ser lançado em um futuro próximo. Na semana passada, anunciaram quatro datas de shows no Brasil ao lado do Whitesnake.

Portanto, não preciso nem explicar o que porque do comunicado de hoje ter causado tanta estranheza entre os fãs. Confesso que fiquei ainda mais confuso quando fui ao site oficial do guitarrista em busca de informações mais detalhadas que as do press release oficial do Judas Priest e me deparei com o seguinte trecho do post do mês de Abril em seu blog:

As you all know the festivals will soon be kicking off again and I am pleased to see some new events and locations. Be sure to get yourselves to as many as you can to see all of the great bands that will be out there. Of course Priest will be there also giving it everything for you as usual.

Tradução:

Como vocês todos sabem já estamos quase no começo da temporada de festivais e estou feliz de ver que visitaremos eventos e locais que nunca fomos. Tentem ir ao máximo desses festivais que puderem para verem todas as grandes bandas que tocarão por lá. E é claro que, conforme o habitual, o Priest estará lá dando tudo de si em cima do palco e fazendo o melhor show possível para vocês.

Não estou aqui para especular, mas é minha opinião de fã que talvez os envolvidos não estejam sendo completamente honestos com seus fãs sobre o que realmente aconteceu, pois uma pessoa que até pouco tempo atrás parecia bastante animada em sair em tour mais uma vez, não decidi se aposentar do nada.

Outro fato a se lamentar é a escolha do substituto. Como já foi amplamente noticiado, em breve o Judas Priest embarcará na Epitath tour com o intuito de tocar pelo menos uma musica de cada disco que já lançaram. Só isso já deveria de ser motivo para uma escolha mais cuidadosa por parte dos músicos, certamente de alguém mais experiente. Eu, como fã, não quero ouvir clássicos como Never Satisfied ou Tyrant sendo tocados por um sujeito que não tem nada a ver com a banda e tampouco era a melhor escolha para o posto. Ao meu modo de ver, se era para substituir, qualquer um dos dois guitarristas da banda solo do vocalista Rob Halford seria uma escolha mais adequada e acertada nessa situação, levando-se em conta talento, familiarização com o material e com a banda.

Sinceramente, ainda não consegui acreditar que a minha dupla de guitarristas favorita não estará lado a lado fazendo a introdução de clássicos como Victim of Changes e Breaking the Law durante os shows do Brasil em Setembro próximo. Esse será um golpe duro de assimilar.

(Visited 76 times, 1 visits today)