Steven Wilson – 21-04-2012 – São Paulo – SP (Via Marquês)

Por Rafael Moreira
Fotos por Juliana Lorencini

O multi instrumentista Steven Wilson fez a sua estreia em solo brasileiro nesse sábado passado (21/04/2012) na capital paulista de forma arrebatadora e definitiva e fez fãs e aqueles que ainda não eram fãs deixarem o local do show, o Via Marquês, com uma vontade de que todos os fins de semana fossem assim.

 Wilson já participou de diversos projetos musicais tais como o Storm Corrosion, projeto que conta com Mikael Åkerfeldt vocalista e guitarrista do Opeth, com seu primeiro álbum recém lançado, Wilson na época chegou a dizer que o mesmo era o final da trilogia dos álbuns Heritage (Opeth) e Grace for Drowning (Steven Wilson), mas ficou mundialmente conhecido com o Porcupine Tree.

Momentos antes do show era possível ver projeções um tanto quanto sinistras em uma tela que cobria o palco, acompanhada de uma melodia igualmente soturna. Essa mesma tela fez parte do show do músico e sua banda durante as quatro primeiras musicas, mostrando situações e interagindo com a luz do palco no melhor estilo Primus de se ver.

Os músicos da banda surgiam um a um Marco Minnemann (bateria), Nick Beggs (baixo), Theo “Flute Guy” Travis (flauta e sax), Adam Holzman (teclados), Tsonev Niko (guitarra) e por último Steve Wilson que abriu seu show as 18hrs religiosamente com a música No “Twilight Within the Courts of the Sun”, mostrando que aquele espetáculo seria memorável.

 Durante as músicas em que a tela ficou a frente dos músicos Wilson, que toca descalço e tem trejeitos manuais dignos de um maestro regendo uma orquestra, mal falou com o publico. Coisa que foi corrigida logo após a queda da grande tela, Wilson saudou o publico e se disse extremamente feliz por estar ali.

 As partes inovadoras do show foram a musica “Iluminum” do novo álbum solo do artista com essa formação de banda e a gigantesca musica “No Part of Me” onde Steven pede silêncio para a plateia, pois os primeiros acordes são suaves e baixos. A platéia não só obedeceu (apesar de alguns seguranças precisarem de um “toque” sutil para se calarem) como até parou de fotografar e pelo primeira vez na minha vida de muitos ali se viu silencio num show de rock progressivo.

A banda saiu do palco da mesma forma que entrou um de cada vez, mas a alegria foi imensa quando eles retornam para o bis tocando “Get All You Deserve” usando mascaras variadas durante os solos dos instrumentos.

O show é um espetáculo de encher os olhos, os ouvidos e os corações. Apesar de os sons dos instrumentos se tornarem conflitantes algumas vezes, transformando aquela parte da musica em um verdadeiro bate panelas, não houve quem não saísse satisfeito de lá.

Mas ainda não acabou Steven estava intrigado por haver tão poucas pessoas no seu show e perguntou à plateia os motivos, o show do musico Bob Dylan e o Metal Open Air foram alguns dos motivos apontados pelos presentes.

Mesmo assim ele não hesitou, para demonstrar a alegria de estar pela primeira vez na America latina e no Brasil, Steven Wilson voltou sozinho e com um violão, para um segundo bis onde tocou “Lazarus” e “Train”, grandes sucessos do Porcupine Tree.

Show como esse ficam marcados na mente dos fãs e ensinam aqueles que não conheciam a musica a gostar do estilo parecido com Pink Floyd. Esperamos que Steven Wilson volte muitas vezes para o Brasil, com sua banda ou com algum de seus projetos para que dessa vez possamos esgotar os ingressos de seus shows em tempo recorde!

Confira a galeria de fotos do show do Steven Wilson:

(Visited 22 times, 1 visits today)